segunda-feira, janeiro 31, 2005

"A dupla essência, masculina e feminina, de Deus - a Cruz.
O mundo gerado, A Rosa, crucificada em Deus"

fernando pessoa

“O desequilíbrio das nossas instituições fundamentais, que reflectem um Deus pai no topo de uma trindade totalmente masculina, teve uma influência devastadora no mundo Ocidental. Com o rápido desenrolar dos acontecimentos devido a avanços da ciência nos últimos trezentos anos e especialmente nos últimos cinquenta, a fractura na sociedade Ocidental e na psique humana tornou-se cada vez mais evidente.

A poluição do planeta e o abuso flagrante das nossas crianças estão intimamente relacionados com esta falha fundamental
(...)

Uma das realidades mais tristes da nossa cultura é que a ascendência do masculino ferido levou à exaustão emocional. Onde o feminino não é valorizado, um homem não tem verdadeira intimidade com o seu oposto, a sua outra “metade”.

Muitas vezes, não pode canalizar as suas energias na direcção de uma relação amorosa visto que o seu parceiro, supostamente, não tem valor. Privado do seu oposto igual porque o feminno é visto como inferior, o macho frustrado predominante fica esgotado: “onde o sol brilha sempre, há um deserto”. As florestas secam, os rios secam, o solo estala. A terra morre.”


In MARIA MADALENA E O SANTO GRAAL
Margaret Starbird
PORQUE SOU CONTRA TODAS AS RELIGIÕES INSTITUIDAS, PRINCIPALMENTE A CATÓLICA...PELO SEU DESPREZO VOTADO À MULHER AO LONGO DOS SÉCULOS QUE ORIGINOU A SUA “INFERIORIDADE” E EM CONSEQUÊNCIA DISSO O CAOS SOCIAL, SEXUAL E HUMANO!


Da Igreja de Roma advém a misoginia INSTALADA PELO PODER secular dos padres e A SUA HIERARQUIA, que rejeitaram Maria Madalena e o Princípio Crístico ao colocaram uma anátema na Mulher, OPOSTO COMPLEMENTAR DO HOMEM, causa principal do desequilíbrio dos princípios feminino e masculino, criando o caos humano e social!

As guerras começaram com a destruição do poder da Deusa-Mãe, as Cruzadas com a Busca do Santo Graal, o Feminino perdido e desprezado pelos padres e monges pseudo-cristãos!

O Culto da Dama e da Mulher, que tentou ressurgir das cinzas, pelos Trovadores e Cavaleiro do Graal, foi, na idade média, de novo, reprimido pelo poder temporal dos Papas em conluio com os Reis. Tal como agora com os ministros e presidentes...

O QUE É ASSUSTADOR É QUE de novo os Bispos e os Padres intentam contra a liberdade da mulher. O nosso Estado que era laico começa a fazer-se acompanhar por Bispos em cerimónias de Estado, que opinam na vida civil como se tivessem esse direito...

Exemplo Zita Seabra a mulher macho por excelência...vem agora dizer que temos de seguir as nossas crenças seculares...a nós mulheres, ela vem dizer que não podemos perder a nossa identidade QUANDO NUNCA A TIVEMOS, tão óbvio é o seu caso de traidora de causas perdidas!

Foi essa abjecção nas mulheres destituídas por eles de feminino, SEM IDENTIDADE e sem conhecimento da essência-mulher que os patriarcas sempre usaram e usam para manipular a ignorância das mulheres , tal como o fazem os políticos, neste mundo dominado exclusivamente por homens.
Outro exemplo flagrante da traição à Essência do Feminino é Condolença Rize..."braço direito" do mais simiesco presidente do mundo.


SOU PAGÃ E HEREGE ASSUMIDAMENTE!
PELO PODER DA DEUSA E DA SERPENTE.


A COMPROVAR O MEU DISCURSO DE DENÚNCIA DE COMO AS MULHERES SERVEM OS CHEFES, FIÉIS AO PATRIARCALISMO, NÃO RESISTO ao exemplo flagrante da ex-deputada ZITA SEABRA, EX-COMUNISTA e que AGORA "virou" RELIGIOSA NÃO SEI DE QUE CONVENTO...

"Especialista em perda de identidade

Depois de uma visita "privada" ao Bispo de Coimbra, para a qual foram chamados jornalistas, Zita Seabra declarou que "temos de viver com os nossos valores, que são os valores católicos!" e acrescentou que "ao não reconhecer essa tradição, alguns países da Europa - como a França, a Alemanha e a Espanha - correm um risco sério de perda de identidade".


Publicado por ruitavares
in BLOG BARNABÉ

Zita Seabra:
"Protagoniza um dos mais espectaculares reviralhos da História portuguesa recente. Fervorosa militante comunista até à implosão das democracias populares leste-europeias, inflecte, acto contínuo, para o centro-direita, filiando-se no PSD.
Vereadora na Câmara Municipal de Vila Franca de Xira (1997), é, dois anos volvidos, convidada a resignar pela direcção local do seu próprio partido, por, alegadamente, não exercer o mandato" (in Expresso, ed. de 18/09/1999).
Presidente do IPACA no período cavaquista.
Directora editorial da Bertrand e da Quetzal.

domingo, janeiro 30, 2005


AMINA LAWAL
MÃE "ADÚLTERA" PELA LEI MUÇULMANA
VAI SER MORTA À PEDRADA


Qual a real importância de uma Mulher no mundo governado por homens? Seja no mundo ocidental seja no mundo árabe???

Porque escamoteamos estas questões como se elas não fossem questões de fundo num mundo horrendo de assassínio legal e guerra instituída?

Não é essa a lei dos homens, não é esse o mundo patriarcalista, o mundo de domínio das armas e do mais forte, em que metada da humanidade, as mulheres, foram e são instrumentalizadas como reprodutoras ou objectos de prazer, como num mau filme de ficção científica e ninguém faz nada nem as mulher se sublevam ou conseguem sequer ter VOZ própria?

E que fazem os homens além de instrumentalizar a mulher e fazer guerra e política como se guerra fosse embora de palavras? Falam todos de falo erguido (já não usam espada à cintura) uns contra os outros e são machos rijos e dão prova disso, quando não do contrário e são humilhados, com a afronta de que não fizeram filhos - prova de virilidade...

As mulheres são ainda para parir e calar o bico!!! E mortas à pedrada ou à facada quando são "infiéis" ao dono e às suas leis de propriedade...

Há outras que servem para fazer filmes pornográficos e outras para se ajoelharem aos pés dos padres no confessionário dos seus pecados...
Umas que são freiras e outras que são escravas...
Há muitas que são académicas e usam a fala do macho mestre...
Há outras que se julgam emancipadas e apenas são coninventes com a lei do mais forte! Que são soldados, polícias e vão à guerra e outras que são ministras e deputadas e e falam pela boca dos chefes...


MULHERES-MULHERES HÁ MUITO POUCAS...
e nem ousam falar porque ainda têm medo...

E SE HOUVER ALGUMA MULHER QUE NÃO TENHA MEDO QUE FALE POR SI AGORA MESMO!

sábado, janeiro 29, 2005

AS LEIS DOS HOMENS AINDA EM VIGOR SOBRE A TERRA:
ENTERRAR UMA MULHER ATÉ AO PESCOÇO E MATÁ-LA À PEDRADA...


Terminado o tempo de amamentação esta jovem mulher vai ser enterrada até ao pescoço e matá-la-ão à pedrada, por presumível adultério com o ex- marido de quem teve esta filha.

"No fim de contas aprovaram a lapidação de Amina

O tribunal Supremo da Nigéria ratificou a sentença de morte por lapidação de AMINA; adiando apenas a lapidação por dois meses para lhe permitir a amamentação da criança.

Terminado este tempo enterrá-la-ão até ao pescoço e matá-la-ão à pedrada, a não ser que uma avalanche de protestos não consiga dissuadir as autoridades nigerianas.

Amnesty International pede o teu apoio através da tua assinatura nas suas páginas web.

Mediante uma campanha como esta salvou-se no passado uma outra mulher, Safiya, que estava na mesma situação. Parece que para AMINA receberam pouquíssimas assinaturas."

Contacta imediatamente:


AMNISTIA INTERNACIONAL



Não penses que não serve para nada. Salvou a vida de Safiya!


Faz circular esta mensagem entre as pessoas sensíveis a esta horrível ameaça de morte. Fá-lo imediatamente. Eu já o fiz.


__________ Informazione NOD32 1.981 (20050125) ________

sexta-feira, janeiro 28, 2005

1 2 3 esquerda direita, marchar...

QUANDO É QUE OS HOMENS SE ENXERGAM MESMO?

Dois políticos, um de esquerda e outro de direita, em debate televisivo, disputavam cada um a sua posição face à despenalização do Aborto em Portugal. País onde as mulheres estão sujeitas a prisão se recorrerem por decisão própria ao Aborto, tendo como alternativa recorrer ao aborto clandestino em que correm risco de vida e desastres irreparáveis nas suas vidas quando são por qualquer motivo, forçadas a interromper uma gravidez indesejada.

Parece que então aconteceu que o líder da esquerda confrontou o da direita que é contra essa legalização, como “bom católico apostólico romano”, certamente por considerar que assim a mulher recorreria naturalmente ao aborto...e ao que o outro lhe contestou que ele não podia opinar sobre o aborto uma vez que não era pai....
Esta atitude causou um sururu enorme na emprensa nacional e o líder da esquerda foi acusado de ser um reaccionário...pois não é preciso ser pai para ter opinião sobre o que se pensa sobre o aborto!... Mas, em todo esse sururu ninguém se lembrou que na verdade nenhum homem tem a certeza se é o pai da criança! Ele só tem a certeza que é filho da mãe ou filho da p...
Sendo assim, e por mil outras razões nomeadamente ser a Mulher A Mãe é ela que tem de decidir e dar a sua opinião e não pais solteiros casados ou celibatários, padres ou mesmos homossexuais... Sejam lá o que quiserem, Têm esse direito, mas deixem as mulheres decidir das suas vidas! Quando muito deixem os presumíveis pais ajudar e não proibir, respeitar e não impor...e muito menos fazer leis!

(Sabemos que o casamento aparece na história para garantir a certeza de que o pai é pai e tem direitos e para isso a mulher é-lhe sujeita e fiel...senão rua e o filho é... daquilo que eles mais gostam de chamar às mulheres que não lhes são “fiéis”...)

MAS É A MULHER verdadeiramente quem tem de decidir por sua conta e risco o que quer fazer da sua gravidez, assim como do seu corpo...Para isso é claro, tem de ser ELA PRÓPRIA E NÃO continuar submetida e obediente às leis patriarcais e misóginas, assim como tem de sair debaixo da tutela dos maridos e dos padres e dos políticos!

Porque Ninguém senão a mulher sabe o que é ser Mãe...
E nenhuma mulher se violenta a si própria ou se expõe ou submete a correr riscos gravíssimos, de ânimo leve...Por toda a vida terem sido os maridos, os patriarcas os chefes e os padres - aqueles que menos se importaram com a Integridade física e moral da mulher e a usaram a todos os títulos como procriadora ou como objecto de prazer ou dela fizeram “bode expiatório” dos seus dogmas, e das suas guerras - que devem agora e de uma vez por todas abster-se de opinar e querer debater um assunto que só diz respeito às Mulheres. Há mulheres juristas e médicas e advogadas...

Façam um debate de PRÓS E CONTRAS só com as mulheres...
Mulheres que não estejam debaixo da canga dos padres, chefes e dos líderes ou os imitem!
UM DEBATE com mulheres competentes, livres pensadoras, femininas, esclarecidas e idóneas sobre quando as mulheres querem e podem ou não ter um filho!
A sociedade e o estado nada têm a ver com a decisão íntima e pessoal de um indivíduo e muito menos ainda a Igreja! Se continuarem a forçar a mulher a ter filhos indesejados e mal amados o que teremos, em vez de Homens e Mulheres livres é realmente os ABORTOS VIVOS...como estes que ouvimos a torto e a direito a falar do que não sabem!!!

Costumo esclarecer que não sou de direita nem da esquerda nem do centro e que não sou de todo contra nem a favor do aborto, mas a favor da Liberdade da Mulher, pela Consciência do Feminino e afirmação dos valores no feminino, coisa que não existe na política nem na sociedade patriarcal, seja ela fascista ou comunista, como se dizia antigamente. Ou nem mesmo a democrática... Precisamente por isso nós vivemos divididos em partidos e em guerra e em ódio uns contra os outros permanentemente!
Quando não se respeita a Mãe nem a Mulher não se respeita a Vida nem a Natureza. Neste caso, o Ministro da Guerra e não da Defesa como eufemisticamente lhe chamam, não é de forma alguma a favor da Vida...mas da Guerra que defende! Manda jovens para o Iraque, alicia-os para a Armada e preocupa-se tanto com os fetos???

Eu não fui mãe, mas sou mulher e como filha da DEUSA-MÃE sei do que falo...e sou PELA PAZ no mundo, como toda a mulher o é no coração e não deseja outra coisa para os seus filhos!


Rosa Loenor Pedro

quinta-feira, janeiro 27, 2005



AMAR A TERRA É AMAR A MÃE E O FEMININO,
É SALVAR O PLANETA DA DESTRUIÇÃO IMINENTE


"Hoje em dia, tudo se tornou profano. As funções do princípio feminino, dar nascimento e alimentar, perderam o seu carácter mágico e sagrado; o corpo da mulher tornou-se profano.

Em certas épocas, o erotismo era de essência sagrada: os atributos da dupla função do princípio feminino – o ventre e os seios – eram ao mesmo tempo desejados e respeitados como atributos sagrados.

As relações de ligação com a Natureza são a imagem das relações que temos com a mulher – veículo privilegiado do princípio feminino. A nossa civilização já não respeita a Natureza da mesma maneira que já não respeita a mulher, o princípio feminino e os valores que ela veicula. "

(?)

É PRECISO E URGENTE VOLTAR Á NATUREZA MÃE

Porque eu acredito que a Terra é um ser vivo, porque eu acredito que fazemos tod@s parte dessa vida, porque cada ser humano incorpora a Deusa, porque tenho um amor feroz, apaixonado pelos bosques vermelhos e pelos corvos, porque a água límpida que corre é sagrada, sou activista. E porque as 200 pessoas mais ricas do possuem tanta riqueza quanto 40% das mais pobres, porque cada ecossistema, cultura tradicional, floresta antiga e sistema de suporte de vida no planeta está sob ataque, e porque as instituições que perpetuam este sistema injusto são globais, estou sempre muito ocupada!

STARHAWK
in AGENDA LUNAR 2005

segunda-feira, janeiro 24, 2005

"No Evangelho de Tomé, Jesus diz, dirigindo-se aos discípulos: " Quando fizerdes os dois (ser) um, e...o interior como o exterior e o exterior como o interior, e o superior como o inferior...(e) o macho e a fêmea já não seja macho nem fêmea, então entrareis no Reino." Y.C.

A UNIÃO DOS PRINCÍPIOS, FEMININO E MASCULINO

"Inventemos, escreve Pessoa, um Imperialismo Andrógino reunindo as qualidades masculinas e femininas; um imperialismo alimentado de todas as subtilezas femininas e de todas as forças de estruração masculinas. Realizemos Apolo espiritualmente. Não uma fusão do cristianismo e do paganismo, mas uma evasão do cristianismo, uma simples e estrita transcendência do paganismo, uma reconstrução transcendental do espírito pagão."

Fernando Pessoa

O "significado superior do amor sexual"

Assim o "significado superior do amor sexual, que não deve ser identificado ao instinto de reprodução, é o de ajudar tanto o homem , como a mulher, a integrar-se interiormente (na alma e no espírito) na imagem humana completa, isto é, na imagem divina original".

Esta imagem andrógina, tornada incorporal após a queda, deve incarnar-se , fixar-se e estabilizar-se nos amantes de modo que "os dois se não reproduzam unicamente num terceiro ser, a criança, mantendo-se contudo iguais a si próprios, tais como eram (não regenerados) mas que ambos renasçam interiormente como filhos do divino"


in A METAFÍSICA DO SEXO de Julius Evola

domingo, janeiro 23, 2005

"Quando as Mulheres Chegarem Aos Tribunais Superiores
a Justiça Será Necessariamente Diferente"

- excerto de entrevista a ANABELA RODRIGUES
(in PÚBLICO, Domingo, 23 de Janeiro de 2005)

MAAT - DEUSA DA VERDADE E DA JUSTIÇA
NO EGIPTO ANTIGO.


É mulher, não é magistrada e entende que o saber jurídico não dá "o domínio absoluto sobre as coisas e sobre as pessoas." Anabela Rodrigues, de 51 anos, professora universitária de Coimbra, não se deixou intimidar pelo "levantamento" de juízes que contestou a sua nomeação para a direcção do Centro de Estudos Judiciários (CEJ) e instalou-se no lugar, sorridente, feminina e confiante.
(...)
Considera que o género, o facto de se ser homem ou mulher, marca a diferença no exercício da magistratura?

Tenho ideia que isso acontece. A forma de olhar o mundo, a realidade, é diferente consoante o género e isso vai necessariamente marcar a nossa jurisprudência. Não do ponto de vista das habilitações técnicas, porque desse ponto de vista considero que pode haver tão bons juristas, quer homens, quer mulheres, mas na forma de se comprometer na aplicação do Direito, isso é necessariamente diferente. Acho que o mundo está a mudar, quando as mulheres chegarem aos tribunais superiores numa percentagem igual ou maioritária em relação à dos homens, a justiça sofrerá uma evolução, será necessariamente diferente.

Acredita que há uma "sensibilidade feminina" que influencia uma certa forma de julgar?

A forma de olhar para a vida e de interpretar a realidade social é diferente. O homem e a mulher são diferentes na sua forma de abordar a vida e a aplicação do direito é uma forma de abordar a vida. Acho que vai necessariamente haver uma diferenciação.

(...)

EU PERGUNTO:

- COMO PODERÁ SER DIFERENTE ESSA JUSTIÇA SE AS LEIS QUE SE APLICAM E A ORDEM VIGENTE É PATRIARCAL, EM QUE APENAS E SÓ O PRINCÍPIO MASCULINO É SOBERANO, EM QUE A VISÃO ÚNICA DO MASCULINO IMPERA NO MUNDO, E MAIS AINDA NESTE PAÍS PEQUENINO DE MARIALVAS MISÓGONOS E NÃO SÓ...?

- ONDE OS VALORES DO FEMININO E A LIBERDADE REAL DA MULHER QUE COMEÇA NA CONSCIÊNCIA DESSA DIFERENÇA INTERIOR QUE ELA AINDA NÃO TEM?

- PORQUÊ O "LEVANTAMENTO DOS JUÍZES"?
QUANTO TEMPO VAI DEMORAR O SEU SORRISO E A SUA CONFIANÇA CONTRA A BARRICAGEM DOS "JUÍZES" E DOS HOMENS EM GERAL?

quarta-feira, janeiro 19, 2005



ELA É O CENTRO DA MAGIA...

"Ela é o centro da magia, do cântico mágico
e enfim da poesia, pois a situação extática da vidente
resulta de ela ser dominada por um espírito que irrompe dentro dela,
o qual se pronuncia a partir dela , ou melhor, que nela se denuncia e
se manifesta, em forma de invocação rítmica e intensa.
Ela é a fonte de onde Odin obteve as runas da sabedoria, bem como a Musa,
a origem das palavras que fluem do âmago do poeta e sua anima inspiradora."


in "A GRANDE MÃE"

“O Cálice parece-se com uma taça ou um recipiente e, o que é mais importante, a forma do ventre feminino. Este símbolo expressa feminilidade e fertilidade.


O Graal é, literariamente, o símbolo antigo do feminino, e o Santo Graal representa a divindade feminina e a Deusa, que por suposto se tinha perdido, suprimida de raíz pela Igreja. O poder da mulher e a sua capacidade para engendrar vida foram noutro tempo algo de muito sagrado, mas representava uma ameaça para a ascenção da Igreja predominantemente masculina e por essa razão a divindade feminina começou a ser diabolizada pela Igreja que considerava a mulher impura. Foi o homem, e não Deus, quem criou o conceito de pecado original, pelo qual dizia a Eva comeu a maçã e provocara a queda da humanidade. A mulher antes sagrada e a que engendrava a vida converteu-se na inimiga. (...)”
*

* in O CÓDIGO DE DA VINCI

NOTA À MARGEM:
porque reagem os patriarcas ao "Código de da Vinci"?


Pervertendo a Génese, para derrotar o culta da Grnde Mãe, os patriarcas da Igreja inicial, inverteram os sentidos da criação, traindo a harmonia dos princípios, dizendo que “Eva foi criada a partir de uma costela de Adão. A mulher converteu-se assim num apêndice do homem. A Génese é o princípio e o fim da Deusa.”

Dando deste modo força a um só princípio e suportando a história de uma metade da humanidade-homem(princípio masculino) em detrimento do princípio feminino, condenando o mundo a um permanente desequilíbrio, pela dominação do princípio masculino que subjugou a outra metade mulher pela força do falo-espada e da guerra com a repressão de todos os valores do feminino nomeadamente a própria Mulher e a sua liberdade.

R.L.P.

segunda-feira, janeiro 17, 2005



A ALMA - ELA É O EIXO

Porque deve haver uma ordem onde a morte não entra. Deve existir um tempo em que a TERRA não seja o HORROR que me feriu o corpo e o espírito e que TU curaste purificando TUDO, desencantando os ritos até tocar a veia, o corpo rigoroso da vida real. Onde só gestos puros, só puros ritmos se podem pertencer. E só olhos sem angústia nem pecado se podem confundir com a limpidez da água.

in "LUZ CENTRAL" - Ernesto Sampaio


A Consciência separada do Espírito Uno
é uma quase morte.
Esse é o estado em que quase todos vivemos


“A nossa alma como que sustenta uma espécie de doença e uma quase morte nela a partir do momento em que criamos uma separação, desde que ergamos uma fronteira e julguemos de forma condenatória. O estado de guerra assemelha-se inicialmente a um germe plantado no nosso solo interior. É preciso não esquecer que, como todos os germes, ele cria raízes em nós antes de alcançar as suas ramificações em pleno dia na direcção do exterior. Não espalhamos o sofrimento e a morte à nossa volta se não tivermos já criado espaço para eles dentro de nós, quer dizer se já não somos nós doentes ou moribundos.
A um nível subtil, semear a morte será privar a consciencia do Espirito, portanto da alegria, e isso será a condição de um mergulhar no Esquecimento”


O EVANGELHO DE MARIA MADALENA
-selon le Livre du Temps.
MEUROIS-GIVAUDAN

domingo, janeiro 16, 2005

"Ishtar,
que os teus olhos benignos, pousem sobre mim,
Com teu rosto sorridente, olha-me com bondade.
Afasta os males perversos do meu corpo e
Deixa que eu veja a tua clara Luz."

Prece milenar á Deusa Ishtar da Babilónia


Oh! Ishtar Tem piedade...

Dos bárbaros soldados que em nome do seu Deus e da sua paz
destruiram o que restava do chão sagrado que pisavam os teus fiéis...
Eles invadiram Babilónia e nas ruínas dos teus Templos imemorias
eles fizeram os seus quarteis generáis e destruíram as tuas muralhas...

Dos teus Jardins Suspensos eles só criaram destruição e morte.

Sem respeito pela tua história, sedentes de sangue e de petrólio
eles espalham o seu Império com as suas bombas mães...
os grandes filhos da Bomba Atómica...
Avançam pelo mundo com as suas armas de destruição
progressiva e lenta, como na agonia dos tempos em que vivemos.

Falam de democracia e liberdade estes novos povos bárbaros,
poluem o Planeta inteiro e só pensam no seu poder bélico,
nas suas armas e em violar crianças e mulheres...
Matam inocentes e torturam os que se lhe opôem...

Tem PIEDADE ISHTAR, ELES NÃO SABEM O QUE FAZEM!

R.L.P.

“Todos detestamos a guerra
mas colectivamente movemo-nos na direcção dela.”

(...)
Não são os monstros do mundo que fazem o caos mas a sombra colectiva para a qual cada um de nós contribui e tem contribuído. A segunda guerra mundial deu-nos exemplos sem fim da projecção da sombra. Uma das mais altamente civilizadas nações do mundo, a Alemanha, tombou no idiotismo de projectar a sua mais virulenta sombra sobre o povo judeu. O mundo nunca dantes vira igual tipo de destruição e no entanto nós ingenuamente pensamos que já ultrapassamos isso. (...)”


In OWNING YOUR OWN SHADOW
Robert A. Johnson

sexta-feira, janeiro 14, 2005

SOB O SIGNO DA ROSA...

“Acho divertido o termo sub-rosa querer dizer algo feito em segredo. A expressão “sob o signo da rosa” quer dizer algo específico para os iniciados. Para eles, como já vimos, o segredo é a rosa - a rosa vermelha da outra Maria, a Maria M. que representa o Eros, o aspecto nupcial apaixonado do feminino que foi renegado pela igreja estabelecida. Eros é um anagrama de rosa e a rosa é sagrada para a deusa do amor desde a antiguidade.”


UM MAU SINTOMA

“Apareceu recentemente em Portugal um catolicismo agressivo e fanático, que lembra o pior ultramontanismo do século XIX. João C. das Neves, colunista do D.N. e prof. de Economia, um dos seus mais notórios representantes, podia Ter saído directamente de uma paróquia do Minho em 1868, brandindo um cacete e excomungando com fervor o “mundo moderno” e o “liberalismo. A sua última indignação foi o provocada por dois livros: “O Código da Vinci” de Dan Brown e “A Verdadeira História de Jesus” de E.P. Sanders.
(...)
Infelizmente, aumenta hoje uma nova intolerância, que não admite crítica, contradição inteligência ou liberdade. O prof.(?) Neves, mesmo na sua inconsciência é um mau sintoma.”


(In Público)
Excerto da crónica de Vasco Pulido Valente

(Haja Um homem lúcido, ao menos. E que tenha consciência do alarmante que é esta vaga de fanatismo que indirectamente e a curto prazo atingirá, mais uma vez a mulher! Não só no que diz respeito ao “aborto” como em relação a tudo...)

De onde vem e porque persiste ainda a hostilidade contra a mulher dentro da sociedade, na família (violência doméstica) e nos Partidos (segregação), assim como acontece nas Igrejas desde sempre. Sem dúvida que é alarmante a forma como a misoginia nos políticos e colunistas, católicos em geral, e não só, atacam as “mulheres socialistas” ou as feministas ou aqueles que as defendem... ou mesmo os livros que pesquisam e abordam outras possibilidades históricas...

“A hostilidade contra as mulheres fundava-se na posição dos patriarcas da Igreja, que se baseava , em parte, na história de Adão e Eva no Paraíso (Génesis1,2)."*

A mulher como culpada da “queda” e do desejo do homem, diabolizada ao longo de séculos ainda permanece no inconsciente colectivo apesar de tantas mudanças e aparente emancipação da mesma o que na realidade não é uma verdade. Basta ver como as mulheres são relegadas para segundo plano em todos os sectores da sociedade onde se tenta afirmar apesar da sua luta para conquistar uma posição de relevo na ciência ou na política, sem que esta lhe seja concedida a não ser pela subserviência e outro tipo de sujeição que surgem, sendo sempre preterida em favor das mulheres “masculinas” - que pensam como os homens e agem como eles - ou dos homens em todas as situações. Não menos desfasados estão os homens que não sabem como pensam as mulheres, nem a sua realidade factual...

“Faz-me um bocado de confusão que , no ano de 2005, ainda se continue a raciocinar como se fosse necessário garantir às mulheres uma protecção especial, que passa, inclusivamente, por uma condescendência particular em relação ao seu desempenho em funções políticas.(...)
(in Público)

É o que diz o Miguel Sousa Tavares, no seu artigo “As mulheres”.
(Eu pergunto o que é que ele sabe efectivamente das mulheres...)


Que ele não compreenda a necessidade de haver tal “protecção”(?) às mulheres dentro de um partido, só pode ser partindo certamente da premissa de que existe já a famosa paridade ou igualdade entre os militantes de um partido (vê-se que ele o não é...) e por isso estranha haver mulheres à parte no caso das mulheres socialistas ou comunistas, ou as “socialites”. Digo eu porém que as mulheres são e sempre foram realmente “mulheres à parte” - figuras de estilo - e não se juntam para serem protegidas, mas para poderem (ou deviam) por si próprias afirmarem a diferença e ter porventura Voz, o que se comprova não é o caso.

As mulheres a existirem dentro dos partidos são aglutinadas à “alarvidade da misoginia reinante” A. S. L.) e só por favores pessoais e outros bem conhecidos dos bastidores...é que singram. Só ele, um intelectual de elite, como bom macho e misógino ele próprio, não vê, ou pensa como se de facto as mulheres tivessem autonomia dentro dos partidos.
Das duas uma: ou a sua confusão é puro convencimento de macho latino, ou então está tão desfasado da realidade das mulheres e é - ao contrário do que eu penso - um ingénuo bem intencionado, o que o leva a espantar-se e de facto a ficar como ele mesmo confessa bastante confuso! Ou então contra tantas evidência só pode ser cego e não vê que:

AS MULHERES CONTINUAM A SER DESCRIMINADAS,
dentro e fora dos Partidos...



Ainda predomina muito do que se pensava na Idade Média...
Ou não? Quem moldou as mentalidades dos nossos chefes e patriarcas? O que é que pensam ainda das mulheres os padres e os católicos em geral?


“As crenças no que respeita às mulheres na maior parte do mundo Cristão na Idade Média, eram radicalmente dualistas. O mundo material, a carne, o demónio e as mulheres eram como uma fonte demoníaca que impediam o homem atingisse a união espiritual com Deus. De modo a libertar a alma de tais perseguições espirituais, esses demónios tinham de ser vencidos. Os desejos da carne deviam ser desprezados e ignorados, se possível.”

“Mais tarde os teólogos até debateram se a mulher teria ou não alma. As mulheres, o sexo e até o corpo humano, juntamente com os respectivos prazeres terrestres, eram vistos oficialmente como distracções e tentações que podiam afastar o homem do seu caminho espiritual.”
*

Será que alguma coisa mudou neste último século?
Porquê tanto medo e tanta fúria contra o Código da Vinci ? O por em risco o poder patriarcal pela ameaça do Feminino e a reabilitação de Maria Madalena? Por por em causa o domínio absoluto do homem e do seu Deus ascético e casto?
Quem leva a sério uma mulher se esta não tiver um estatuto social, uma mente racional e uma formação académica patriarcalista?
Por mais que o julguemos e aparentemente menos radicais ainda não alteramos essa visão dualista da natureza e da vida! A Mulher continua a ser a Sombra relegada para o inconsciente...e a “besta” anda à solta...

“O macho ferido brandindo selvaticamente a sua espada não se sente apenas magoado e frustrado, é também perigoso. Quanto mais depressa se unir ao seu oposto feminino perdido, desprezado e repudiado melhor!”*

(...)
“A “besta” é sempre uma ameaça para a “mulher”(Apocalipse 12:6) e a cruz vermelha está associada à sua salvação (hoje continua como símbolo da ajuda e da emergência; os nossos símbolos estão-nos na consciência e reaparecem continuamente).*

(...)
A origem do X vermelho como símbolo pejorativo do material sexual explicito surge, parece, na Igreja invisível do Graal e seus apoiantes. É como se a igreja ortodoxa tivesse associado o X às tentações do pecado “do mundo, da carne e do diabo” - concentrando tudo, como sempre, no oculto e no “sinistro” femininos. Mas o significado arcaico de X, a união do masculino com o feminino numa associação sagrada e igualitária, está inerente à sua própria estrutura: uma combinação (ou “núpcias”) do antigo e V, o cálice feminino e do V (invertido) a lâmina masculina.”*


* In MARIA MADALENA E O SANTO GRAAL
Margaret Starbird

quinta-feira, janeiro 13, 2005

"Os votos das mulheres não se dão. Usam-se estratègicamente, para premiar ou castigar os resultados e os exemplos: A nível nacional, regional e local e europeu.”

A PROPÓSITO DAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES...

(...) “Os partidos proclamam que só graças a eles a mulher não é mais descriminada nem mais explorada, nem mais violentada. E continuam a descriminar as mulheres.
(...)
Nas sociedade mais democráticas, os mecanismos egualitários, são permanentemente actualizados e afinados, para o rápido sucesso da igualdade/paridade. Na nossa sociedade, os progressos são de lesma. A convergência acelerada para níveis igualitários é rara na agenda política e na agenda dos media. As palavras abortam as acções. Para descriminação e para as vítimas da violência de toda a espécie, não faz sentido falar do dia da Mulher, mas da vida das mulheres. Das descriminadas, violentadas e violadas. Das idosas atoladas na pobreza, exclusão, solidão, no inferno das bichas de espera e insuficiência de pensões. Das divorciadas vítimas da inificácia de tribunais e abusos dos ex-maridos."

(...)
De Teresa Ribeiro da Cunha (Membro do European Women Lobby)
Excerto de artigo em “Ponto de Vista” in D.N. 2004)


NOTA À MARGEM:

Por mais asco que os políticos e a política me dêm, por mais repulsa que a sua cegueira e oportunismo em se servirem da mulher e do "povo" ou aberrantes criaturas falarem em nome de Portugal, ainda é maior a minha repulsa pelos padres que falam em nome e defesa da família, das mulheres ou das crianças, pois não têm que se imiscuir na vida pública e muito menos avaliar da vida conjugal que não têm ou da liberdade de escolha da mulher que eles condenaram à inferioridade social e espiritual através dos seus dogmas e tabus! Preguem aos que frequentam e aderem às suas igrejas, mas não à sociedade civil!
Sempre que ouço e vejo um padre, apesar de engravatado, a falar na telivisão fico arrepiada e só me lembro da Inquisição...
É concerteza a minha memória ainda viva das fogueiras...


R.L.P.

quarta-feira, janeiro 12, 2005


Uma intelectual de café...

TISANA DA MULHER

A mulher tem sido sobretudo o que o homem quis que ela fosse. De vénus hotentote a manequim de passarelle, ela existiu para se dar. E ela deu-se: submeteu-se trabalhou sorriu cantou dançou. Tudo para agradar. Embalou os filhos vivos. Chorou os mortos. E ele disse sempre: sois belle et tais-toi! Ela pintou o cabelo disfarçou as rugas fez regime. E calou-se.

Tisana nº 409 - ana atherly


Portugal e a política dos mediocres...
Todos ao mesmo ou nós temos o que merecemos, como n'"o discurso do “bota abaixo", assim, digo como o autor...


"Nem merecemos o que nos acontece de bom, nem o que nos acontece de mau. Nisto consiste a fragilidade da nossa auto-estima, o luso-merdismo, o desfocar das expectativas, tanto negativas como positivas. É por isso que é tão forte, entre nós, como o discurso do “basta de bota abaIxo”

Boaventura de Sousa Santos


E A DEMOCRACIA?

“O que chamamos hoje democracia assemelha-se tristemente ao pano que cobre a urna onde já está apodrecendo o cadáver. Reinventemos, pois, a democracia antes que seja demasiado tarde.“

Joé Saramago


In VISÃO – 2004

segunda-feira, janeiro 10, 2005

NÃO SEI QUEM SÃO ESTAS SIMPÁTICAS BRUXINHAS, MAS ROUBEI...

Os Sócrates que se cuidem...

“MULHERES POLÍTICAS ACUSAM SÓCRATES
DE “PERSEGUIÇÃO POLÍTICA”


Este só podia, fiel ao seu “Mestre” de nome, também ser misógino tendendo certamente a dar mais crédito aos efebos do que às mulheres...como vem sendo uma escolha muito filosófica de muitas figuras do nosso Senado...
Foi Sócrates, o verdadeiro, quem ajudou a acabar com o culto da Deusa Mãe e a denigrir a poesia para entregar o poder da palavra aos rapazes (foi nessa altura que começaram a aparecer os boys). Nada de Musas! A sua mulher era uma megera (talvez mesmo bruxa ...) de quem ele fugia...parece, para pregar aos rapazinhos nas ruas! Não foi ele que criou a República?...
Claro que as Santanettes não têm problemas desses, pois elas nem sequer falam ou dizem coisa com coisa, e nem têm interesse nenhum em ir ao Parlamento...pecerbem? Sei lá...
Desde que tenham as pastas Vitton e Chanelle...tanto faz.

Confesso que estou a ficar "daltónica política"...já não destingo diferenças nas cores que defendem os partidos... pois também no PS, por suposto um partido democrático e com presumível empenho na paridade política, as mulheres são afastadas se não forem da família dos notáveis ou dos interesses dos seus líderes e qualquer mulher com posição própria e independente, que ouse discordar, é ostracizada dos lugares de chefia...

Quanto ao PC parece que faz propaganda contra toda a esquerda...enquanto os mui católicos do PP gozam à farta em almoços e jantares a seguir o seu efebo mestre...


CABE À MULHER MANTER-SE ATENTA
CONTRA UM NOVO RETROCESSO CULTURAL


Será que mais uma vez na história da humanidade se dará de novo esse desvio ou recuo cultural, como há cerca de cinco mil anos quando a mulher foi escravizada pelos invasores bárbaros e reduzida à ínfima espécie, distribuída como presa aos seus heróis, passando metade da humanidade a dominar outra metade? Assim como mais tarde, há cerca de dois mil anos, com a vinda de Cristo que tentou e era apanágio da sua doutrina devolver à mulher o respeito pela sua liberdade e restaurar o equilíbrio dos pólos feminino e masculino que juntos equilibram o céu e a terra e dar novo sentido á vida do ser humano na revelação da sua divindade, ou seja a sua totalidade.

Quando parece estar a consolidar-se essa consciência e a sua evolução a força instintiva da besta volta a atacar em todas as frentes para não perder o domínio da sua força, e as mulheres começam a ser violadas e mortas, acusadas e perseguidas nas formas mais abjectas que a sociedade possui e muitas vezes por outras mulheres servas e cativas do poder patriarcal. É o caso da “beatas” e das freiras ou mulheres submissas ao dono seja ele o marido o padre ou o estado!

Cabe as mulheres levarem a peito esse trabalho e não deixarem que um novo retrocesso cultural e histórico as relegue mais uma vez para os conventos, os giniceus e lupanares e guetos dos patriarcas quer a ocidente quer a oriente! As religiões patriarcais, todas elas só fizeram da mulher uma escrava ou um mito.
Nunca houve no mundo verdadeira “liberdade igualdade e fraternidade” porque nunca as mulheres tiveram o papel nem a dignidade integral a que o seu ser e princípio têm direito e como tal nunca pode agir de acordo com o seu dever e cumprir um ideal!
É tempo e urgente que as mulheres sejam os pilares da reconstrução de um mundo mais justo e verdadeiro! O princípio feminino tem de ser integrado, quer por mulheres quer por homens.
(MELUSINE... eu disse que ia aparecer aqui de vez em quando...)

“Parece que muitos teólogos e filósofos da Idade Média estavam conscientes da necessidade de devolver o princípio feminino maltratado ao paradigma celestial na sociedade. Foram eles que aplicaram o princípio esotérico “assim na terra como no céu”.


domingo, janeiro 09, 2005

BASTA!

TIREM A VOSSA MÁSCARA DE HIPÓCRITAS!

Não explorem mais a miséria dos povos mais abandonados que criaram Paraísos Artificiais para vosso consumo . Não explorem mais com os vossos Medias sedentos de sangue E ALIENAÇÃO a desvastação dos países em sofrimento das vítimas do maremoto ou dos tremores de terra.
Mostrem as vítimas da guerra no Iraque, todos os ataques e todos as bombas,
AS TORTURAS NA PRISÃO
e em Darfur
AS MULHERES VIOLADAS E AS CRIANÇAS A MORREREM À FOME
E ONDE NÃO CHEGA A VOSSA SOLIDARIEDADE...

MOSTREM AS VOSSAS GUERRAS, as deliberadas, aquelas que as vossas armas geniais, construidas pelas vossas mãos que matam e devastam tudo e todos os que se vos oponham...
Lembrem-se da Inquisição e as perseguições da Igreja aos livres pensadores e às mulheres e das Guerras Imperiais desde Alexandre o Grande, à de Napoleão...

Lembrem-se de Hiroshima e Nagasáki vítimas das bomas atómicas americanas...

Lembrem-se dos Fornos Crematórios dos Nazis alemães e das suas experiências científicas com corpos vivos de prisioneiros...

Lembrem-se do que foi o muro de Berlim, há tão pouco tempo e o da Palestina agora mesmo construido por Israel, o povo escolhido do seu deus...que separa, divide e mata como matam os terroristas do outro lado, uns em nome desse deus de Cá e os de Alá...

Acabem de vez com a vossa paz de papel, enquanto matam!

PAREM com os vossos paraísos fictícios e sexuais, os vossos infernos na terra e deixem de fugir da loucura uns dos outros, ACUSANDO-SE MUTUAMENTE como se não fosse a vossa própria alienação e inconsciência, e encarem-se face à vossa violência gratuita que vos leva a fazer a guerra a outros homens e a destruir o Planeta por ganância de riqueza e em nome de deuses de ódio!

Parem de consumir e produzir tudo o que é inútil e dêem de comer às crianças que morrem de fome em todo o mundo...parem de fabricar carros...naves espaciais, e tudo o que é lixo a curto prazoe de nada serve para a evolução do planeta e da Humanidade!

Não inventem novas ilhas de férias em detrimento da natureza, para vosso prazer e uso sexual de crianças e mulheres!!!
tAILÂNDIA, bRASIL OU sRI LANKA
As vossas novas Babilónias, e Sodomas...

Façam a paz convosco mesmos e em cada casa, em cada cidade, no campo, no mar e no céu e deixem de construir armas e bombas para se destruirem uns aos outros...e digam-se basta!
Basta de mentiras e hipocrisias! Basta de falsa solidariedade!
Não se mintam! Não dêem com uma mão e tirem com a outra...

Talvez então a Natureza se apazigue e não hajam mais catástrofes naturais...

sexta-feira, janeiro 07, 2005

A DEMANDA DO SANTO GRAAL
OU A BUSCA DO PRINCÍPIO FEMININO


Durante os sec. XI e XII, as mulheres da Provença eram tidas em alta estima. Um exemplo clássico dessa “mulher livre” no mundo medieval foi Leonor de Aquitânia (1122-1204), cuja notoriedade e poder como esposa e mãe de reis abanou a Europa durante décadas.
(...)

Em 1209 o Vaticano lançou uma cruzada contra a região da Provença, incluindo as famílias nobres, muitas das quais tinham abraçado a heresia cátara.
(...)

A Inquisição, formalmente instituída em 1233, interrogava e sentenciava impiedosamente os hereges e executou milhares: Os seus registos nem sempre são claros quanto ao que os eclesiásticos de Roma achavam ser crenças hereges. De facto, a maior parte dos documentos da heresia de Albigense foi destruída. Naturalmente, não era do interesse do Vaticano e do seu braço direito, a Inquisição, guardar documentos que poderiam disseminar as mesmas doutrinas que eles tentavam desesperadamente expurgar.
(...)

A campanha impiedosa da Inquisição contra a heresia albigense e as famílias proeminentes da Provença, muitas das quais tinham membros Templários, esmagou rapidamente o botão do feminino e os seus corolários ramos da arte e da ciência. Louis Charpentier, no seu livro OS MISTÉRIOS DA CATEDRAL DE CHARTRES, diz que o Espírito que inspirou as autênticas Catedrais Góticas morreu inexplicavelmente depois de 1250, se bem que tenham continuado a ser construídas cópias “virtuosas” e flamejantes.

Talvez possamos explicar esta fuga do Espírito. O ano de 1250 corresponde ao poder cada vez maior do inquisidores, à devastação da Provença e à destruição da fortaleza de cátara de Monségur. Não admira que o Espírito tenha fugido! As tentativas posteriores de restaurar o feminino foram severamente reprimidas e os místicos, os artistas e os cientistas da igreja herege foram forçados a prosseguir os seus interesses em segredo. As disciplinas da medicina, da alquimia, da astrologia, do misticismo e da psicologia que tinham florescido foram forçadas a entrar para clandestinidade e passaram a ser denominadas “ocultas”.

(...)


NOTA À MARGEM:

Agora que a Mulher recomeça a tomar consciência do seu Ser e dos seus direitos e da exploração de que foi alvo e a querer sair do gueto social e psicológico a que a sociedade e a Igreja a condenou após a destruição do ressurgimento desse princípio através da demanda do Santo Graal, mais uma vez apagado e deturpado pelo poder de Roma, de novo a Igreja parece querer impedir essa consciência e deturpar o movimento de libertação das feministas no mundo, acusando-as de desfazer a família . Aprisionando as jovens crentes pela submisão ao pater na sua teia secular estão agora a alastrar os seus tentáculos na exploração do culto da Nossa Senhora, como “mãe imaculada” (que concebeu sem pecado ) e não como Mãe e Mulher, tal como o fez há séculos.

Será que o Vaticano e os seus acólitos com os seus dogmas e misoginia, com o seu ódio e repulsa ancestral pelo corpo da mulher, impedirão de novo esse equilíbrio e recuperação da dignidade da Mulher?


A perda do feminino no mundo para além de originar o agravamento da exploração da mulher pelo homem, em consequência do seu rebaixamento social e humano, também agrava a condição da humanidade em todos os continentes.

A mulher tem sido sucessivamente, ao longo da história do patriarcalismo, rebaixada a uma condição vil e inferior e essa é uma constante da luta férrea da Igreja para destruir tudo o que diz respeito à liberdade da mulher e à possibilidade de um equilíbrio entre os sexos pelo restabelecimento de uma Nova Ordem que funcione em paridade e respeito por todo o ser humano, restituindo à Mulher a sua integridade, assim como o cumprimento cabal da sua natureza profunda, mediúnica e balsâmica, reduzida há milénios a mero instrumento de reprodução e objecto de prazer, relegada para a sombra, como pecadora e causadora do mal inicial da Humanidade!

“Parece que muitos teólogos e filósofos da Idade Média estavam conscientes da necessidade de devolver o princípio feminino maltratado ao paradigma celestial na sociedade. Foram eles que aplicaram o princípio esotérico “assim na terra como no céu”.

quinta-feira, janeiro 06, 2005

PARA QUE NUNCA SE ESQUEÇA

- "os monges cristãos cortaram barbaramente em pedaços, usando conchas de ostra, essa notável matemática, astrónoma e filósofa da escola de filosofia platónica de Alexandria que era Hipácia."
(...)



"E tão completa foi a destruição de todo o conhecimento existente, incluíndo a queima maciça de livros, que ela extravasou mesmo a Europa, chegando até onde quer que alcançasse a autoridade cristã.

Assim em 391 d.C., sob Teodósio I, os cristãos, agora completamente androcratizados, queimaram a grande biblioteca de Alexandria, um dos últimos repositórios da sabedoria e conhecimentos antigos. E, ajudados e abençoados por um homem que mais tarde seria canonizado como São Cirilo (o bispo cristão de Alexandria), os monges cristãos cortaram barbaramente em pedaços, usando conchas de ostra, essa notável matemática, astrónoma e filósofa da escola de filosofia platónica de Alexandria que era Hipácia. Pois esta mulher, então conhecida como uma das maiores eruditas de todos os tempos era, segundo Cirilo, uma mulher iníqua que chegara ao cúmulo de se atrever, contra os mandamentos divinos a ensinar homens”.

“Os escritos oficialmente sancionados, os dogmas paulistas reafirmavam autoritariamente serem as mulheres, e tudo quanto se rotula de feminino, inferiores e tão perigosas que deviam ser estritamente controladas.
(...)
No essencial, porém, o modelo para as relações humanas proposto por Jesus, no qual homens e mulheres, ricos e pobres, gentios e judeus, formam um todo, foi expurgado da ideologia assim como das práticas da Igreja Ortodoxa.”


LER O LIVRO: "O CÁLICE E A ESPADA" - de Riane Eisler

"Toda a mulher que luta por uma mudança é sempre punida e esse é, efectivamente, o mundo real que descrevo."
paulina chiziane

quarta-feira, janeiro 05, 2005

O DESPERTAR DA VERDADEIRA
CONSCIÊNCIA DO SER MULHER:

(...)
PARA EVITAR O DESASTRE, A MULHER TEM DE NOVO REENCARNAR A DEUSA
NA TERRA,
DE RECUPERAR COLECTIVAMENTE A MEMÓRIA DE QUEM É,
DE REAPRENDER A ARTE DE CURAR,
DE SE ASSUMIR DE NOVO COMO GUARDIÃ DO GRANDE ÚTERO FERIDO
QUE É A TERRA
DANDO AS MÃOS ENTRE SI PARA A TRATAR
RESTITUINDO-LHE A CAPACIDADE DE CRIAR

(...)
IN Os Portais do Tempo
de Antónia de Sousa
ed. ART-FOR-ALL



AO CONTRÁRIO DAS DEUSAS...

As mulheres de hoje falam dos deuses e dos homens...as mulheres que falam e escrevem. Ás vezes falam delas...
Falam naturalmente pelas suas palavras (deles) e pela sua boca e intelecto. Com eles aprenderam o que hoje sabem e por isso as mulheres eruditas falam e julgam que sabem...
E Têm razão...elas falam por eles...
Falam dos homens e como os homens.
A sua palavra é forte e racional...elas todas fazem coro com as faces de Eva...
A Eva que eles e o seu Deus tiraram de uma sua costela, para o contentar depois de Lilith se recusar a ficar por baixo ...

A Eva que se cala e fala segundo as suas ordens e a Ordem vigente que eles controlam e vigiam nas suas palavras. As mulheres são corajosas e vão à guerra: dizem mesmo “são mulheres de armas” e matam e torturam no Iraque...

Tem muitas faces a Eva e consegue mostrá-las desde que tenha a coleira...ou a marca do dono...são deputadas professoras e catedráticas doutoras e afilhadas...são doutas as mulheres que falam como os homens e vão à guerra e lutam por causas deles...

Mas há as outras que se mantêm na sombra...as mulheres que dão corpo à sua miséria e sexo...as mulheres abjectas que as Evas rejeitam e detestam...são as “outras”...as sempre vítimas e mal vistas, as repudiadas, as infelizes, que não fazem parte dos quadros nem das famílias e abortam em desespero ou abandonam e matam os filhos na máxima miséria...Essas que são presas...que se vendem nas esquinas ou nas boites de alterne...e as "mães honestas de Bragança" ou de outro sítio qualquer perseguem e lhes dão caça como às bruxas de outras eras...


rosa leonor pedro

segunda-feira, janeiro 03, 2005

AMAR A DEUSA...
QUANDO O HOMEM ODEIA OU DESPREZA A MULHER,
negando a Mãe e o seu lado feminino, ele destrói tudo à sua volta...


"Amar Deus através da destruição de Tróia e de Cartago,
e sem consolo. O amor não é consolo é Luz." *



- Amar a existência e a vida para além da destruição aparente do que o homem constrói...dos seus paraísos fictícios - os seus sentidos - de prazer e sexo...fuga ao inferno que ele próprio cria...


"A realidade do mundo realiza-se em nós pelo afecto. É a realidade do eu transporta para as coisas. Não é, de modo algum, a realidade exterior. Esta só é percepível através da indiferença absoluta. Mesmo que sobre apenas um delicado fio, existe ainda afecto." *


* simone weil
in a gravidade e a graça

domingo, janeiro 02, 2005

A AMÉRICA E O MUNDO PERDERAM UMA MULHER CORAJOSA E LÚCIDA
MENOS UMA MULHER EM USO PLENO DA SUA VOZ...

Susan Sontag


O público leitor dividiu opiniões sobre Susan. Ela foi descrita como explosiva, anticlimática, original, iconoclasta, sofisticada, abrasiva, charmosa, condescendente, populista, superficial, ardente, brilhante, profunda, efusiva, soberba, banal, melancólica, bem-humorada. Mas ninguém a chamou de estúpida.
A escritora visitou o Brasil algumas vezes e tem vários livros publicados aqui, pelas editoras LP&M (Sob o Signo de Saturno e Contra a Interpretação) e Companhia das Letras:


Aids e Suas Metáforas
O Amante do Vulcão
Assim Vivemos Agora
Diante da Dor dos Outros
Na América
Sobre Fotografia
A Vontade Radical



Algumas frases de Susan Sontag:

A fotografia, que tem tantos usos narcisistas, é também um poderoso instrumento para despersonalizar nossa relação com o mundo. Como um par de binóculos sem pé nem cabeça, a câmera faz objetos exóticos ficarem íntimos e objetos familiares ficarem pequenos, abstratos, estranhos, muito distantes.

A SIDA é o modelo de catástrofe que todas as sociedades abastadas esperam que vá ocorrer. Às vezes me perguntam como eu encontro tanto tempo para ler. Isso me assusta, porque, para mim, ler é muito mais simples que ver televisão.
Machado de Assis desafia estereótipos. Curvado, mulato, se tornou um grande escritor: um provinciano brigando com o provincianismo.

O ataque (contra o World Trade Center) não foi um ataque covarde contra a civilização, a liberdade ou a humanidade, mas um ataque contra a autoproclamada superpotência global, levado a cabo como conseqüência de alianças e ações específicas da América.

Podemos nos perguntar quanto das torturas sexuais infligidas aos residentes de Abu Ghraib não foram inspiradas pelo vasto repertório de pornografia disponível na internet, e que pessoas comuns agora transmitindo a si próprias pela rede tentam emular.