domingo, julho 31, 2005

"A MEDITAÇÃO É AQUELA LUZ QUE, NA MENTE, ILUMINA O CAMINHO DA ACÇÃO; E SEM ESSA LUZ NÃO EXISTE AMOR."
J. Krishnamurti



O CORAÇÃO SECRETO


- Ó Mestre, que farei eu para atingir a sabedoria? Ó sábio, que farei para conseguir a perfeição?
- Procura os caminhos. Mas, ó Lanu, sê puro de coração antes que comeces a jornada. Antes que dês o primeiro passo, aprende a separar o real do falso, o transitório do eterno. Aprende sobretudo a separar a ciência da cabeça da sabedoria da Alma, a doutrina dos "olhos" da doutrina do "coração".

Sim, a ignorância é como uma vasilha fechada e sem ar; a Alma uma ave dentro dela. Não canta, nem pode mexer uma pena; mas jaz num torpor e morte de não poder respirar.
Mas mesmo a ignorância é melhor do que a ciência da cabeça sem a sabedoria da Alma para nos iluminar e guiar.
(...)


in "AVOZ DO SILÊNCIO" de Helena Blavatsky ( tradução de Fernando Pessoa )


CLII

Para o sábio, a tristeza e a alegria, o bem e o mal são semelhantes. Para o sábio, tudo o que começou deve acabar.
Medita, pois, se deves regozijar-te com a felicidade ou preocupar-te com o desgosto repentino.

Omar Khayyam

quarta-feira, julho 27, 2005

A ORIGEM DA ALMA...

"É deveras estranho que tantas pessoas deixem de lado o problema da origem da alma humana unicamente por medo de estarem entrando numa região insegura do saber. [ ... ]Neste domínio, todo esforço para obtenção de conhecimentos é, simultaneamente, uma necessidade moral e um compromisso ético irrenunciável.



A actual configuração da humanidade não permite que se nasça com sentimentos fortes nem com um pensamento aguçado; por causa da alma da consciência, o homem nasce com uma natureza que implica a separação, o individualismo, o egoísmo e a solidão numa escala bem maior do que ocorria com a alma do intelecto ou do sentimento. [...] Cada alma enfrentará dificuldades no decorrer do quinto período pós-atlântico, pois a alma da consciência só poderá desenvolver-se quando passarmos pela prova de superar tais dificuldades.

O auto conhecimento é difícil pelo facto de o homem ser um ente tão complicado. E ele o é por ser vinculado a todos os mundos e seres superiores. O que existe dentro de nós são imagens projectadas do macrocosmo; a nossa organização, os nossos corpos físico, etérico e astral, bem como o nosso eu — enfim, os nossos membros essenciais —constituem mundos dos seres divinos.

O raciocínio puramente intelectual e materialista compraz-se em acreditar que não se pode penetrar no âmago das coisas senão por meio de conceitos abstractos; dificilmente admitirá que, para esse fim, as outras forças anímicas sejam pelo menos tão necessárias quanto o intelecto. Não se trata apenas de uma metáfora quando afirmamos ser possível compreender algo tanto com o sentimento e as emoções quanto com o intelecto.

Para o artista, todo o lado externo de sua obra tem de expressar o interior; no caso dos objectos da natureza o interior não coincide com a forma externa, e o génio humano tem de investigá-lo para chegar à sua cognição.
[... ]. Para as criações da arte não importa o que é, e sim o que poderia ser, não o real, e sim o possível."


RUDOLF STEINER(1861-1925)

TIRADO DA ORDEM NASCENTE
Agir é repousar.

Todos os problemas são insolúveis. A essência de haver um problema é não haver uma solução. Procurar um facto significa não haver um facto. Pensar é não saber existir.

Passo horas, às vezes, no Terreiro do Paço, à beira do rio, meditando em vão. A minha impaciência constantemente me quer arrancar desse sossego, e a minha inércia constantemente me detém nele. Medito, então, em uma modorra de físico, que se parece com a volúpia apenas como o sussurro de vento lembra vozes, na eterna insaciabilidade dos meus desejos vagos, na perene instabilidade das minhas ânsias impossíveis. Sofro, principalmente, do mal de poder sofrer. Falta-me qualquer coisa que não desejo e sofro por isso não ser propriamente sofrer.



Fernando Pessoa,
O Livro do Desassossego

"Não importa qual o povo, que num certo momento da sua existência, se julga eleito. É nessa altura que ele dá o melhor e o pior de si mesmo."

Cioran

(Agora sou eu que vou até ao Terreiro do Paço...)

segunda-feira, julho 25, 2005

"Sou um cristão gnóstico,
inteiramente oposto a todas as igrejas organizadas e,
sobretudo, à Igreja de Roma."


“É por isso que, sabendo nós que, actualmente, o cristianismo é o velho, o decadente, a esterilidade e o inútil – nós, conquanto não saibamos claramente, nem nitidamente prevejamos o que se lhe seguirá, temos ainda assim a consciência de que , atacando-o trabalhamos pela nova fé; (...) preparamos o terreno para o edifício novo; que, arrancando as plantas que degeneram em bravias, nós deixamos o lugar livre para a semente que germinará em planta, para no fim, degenerar também em bravia (...), e ser arrancada por outros, para que outras plantas novas nasçam, e assim indefinidamente e incompreensivelmente no suceder-se dos séculos, e em favor do mystério infinito.”

FERNANDO PESSOA
iN "Pessoa por conhecer - Roteiro para uma Expedição" de Teresa Rita Lopes



O REGRESSO ÀS NOSSAS ORIGENS...

(...) “A saudade pertencendo ao caminho da Lua, sua salvação é dada no mundo sublunar da transformação, do retorno cíclico da terra ao céu e do céu à terra, através da encarnação e reminiscências; tal ainda aquele regido e simbolizado pela serpente e pela espiral, (...)
Toda a estrutura da saudade pertencerá à metafísica lunar: como nesta, a sua ideia central é a do ritmo, na sucessão e união de contrários através do devir, por um dualismo solucionado numa integração final. (...)

A saudade, dentro de todo o seu contexto histórico, será marcadamente feminina, sua forma de ser e conhecer, fazendo-se preferentemente pelo sentimento, tal como essa religião e culto do passado galaico-português. Ela tece os fios do tempo na teia do devir, tal como a Grande –Deusa tecedeira, unindo passado e futuro. Assim já tecia a deusa lunar, como mediadora e senhora do tempo: com uma roca era representada a deusa encontrada em Tróia, assim como Isthar e a grande deusa hitita. E assim também as sucessoras da Grande-Deusa aqui neste mesmo território galaico-português, sobrevivendo através das lendas e tradições populares, as Mouras encantadas, também tecedeiras, como Circe ou Penélope, ou fiandeiras: defronte de seu tear ocultas no seu mundo subterrâneo, fazendo-se ouvir na noite de sua epifania, a noite se S.João; (...)
A saudade precederá também, na actual Galiza e Portugal, à chegada dos celtas, e será, com os vestígios megalíticos, a tradição matriacal e agrária, a demanda do Graal e o regresso ao Paraíso, uma herança do seu fundo pré-ariano.” (...)


in “DA SERPENTE Á IMACULADA”
De Dalila L. Pereira da Costa


"HÁ QUE VALORIZAR NOVAMENTE O YIN,
PARA QUE O ADVENTO DE UMA NOVA CULTURA,
UM NOVO TEMPO SOCIAL,
POSSA ILUMINAR A HUMANIDADE."

in o retorno do feminino (m.f.m.)

domingo, julho 24, 2005

“OS PORTUGUESES NÃO GOSTAM DE SI"
In AVISÃO- excertos de “ENSAIO” de José Gil

>“OS PORTUGUESES NÃO GOSTAM UNS DOS OUTROS
PORQUE NÃO GOSTAM DE SI PRÓPRIOS – RECIPROCAMENTE.”


“A população portuguesa não forma uma comunidade
nem uma colectividade solidária.”
(...)
“Por isso abundam – no regime de auto-agressividade e autoflagelação – as expressões escatológicas: “Este país é uma trampa...”, etc. O que quer dizer o Estado, os portugueses, a sociedade, a nossa essência de lusitanos não valem nada.
O objectivo do queixume é pois, tudo e todos e ninguém. Ninguém, porque o português não é, para si mesmo ao queixar-se, ninguém. Ou melhor, ele é, sobretudo ninguém. Nada e ninguém.”


E asim sucessivamente. O que é estrangeiro é que bom e nada que não tenha o carimbo do estrangeiro nos faz demarcar desse sentimento de descrença e de descrédito uns dos outros. Isto acontece com as pessoas em geral e no seu dia a dia, nos empregos e nos cafés e quaisquer manifestações sociais “da gente” e sempre foi muito óbvio na política - não há político nem partido que não seja deitado abaixo sempre que quer fazer alguma coisa! e nunca ninguém muda nada...flagrante nas Artes e literatices e agora na Internet e entre até os Blogues cá do burgo, em que tudo e todos - como de resto em tudo na vida - os portugueses só fazem deitar-se abaixo e desacreditarem-se uns aos outros de cima a abaixo, uma razia e enquanto não virmos tudo de pantanas não ficamos satisfeitos...

Nesta terra ninguém constrói nem admira nada nem elogia o trabalho do próximo...a não ser que seja estrangeiro ou um português que o estrangeiro tenha considerado válido como é o caso do autor deste ensaio, o filósofofo José Gil que só por isso se tornou um Best-Seller em Portugal...

Na verdade “este País é uma trampa”...e se fosse eu a dizê-lo caiam logo em cima de mim, mas como foi um filósofo que os franceses consideram um dos bons, toda a gente lê e “respeita”, porque como ele ainda diz: “o “País” é a “Pátria” (entidade metafísica) desmetafisizada dos portugueses. É o fundamento da nossa portugalidade negativada. Porque a portugalidade, segundo o queixume, não poderia ter uma essência metafísica positiva.” (...)

E por último, o autor diz que a culpa foi do Salazar ou do salazarismo "que nos esmagou e humilhou, desfigurou e roubou todas as raízes", mas eu acho essa ideia muito fraca e que ela não tem nada a ver com a Metafísica do País; estou mais em crer que a razão da nossa negatividade ou anulação de nós mesmos é que nos tornamos todos só filhos do Grande Pai e sem Mãe somos todos engeitados...e foi essa a defiguração essencial com que a Religião e a Inquisição nos mutilaram e que a nossa verdadeira metafísica tem mais a ver com as Raízes da Terra Mãe e ser Pagão; não esqueçamos Ofiusa, Lisboa, era a terra das serpentes...

Este País de machos, deixou de ser Matria, negou a sua origem e culto mariano, negou a Grande Deusa-Mãe e virou-se para o Pai todo poderoso e para o “pecado”, anulando as suas mulheres sendo o catolicismo paternalista, misógino e castrador o grande e remoto culpado que anulou as faculdades de um povo que por ser muito ignorante se julga ainda crente e moderado, mas está na verdade cheio de raiva e frustração, é cobarde, virando-se só contra os seus e os mais fracos, nomeadamente as crianças e as mulheres...

quinta-feira, julho 21, 2005

"Se passares por Creta vem ao templo sagrado,
onde mais grato é o pomar de macieiras
e do altar sobe um perfume de incenso."


in POEMAS E FRAGMENTOS - Safo




Todas as rosas são a mesma rosa,
amor!, a única rosa;
e tudo está contido nela,
breve imagem do mundo,
amor!, a única rosa.


JUAN RAMÓN JIMENEZ

"O HINDU NÃO CONSEGUE ESQUECER NEM O CORPO NEM O ESPÍRITO. O EUROPEU, PELO CONTRÁRIO, ESQUECE SEMPRE UM E OUTRO.

Foi graças a esta capacidade que ele conquistou antecipadamente o mundo, isso não ocorrendo com o hindu. Este não somente conhece a sua natureza, como também sabe até onde ele próprio é essa natureza. O europeu, pelo contrário, tem uma ciência da natureza e sabe espantosamente muito pouco a respeito da natureza que está nele. Para o hindu é um beneficio conhecer um método que o ajude a vencer o poder supremo da natureza, por dentro e por fora. Para o europeu é um veneno reprimir totalmente a natureza já mutilada e transformá-la em robô obediente."
(...)

"Um guru hindu poderá explicar-lhe tudo muito claramente e você poderá executar, depois, o que ele lhe tiver ensinado, mas saberá você QUEM está se utilizando da yoga? Em outras palavras: saberá você quem é você mesmo e de que modo é constituído?"

O EUROPEU PRECISA DE RETORNAR, NÃO À NATUREZA, À MANEIRA DE ROUSSEAU, MAS À SUA NATUREZA. SUA MISSÃO CONSISTE EM REDESCOBRIR O HOMEM NATURAL."


"O SLOGAN "QUERER É PODER" CUSTOU A VIDA DE MILHÕES DE PESSOAS"


PSICOLOGIA E RELIGIÃO ORIENTAL - C.G. JUNG

quarta-feira, julho 20, 2005

“OS GATOS SÃO GRANDES MESTRES”

“Os animais são mais inteligentes que os humanos” e não sou eu apenas que o digo! Principalmente os gatos que são perfeitos exemplos de maestria e equilíbrio das forças opostas e complementares. Deuses entre os egípcios, dando corpo à Esfingie...
Enquanto que nós humanos nos julgamos superiores por não estabelecermos uma linguagem falada e cerebral com os animais em geral, a única que conhecemos, pensamos que eles são inferiores, mas qualquer pessoa sensível, que tenha um gato, sabe que o gato é telepático e não adianta enganá-lo como a nós que usamos as palavras para nos enganar uns aos outros e a nós mesmos. A nossa inteligência racional, é mais limitada e precária pois não vai além do que se vê e do que se ouve, enquanto que os animais têm percepções muito mais elevadas e sofisticadas e nós nem sonhamos o que eles sentem...porque perdemos os sentimentos! Mas eu estou em crer que eles não só sabem como sentem mais do que nós e têm uma ética inata da qual nunca se alienam por natureza, enquanto que nós humanos somos mais bestas do que animais... Eles não só sentem, como estão atentos aos ritmos da natureza e dos astros e sabem o que vai acontecer com “antecedência”...
Eles “lêem” os nossos pensamentos e conhecem as nossas intenções...mas eles não se podem defender...Eles sabem e amam muito mais do que nós...

Tenho gatos há poucos anos. De há apenas cerca de 12 a 13 anos que entrou na minha vida um gato soberbo que se tornou soberano. Um gato a quem devo muitos dos momentos mais belos e profundos quem sabe os mais duráveis da minha vida, pela percepção da sua energia de amor, esse sim, incondicional e de altíssimo grau, sem mácula e como interferiu no meu próprio equilíbrio emocional, fazendo o que nenhum ser humano seria capaz de fazer que é amar sem limites nem preconceitos ou julgamento.



Os gatos não têm Ego, porventura o sinal da maior inferioridade humana! Mas têm uma grande e inalienável dignidade. Os Gatos são “senhores” o tempo todo de uma impecabilidade que nós não atingimos e por isso os julgamos “implacáveis” porque eles não se deixam manipular pelos humanos, como nós. Neles não há arrogância nem vaidade. Neles não há falsa humildade. Eles tanto perdem como ganham sem afectação. Neles tudo é tranquilo e doce e mesmo quando brincam ou caçam são desapegados...eles esperam pacientemente tanto a “presa” como o “dono” ou a comida... e eu costumo dizer que o meu gato é que é o meu dono.

Os gatos não atacam as pessoas nem arranham para magoar. Eles nunca ficam zangados nem cobram nada. Eles não acusam nem mudam de afectos...Eles gostam apenas de brincar e quando fazem mal é para se defenderam...os predadores nunca são os animais, mas as bestas humanas!

Tenho agora mais uma gatinha branca de 3 meses a quem dei o nome de Lilith e que era mínima quando ma deram e a redescoberta do ser fascinantes e amoroso que é um gato tem-me enchido de gratidão e sei que de novo a vida me proporcionou uma sensibilidade “extraterrena”, de algo sublime e que tem sido um bálsamo incrível nos piores momentos da minha vida, como já o Kimit tinha sido, há anos atrás. Desde aí o meu amor pelos gatos tem aumentado e a minha compreensão alargado, mesmo no campo da minha humanidade natural, na aceitação das coisas, ao ver espelhado nos meus gatos os aspectos do meu ser que eu preciso ainda de integrar. Os gatos são por excelências alquímicos e foram Mestres nos Templos e por isso companhia privilegiada de sacerdotisas, feiticeiras e poetas...a sua companhia cura e acalma, transforma as energias negativas e limpa o ambiente, carregado de fluxos malévolos...
Eles defendem-nos dos nossos males e do que é estranho e ameaça a nossa vida...até de doenças!

O Gato é um Mestre de incalculável valor dentro de uma casa e um amigo insubstituível...
Quem não tem um gato é menos gente de certeza e sobretudo as mulheres deviam Ter sempre junto delas esse fiel aliado do feminino e da sabedoria ancestral...

Talvez por isso, sempre que as forças malévolas estão desenfreadas e o poder patriarcal em decadência, os gatos são mortos e perseguidos como o foram conjuntamente com as mulheres e as feiticeiras na Idade Média pela Inquisição. Os padres e os homens em geral, não gostam de mulheres nem de gatos...eles negam a Natureza e as Forças da Terra que nós mulheres precisamos salvar da destruição. A seca o fogo e a violência são apanágio das sociedades patriarcais, de um deus vingativo e cruel que mata e condena a raça humana e nos faz Ter medo da VIDA e do SEXO!


Talvez por isso a notícia que li hoje e me deixou horrorizada.
Em Évora um canil-gatil foi vandalizado e dentro do gatil colocados dois cães selvagens que durante a noite mataram todos os gatos e dois cães foram envenenados...
São humanos seres que fazem isto?
Ou a “Besta” viva e em carne e osso, a ignorância e maldade juntas?
Quem senão um fanático ou um doente mental para cometer essas atrocidades?

Que ser humano é capaz de acender fogos e destruir a sua própria terra, envenenar o mar, ou colocar bombas ao corpo para matar outros inocentes que até falam a mesma língua?
Fazer guerras e matar 25 mil civis iraquianos? Não são todos da mesma espécie?
Todas estas barbaridades juntas...porquê? Em nome de quem? Que deus ou demónio?

Até quando esta alienação dos homens da Natureza Mãe, do Mar e da Terra e dos Animais que nos ajudam tanto e que são ameaçados de extinção causada pela nossa indiferença ignorância e pelo nosso ódio? Morrem Baleias, Golfinhos, Lobos, pássaros e lebres...pela crueldade dos homens...
Para onde estamos a ir?

Como é que ninguém pensa, ninguém vê?!

Este pequeno País a arder cada ano que passa e a seca a aumentar, a maior de 60 anos....os peixes a morrer...e nós sem água...

E as pessoas como autómatos, marionettes do consumo e dos media, escravos das políticas e dos Senhores da Guerra e da pornografia global que são os Governos do Mundo, cegos a conduzir outros cegos.

terça-feira, julho 19, 2005

"MULHERES QUE CORREM COM OS LOBOS"
LER E RELER...


>O magnífico dom das mulheres com essa sintonia consiste em ver, ouvir, pressentir, receber e transmitir imagens, idéias,sentimentos com a velocidade de um raio. A maioria das mulheres consegue sentir alterações, as mais subtis no temperamento de outra pessoa, consegue ler expressões faciais e corporais - sendo essa capacidade chamada de intuição – e, muitas vezes, a partir de uma infinidade de pistas minúsculas que se reúnem para lhe dar informação, sabe o que se está passando na cabeça dos outros. Para poder usar esses talentos selvagens, as mulheres mantêm-se abertas a todas as coisas. É porém, essa mesma abertura que a deixa vulnerável nas suas fronteiras, expondo-se assim a danos do espírito.
(...)
NESSE SENTIDO UMA MULHER QUE LEVOU UMA VIDA TORTURANTE E NELA MERGULHOU FUNDO DISPÕE, SEM A MENOR DÚVIDA, DE UMA PROFUNDIDADE INCALCULÁVEL.

Apesar de ela ter alcançado essa profundidade através da dor, se ela tiver cumprido a árdua tarefa de se agarrar à consciência, ela terá uma profunda e próspera vida da alma e uma feroz crença em si mesma independentemente de eventuais hesitações do ego."



DE CLARISSA PINKOLA ESTÉS

segunda-feira, julho 18, 2005

"GATO QUE ME FITAS COM OLHOS DE VIDA, QUE TENS LÁ NO FUNDO"

Fernando Pessoa

DA BRUXA Á ANIMA
(PARA O ANDRÉ...)


"Anima surge frequentemente como bruxa ou sacerdotisa - alguém que se relaciona com as forças ocultas do outro mundo.

A sua caracterização, benéfica ou maléfica, depende em grande parte da mãe que o homem teve. É pela mãe que esta forma interior se vem modelar. As sereias gregas, a Lorelei germânica, conservam o aspecto nefasto que a Anima pode ter, levando o homem à sua própria destruição."


in A ALQUIMIA DO AMOR de Y.K.Centeno

Agosto - A Lua da Loba

"A mulher que é bruxa tem que saber lidar com o amadurecimento e com a velhice. Mesmo você que seja uma adolescente, pensar na maturidade é um desafio importante, que precisa ser encarado na Lua da Loba, você vai aprender a reconhecer a força da mulher madura.

Procure passar mais tempo na companhia de mulheres que você admira. Pode ser na companhia de sua mãe, uma amiga, uma professora, uma tia ou de sua avó. Não importa. Basta que seja uma mulher forte, de personalidade marcante, mas ao mesmo tempo bondosa, e que tenha mais de 50 anos. Olhe bem para essa mulher e reconheça nela as qualidades da Lua.

A intuição, o amor, a inteligência que reluz nos olhos de todas as filhas da Deusa. Pense em Diana, a senhora da caça que supera todos os obstáculos com firmeza. Banhar-se com uma infusão de alfazema e mil-folhas, ervas que trazem força, vai ajudá-la a entrar em sintonia com a energia sutil da Lua da Loba."


in O FEMININO RESGATADO

domingo, julho 17, 2005

“No habrás dejado de reconocer muchas veces el perfume del
amor, piensando que la fragancia no era suficiente para lo que tu esperabas?”
(Pachamama)


"Quando me abraças a luz que de ti vem brilha tanto que até preciso de bálsamo nos olhos."


POEMAS DE AMOR DO ANTIGO EGIPTO


"O neófito tem mais chances de alcançar um determinado modo de ser - por exemplo, tornar-se homem ou mulher - se antes se tornar simbòlicamente uma totalidade. Para o raciocínio mítico, um modo particular de ser é necessáriamente precedido de um modo TOTAL de ser. O andrógino é considerado superior aos dois sexos justamente porque encarna a totalidade e, portanto a perfeição. "

M.Eliade

sexta-feira, julho 15, 2005

O SONHO DE UM SONHO
Sonho ainda poder viver nesta terra em harmonia e paz com com a Deusa e outros seres humanos, sem conflitos nem guerras, nem lutas inúteis pela diferença de ideias... E quando digo guerras, não falo das que matam e vertem sangue, mas apenas da guerra e contenda diária pela afirmação de crenças, ideologias de medo e egos, que fazem depois a guerras maiores e mais mortíferas.
Talvez ainda nesta vida, penso, nos anos que me restam, possa viver em paz comigo mesma e com outros seres humanos em dádiva e abertura de coração na partilha de bens e dons. Isso é o meu sonho...

Em vez de viver cada um por si a trabalhar e a lutar diariamente por um mundo de consumo e guerra, de violência e ódio permanentes, de diferenças sociais e raciais, por interesses mesquinhos e bens materiais acumulados, sempre na mira do lucro e da superioridade social, em que tudo se vende e compra e nós vendemos todos a alma ao diabo, atiçados pelos Mídia, eu quero e sonho ainda salvaguardar alguns anos que me restam na Terra e desfrutar da natureza Mãe e da sua dádiva...em vez de a ajudar a destruir e poluir tanto como ao meu corpo, matando animais e comendo cadáveres, vivendo em cidades de betão armado e alcatrão, onde a poluição infernal a um ritmo acelerado mata paulatinamente quem nela vive, sem apelo nem agravo.

Queria, e sonho ainda, em vez de viver asfixiada a cumprir um horário e uma rotina e fazer algo que me deprime e de que não gosto, só para ganhar dinheiro para sobreviver, poder dar de mim o melhor, ser criativa e sentir a vida na sua plenitude o que só a liberdade interior e exterior nos permite.

Pergunto-me contudo se há seres humanos capazes de abdicar das suas falsas seguranças, das suas casas privadas, do seu conforto burguês e do seu dinheiro no banco, dos seus cartões de crédito e dos carros...para viver uma vida simples e natural entre as árvores, despojados de bens supérfluos e da posse dos que “ama”, dos sentimento de pertença que nos separam, e são um país, a família e o sangue e formar comunidades universais, formadas no Amor da Terra e da Deusa em que se possa viver em Paz connosco mesmos e com os anjos, sem diferenças de cor, nem de sexo, nem de religião...

Pode parecer estranho o meu sonho...ou uma já gasta Utopia, mas esta vida como a vivemos todos, no seio das Cidades e da insanidade e loucura geral que é mundo, em que apenas servimos para “produzir, consumir e morrer”, cheios de doenças e ódios, cansados de “trabalhar e descontar” para uma “previdência” que nada nos dará e a reivindicar pensões mais altas ou regalias no trabalho e que na “reforma” já não temos nem saúde nem vontade de viver, como velhos arrumados a um canto, abandonados pela família, se não morrermos antes de um enfarte miocárdio ou de cancro!...

Quando será que veremos que somos todos escravos modernos, presos ao consumo e aos créditos, aos “nossos bens” ao dinheiro no Banco, que não são mais do que as nossas correntes invisíveis? As mesmas que tínhamos quando éramos escravos da galera...mas disfarçadas!

Sim, sonho com o Um Paganismo Verdadeiro

R.L.P.

quinta-feira, julho 14, 2005


QUEM VAI PÔR FLORES NO CHÃO ONDE ONTEM MORRERAM 32 CRIANÇAS EM BAGBAD?


Quem vai fazer dois minutos de silênciio pelos mortos inocentes desta guerra absurda?
Quem se importa já com o Iraque palco de carnificina diária?
Os ocidentais só se manifestam COLECTIVAMENTE quando as suas vidinhas e os seus bens e comodidades são postas em causa...Não são as vidas humanas que lhes interessa mas o medo de perder a sua...Assim foi Nova York, Madrid e Londres...A guerra lá longe e a morte e a fome não lhes diz respeito, só quando os seus alicerces correm riscos é que se mostram solidários...


Onde o luto e a solidariedade mundial dos Governos e seu dignatários ao povo mártir de duas frentes que é o Iraque?
Ninguém vai por flores às crianças mortas de fome no Ruanda ou no Quénia, aos soldados meninos e às mulheres assassinadas por violadores-soldados...
Quantos MILHARES de mortos, desalojados e famintos, vítimas da nossa “Guerra dos Mundos”?
Mundo “civilizado” e mundo bárbaro, dizem, eu não vejo diferença...



“O CÉU A TERRA E O MEDO...”

“Sobre o filme a Guerra dos Mundos”, parece que num dado momento do filme o actor diz:

“ISTO NÃO SÃO TERRORISTAS. ISTO É OUTRA COISA”

Referia-se certamente a extraterrenos que invadem o Planeta...mas eu direi o mesmo sobre o Terrorismo em Madrid Londres Nova York, Palestina ou em Bagdad...

Isto não são terroristas...são outra coisa...são a nossa outra face, aquela que nós humanos escondemos, são o lixo debaixo da carpete que nós civilizados ao compor a nossa casa que queremos muito limpa e confortável, escondemos de nós mesmos, ignorando a “sujeira” que fazemos ao "comermos tudo" e deixar outros a morrer à fome... Enquanto lutamos pela nossa “qualidade de vida” a comprar mais e mais, marcas e carros, casas, sofás, telemóveis e televisões, frigoríficos...enquanto ignoramos a Grande Seca e vemos o País a Arder como se fosse um filme de ficção, vemos na televisão o mundo que vai ruindo pelas nossas mãos...

Choque Tecnológico?...Aeroporto na Ota?
Sim, para os otários que somos todos nós escravos a pagar por ideias e ideais abstractos ...

"A GUERRA DOS MUNDOS" PASSA-SE ENTRE TERRÁQUIOS APENAS...
HÁ MUITOS SÉCULOS...
Concluso a podridão e a esfinge...
Meu coração, algema partida...




Mas eu não tenho problemas; tenho só mistérios.
Todos choram as minhas lágrimas, porque as minhas lágrimas são todos.
Todos sofrem no meu coração, porque o meu coração é tudo


Meu coração, bandeira içadas
Em festas onde não há ninguém...
Meu coração, barco atado à margem
Esperando o dono, cadáver amarelado entre os juncais...
Meu coração, a mulher do forçado,
A estaladeira dos mortos da noite,
Aguarda à porta, com um sorriso maligno,
Todo o sistema do universo,
Concluso a podridão e a esfinge...
Meu coração, algema partida...


FERNANDO PESSOA




Aquilo que se perdeu, aquilo que se deveria ter querido, aquilo que se obteve e satisfez por erro, o que amámos e perdemos e, depois de perder, vimos, amando por tê-lo perdido, que o não havíamos amado; o que julgávamos que pensávamos quando sentíamos; o que era uma memória e críamos que era uma emoção;
(...)

Quem sabe sequer o que pensa ou o que deseja? Quem sabe o que é para si-mesmo? Quantas coisas a música sugere e nos sabe bem que não possam ser! Quantas a noite recorda e choramos e não foram nunca!

(...)

IN O LIVRO DO DESASSOSSEGO
FERNANDO PESSOA

quarta-feira, julho 13, 2005

FORA DAS NOSSAS UTOPIAS,
ÀS VEZES É BOM LEMBRAR COMO NÓS HUMANOS...


"Nunca amamos alguém. Amamos, tão somente, a ideia que fazemos de alguém. É um conceito nosso – em suma é a nós mesmos - que amamos.
Isto é verdade a toda a escala do amor.

(...)
As relações entre uma alma e outra, através de coisas tão incertas e divergentes como as palavras comuns e os gestos que se empreendem, são matéria de estranha complexidade. Na própria arte em que nos conhecemos, nos desconhecemos. Dizem os dois “amo-te” ou pensam-no e sentem-no por troca, e cada um quer dizer uma ideia diferente, uma vida diferente, até porventura, uma cor ou um aroma diferente, na soma abstracta de impressões que constituia actividade da alma.
Estou hoje lúcido como se não existisse." (...)


in LIVRO DO DESASSOSSEGO
Fernando pessoa


"O sofrimento pessoal começa quando somos crucificados entre dois opostos. Se tentarmos abraçar um sem pagar tributo ao outro, degradamos o paradoxo ao nível da contradição. Todavia ambos os lados dos pares de opostos devem merecer e ter igual mérito. O sofrer a nossa confusão é o primeiro passo para a cura. "(1)

"Passar da oposição (sempre uma discórdia) para o paradoxo (sempre sagrado) é dar um salto de consciência. Esse salto transporta-nos através do caos da meia idade e dá-nos uma visão que ilumina os dias que nos restam."


(1)Sofrer em latim: sub plus ferre= suportar ou permitir

segunda-feira, julho 11, 2005

Lisboa Cidade Fantasma
e Vandalizada



Há uns dias atrás, deparei-me com uma chocante realidade ao ver as paredes de uma rua principal de Lisboa, como o é a rua do Alecrim - há meses que não passava por lá - todas vandalizadas, assim como as montras de lojas fechadas todas cobertas com “grafites”, como “montra” de uma Cidade velha a cair de podre e de noite deserta e entregue à “bicharada”, cheia de ladrões, mesmo em pleno dia, aos grupos, e nos autocarros e eléctricos, o 37 e o 28, o 15, com os turistas a serem roubados mesmo diante do nosso nariz e os ladrões a ameaçarem-nos a nós, para cúmulo, que vamos para o trabalho, de pancada, e por medo ninguém diz nada!


"OBRIGADA ELAINE..."

Os comboios e as estações da linha do Estoril (eu não conheço bem o da linha de Sintra, mas dizem-me que é quase terror) estão igualmente vandalizadas. E cada vez os imigrantes são mais agressivos...No outro dia um africano vociferava dentro do eléctrico, contra os portugueses que tinham estado em Angola, fumava e quando lhe disseram para não fumar ele disse que até "mijava" ali se quisesse e vão todos para o c... com todos os rr e assim por diante. Vão dizer que eu sou racista...mas eu sou só realista, é-me indiferente a cor do ódio e é o ódio que eu vejo todos os dias a crescer e faz medo...
Ainda ontem um velho saloio português falava alto no combóio dos pretos da Africa do Sul que matavam os comerciantes portuguses e chamou um nome feio aos pretos ao que se levantou logo um jovem negro do banco de frente em fúria e lhe quis bater com tal violência e aos berros que dificilmente se pode conter...
Polícia não havia, nem ninguém para socorrer o que poderia ter sido um rastilho de violência caso tivesse havido um branco que defendesse o velho e havia imensos africanos...eram a maioria mesmo!
Perdeu-se a noção e o control e o pior está para vir, como aliás já começou... Digam o que disseram se foram 500 em “arrastão” ou 50 jovens de cor a correr na praia de Carcavelos, tudo a brincar...



Claro que os políticos, deputados e ministros, não andam de combóio, nem de eléctrico ou de barco...Tem vários motoristas pessoais à porta dos Ministérios e carros de alta cilindragem...por isso se dão ao luxo de serem idealistas e utópicos. Falam de Monumentos e Orçamentos, de alta velocidades entre Lisboa-Madrid e do novos Aeroportos e que “Lisboa é gente”, (essa eu até gostei!), mas de repente Lisboa é lixo e gente agressiva aos berros...a desenhar grafites de raiva e palavras de ódio que nós nem compreendemos...Tudo isto se alastra e nem os combóis escapam. Quem cala consente e é um povo inteiro que cala e quer é futebol e celebridades...

Toda esta realidade subestimada e coberta de cartazes de partidos e promessas eleitorais, com euro-futebóis e malta da bola a gritar pelas ruas, viva o Benfica ou Portugal olé, constitui uma vergonha para todos nós que não olhamos nada com olhos de ver, subjugados pelos Mídia que nos proporcionam outras realidades muito mais sugestivas do que aquilo que nos rodeia...

Há sempre uma cidade virtual tal como há uma vida virtual que nos querem mostrar enquanto a vida verdadeira e a cidade inteira é destruída e só é real nos cartazes para turistas e o comércio de dia, e a Baixa, não é mais do que passagem de quem trabalha e vai e vem todos os dias, apanhar o barco para a outra banda ou o combóio para a Linha do Estoril para ir dormir...

Enquanto dormimos, a cidade fica entregue ao vandalismo e aos assaltos, sem viva alma, a morrer devagar, porque a publicidade e a ficção domina toda a gente e ninguém olha o que está mesmo à sua frente! Vai-se a correr para casa para ficar a olhar o écran da televisão, anestesiados...para esquecer o dia de amanhã, deprimidos e sem esperança...


SOMOS ZUMBIS...

Dizia um dia destes, na sua crónica habitual, como por ironia, um ilustre intelectual, que Lisboa estava cheia de belas imagens...e falava de uma magnífica exposição de fotos numa Galeria de Arte não sei onde...
Onde se prova que cada um vê só o que quer ver e para o que está mesmo diante dos olhos é cego...

R.L.P.


Estamos Perdidos

Estamos perdidos há muito tempo...
O país perdeu a inteligência e a consciência moral.
Os costumes estão dissolvidos, as consciências em debandada.
Os caracteres corrompidos.
A prática da vida tem por única direcção a conveniência.
Não há princípio que não seja desmentido.
Não há instituição que não seja escarnecida.
Ninguém se respeita.
Não há nenhuma solidariedade entre os cidadãos.
Ninguém crê na honestidade dos homens públicos.
Alguns agiotas felizes exploram.
A classe média abate-se progressivamente na imbecilidade e na inércia.
O povo está na miséria.
Os serviços públicos são abandonados a uma rotina dormente.
O Estado é considerado na sua ação fiscal como um ladrão e tratado
como um inimigo.
A certeza deste rebaixamento invadiu todas as consciências.
Diz-se por toda a parte, o país está perdido!



Palavras de algum opositor do atual governo? Não!
Eça de Queirós escreveu isto em 1871
APOCALIPSE [18]

1- Depois destas coisas vi descer do céu outro anjo que tinha grande autoridade, e a terra foi iluminada com a sua glória.
2- E ele clamou com voz forte, dizendo: Caiu, caiu a grande Babilônia, e se tornou morada de demônios, e guarida de todo espírito imundo, e guarida de toda ave imunda e detestável.
3- Porque todas as nações têm bebido do vinho da ira da sua prostituição, e os reis da terra se prostituíram com ela; e os mercadores da terra se enriqueceram com a abundância de suas delícias.
4 -Ouvi outra voz do céu dizer: Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos sete pecados, e para que não incorras nas suas pragas.
(...)

IN "A QUEDA DA BABILÔNIA E O CAVALO BRANCO"




APELO À ORDEM NASCENTE E AO PRINCÍPIO FEMININO

(...) "Os Templários passaram à história como os guardiões do Graal. O Santo Graal protegia a terra, a nutria e concedia-lhe fertilidade, poderes similares aos da Mãe Terra e da Madona Negra.

O princípio feminino se revela no Graal, como também o culto à corte do Amor praticado pelos Trovadores através da inteira dedicação à Dama.

O século XIV entretanto marca o fim desse reflorescimento do feminino, com as primeiras fogueiras acesas pela Inquisição, que arderam 500 anos. Esta grande fogueira queima e difama os Templários e encabeça a "caça às bruxas", numa tentativa de eliminar o princípio feminino de prazer, liberdade e bonança da Mãe Terra.

As piras das bruxas só se extinguiram na Era da Razão. Apesar de aparentemente não corresponderem ao ideal da Era da Razão, as pequenas Madonas Negras aparecem como um símbolo de uma Força Formidável, mais antiga e poderosa do que a de um Rei ou Papa.

Olhando com tolerância a busca do prazer pela vida, da alegria e do cultivo das sutís qualidades femininas, burla as hipócritas leis masculinas. Politicamente está a favor da Liberdade dos povos e de sua dignidade. Sua função mais importante é poder juntar a Justiça com a Misericórdia, qualidades pelas quais as Madonas Negras são veneradas pela humanidade. "

(Tirado do Empório Wicca)

domingo, julho 10, 2005

"Mais de 3 mil britânicos foram 'treinados pela al-Qaeda'
10 julho, 2005 | BBC Report"
"Os quase dois milhões de muçulmanos a viverem na Grã-Bretanha são as grandes vítimas dos atentados de dia 7 em Londres. "


"Papa pede que "terroristas parem, em nome de Deus"

QUE DEUS, MEU DEUS...?
SE ELES MATAM EM NOME DO SEU DEUS?
ENTÃO QUAL É O VERDADEIRO "NOME" DE DEUS?


"O furacão Dennis provocou pelo menos 10 mortes em Cuba
Mais de um milhão de pessoas no sudeste dos Estados Unidos foram aconselhadas a deixar as suas casas por conta do furacão Dennis, que pode passar pelo Golfo do México neste domingo."


O "TERRORISTA" Dennis: mais de 1 milhão deixam suas casas nos EUA" - IRÃO OS AMERICANOS BOMBARDEAR DENNIS, USAR A FORÇA CONTRA A CINDY,( que "levou ventos de até 112 km/h, velocidade apenas ligeiramente menor dos 119 km/h necessários para que uma tempestade seja considerada furacão.)
OU VÃO DECLARAR GUERRA ÀS FORÇAS DA NATUREZA QUE ELES MENOSPREZAM?


>“ÚNICO MEIO É A FORÇA”, DIZ ELA...

A secretária de Estado norte-americana Condoleezza Rice apelou para que “a guerra contra o terrorismo seja uma guerra mundial: Não se pode assinar qualquer paz com os terroristas”, disse face aos atentados em Londres dia 7.

O Império bélico americano não sabe nem conhece a Paz, nem o respeito pelo humano, nem pelo Planeta ou pela liberdade dos povos. Ele só conhece a lei da força e nas palavras dos seus representantes não faz mais do que realçar esse facto. MAS SER UMA MULHER E NEGRA a afirmar isso é a prova de que o mundo está virado do avesso!


Servis os 7 e para não ferir a opinião do grande Imperador bélico, os G 8 nem falaram do problema do aquecimento global do Planeta...
Nada resolveram, como era óbvio, apesar da evidência crescente dos desequilíbrios ecológicos - seca, intempéries, terramotos e fogos, inundações vulcões - em toda a Terra. Mas nós também sabíamos eles não iriam resolver nada! Era um momento só para a foto...
E a única coisa que o G8 fizeram segundo “o inimigo público”... “foi salvar os 8 ditadores de África”, os ricos e anafados "presidentes" que vivem como monarcas e que corriam o risco de não lhes comprar mais armas....e que afinal de contas pertencem à sua espécie... e sempre quiseram ser "brancos"!

Também o LIVE 8 com tanta música só conseguiu com isso vender mais discos dos velhinhos dos Ping Floyd aos mais novos e terem uma operação de marqueting extraordinário à custa das crianças que morrem à fome!

O MUNDO ESTÁ PODRE À CUSTA DAS BOAS INTENÇÕES, QUE NÃO PASSAM DE HIPOCRISIA...
"Sou um cristão gnóstico, inteiramente oposto a todas as igrejas organizadas e, sobretudo, à Igreja de Roma."
(FERNANDO PESSOA)

A DUALIDADE TERRENA

OS "TERRORISTAS" SOMOS NÓS MESMOS...
AINDA QUE SEJAM OUTROS QUE ESPELHEM AS NOSSAS ACÇÕES CAMUFLADAS DE "CIVILIZADOS"; UNS MATAM SENTADOS NAS SUAS CADEIRAS DE PODER, OUTROS COM O CORPO, E TODOS SOMOS O VERSO E REVERSO DA MESMA MEDALHA, OU SEJA DO MESMO "DEUS"!


A tendência para ver a nossa sombra “lá fora” nos vizinhos ou noutra raça ou cultura é o aspecto mais perigoso da psique moderna.

“Qualquer reparação do nosso mundo fracturado tem de começar com indivíduos que tenham a visão e a coragem de admitir a posse da sombra que lhes pertence. Nada “lá fora” ajudará se o mecanismo de projecção interior da espécie humana estiver fortemente operante. A tendência para ver a nossa sombra “lá fora” nos vizinhos ou noutra raça ou cultura é o aspecto mais perigoso da psique moderna. Já criou duas devastadoras guerras neste século e ameaça a destruição de tudo que se tem construído de bom no nosso mundo moderno. Todos detestamos a guerra mas colectivamente movemo-nos na direcção dela.

Não são os monstros do mundo que fazem o caos mas a sombra colectiva para a qual cada um de nós contribui e tem contribuído. A segunda guerra mundial deu-nos exemplos sem fim da projecção da sombra. Uma das mais altamente civilizadas nações do mundo, a Alemanha, tombou no idiotismo de projectar a sua mais virulenta sombra sobre o povo judeu. O mundo nunca dantes vira igual tipo de destruição e no entanto nós ingenuamente pensamos que já ultrapassamos isso."(...)


In OWNING YOUR OWN SHADOW
Robert A. Johnson

Falas de Civilização

Falas de civilização, e de não dever ser,
Ou de não dever ser assim.
Dizes que todos sofrem, ou a maioria de todos,
Com as cousas humanas postas desta maneira.
Dizes que se fossem diferentes, sofreriam menos.
Dizes que se fossem como tu queres, seria melhor.
Escuto sem te ouvir.
Para que te quereria eu ouvir?
Ouvindo-te nada ficaria sabendo.
Se as cousas fossem diferentes, seriam diferentes: eis tudo.
Se as cousas fossem como tu queres, seriam só como tu queres.
Ai de ti e de todos que levam a vida
A querer inventar a máquina de fazer felicidade!


Alberto Caeiro

sábado, julho 09, 2005

"O QUE É VISÍVEL NÃO É SENÃO
O REFLEXO DO QUE É INVISÍVIL"

Rabbi Abba

OS TEMPOS TERRÍVEIS DO PLANETA:
SECAS, CHEIAS, AQUECIMENTO GLOBAL, FOME, DESVASTAÇÃO DAS FLORESTAS...ETC.
E OS "GRANDES LÍDERES" DÃO ESMOLAS AOS PAÍSES POBRES DEPOIS DE OS ENTERRAR NAS GUERRAS COM AS ARMAS QUE LHES VENDEM...

ASSIM COMO OS CAÇADORES PORTUGUESES, DÃO EM TEMPO DE SECA DE BEBER ÀS PERDIZES E ÀS LEBRES PARA DEPOIS AS MATAREM, NÃO VÁ A SECA (97%) TIRAR-LHES O PRAZER DA CAÇA...
ASSIM OS GOVERNOS DO MUNDO...


"Quanto à "besta", tal como foi chamada, trata-se do ser não iluminado, existente em cada um de vós. Foi apelidado de "besta" devido às potenciais acções que os líderes desequilibrados tomarão durante os próximos tempos de realinhamento...como sendo a "besta" que, de entre vós, devorasse a paz.

Portanto os desequilibrados têm a marca da besta potencial."
KRYON

"Todos os homens são mais ou menos invejosos; os políticos são-no absolutamente. Quem se transforma num deles só o faz na medida em que não suporta ninguém acima de si ou do seu par."


"Na escola de tiranos" - onde se formam os líderes do mundo...

"Quem não conhece a tentação de ser o primeiro na cidade nada compreenderá do jogo político, da vontade de submeter os outros para deles fazer objectos, nem adivinhará os elementos de que é composta a arte do desprezo. A sede de poder, raros são aqueles que não a tenham num ou noutro grau experimentado: é-nos natural..."
(...)


in HISTÓRIA E UTOPIA
E. M. Cioran

quinta-feira, julho 07, 2005

"DOIS INIMIGOS,
SÃO UM SÓ HOMEM DIVIDIDO"

E. Cioran


A VAIDADE A PAR DA INSANIDADE DESTE MUNDO
OU AS DUAS FACES DA MESMA MOEDA...


Ontem os ingleses davam aso à sua alegria e pulos de contentes pelo “triunfo” ou conquista das Olimpíadas em Londres, daqui a 7 anos...

Hoje 7/07 Londres chora as suas vítimas dos atentados terroristas...


A inconsequência e ignorância dos líderes do mundo cria os conflitos da Humanidade e o desequilíbrio das nações: a luta entre opressores e oprimidos é que gera a violência e a hostilidades entre os países e os continentes e cria o ódio entre uma só raça, a nossa...



COMO PODE O MUNDO ESTAR NA MÃO DE 8 homens vulgares? Sim, políticos sem nenhuma preparação humanista, sem carisma, nem muitas vezes integridade e que decidem os destinos do mundo e dos povos...e nada resolvem.
Quem são os Presidentes e os Ministros, os Lideres do mundo, para resolver os problemas reais da humanidade?

Podem dizer-me que já não são Imperadores facínoras nem reis déspotas, mas nada mudou na prepotência humana no exercício do poder egóico nem na distribuição das riquezas do Planeta. Polui-se e destrói-se de acordo com os interesses dos mais poderosos. Invadem-se países, matam-se inocentes em nome de uma ordem, paz ou democracia...contra os ditadores e os fundamentalistas...mas as mesmas armas são usadas e os mortos caiem!

A realidade é que este mundo continua dividido entre dominadores e dominados, dirigido por minorias que provocam as injustiças na sua luta pelo poder e expansão e uso da força, sujeitando sempre os mais fracos à miséria e à fome, na discrepância entre países ricos e pobres, entre povos bons e povos maus, entre povos subdesenvolvidos e civilizados...

Ocidente e Oriente...a velha luta entre “fiéis e infiéis”, em nome de deuses mortos, todos fanáticos cometem as mesmas atrocidades. Os países ricos com armas sofisticadas, os pobres como podem...Uns matam à distância matematicamente acertando em alvos remotos e comandados por computadores, outros, dão o corpo ao manifesto como bombistas suicidas. Matam anónimos como eles. Há vítimas inocentes de todos os lados.

O terrorismo é a face oculta do poder bélico criado pelo homem.

Nenhum homem ao cimo da terra é melhor do que outro. As duas faces da moeda são o verso e reverso da mesma História. A História do abuso e do poder do sistema patriarcal que domina no mundo há centenas de anos.
De todas as violências cometidas na Terra a maior e mais constante vítima sempre foi a mulher e a mãe...
São dela os filhos e filhas sacrificadas à bestialidade dos homens, dos ricos e dos pobres, todos iguais na barbárie...

terça-feira, julho 05, 2005

"Que tragédia não acreditar na perfectibilidade humana!...
- E que tragédia acreditar nela!" F.P.


ELES, OS PODEROSOS DO PLANETA DÃO-SE AS MÃOS...


A PROPÓSITO DO G8 E OS PAÍSES MAIS RICOS DO MUNDO,
REUNIDOS EM DEFESA DOS SEUS ÚNICOS INTERESSES...



A OPERETA

"O governo do mundo começa em nós mesmos. Não são os sinceros que governam o mundo, mas também não são os insinceros. São os que fabricam em si uma sinceridade real por meios artificiais e automáticos; essa sinceridade constitui a sua força, e é ela que irradia para a sinceridade menos falsa dos outros. Saber iludir-se bem é a primeira qualidade do estadista. Só aos poetas e aos filósofos compete a visão prática do mundo, porque só a esses é dado não ter ilusões. Ver claro é não agir."
(...)
FERNANDO PESSOA

CHAVES DAS PLEIADES

O Grupo que Governa o Mundo e que actualmente influencia o vosso planeta é composto por um grupo de famílias, que rondam alguns milhares de pessoas. Governam as indústrias bancárias, dos media, educação e da distribuição de conhecimento por todo o vosso globo, e são uma mão cheia de gente que desafia a vossa liberdade. Estão ligadas pelo pensamento a outras entidades, tal como vós todos estais. A diferença é que essas pessoas têm disso consciência, e maioria de vós não, assim elas usam os seus instrumentos e técnicas para vos ligar às entidades que pretendem alimentar.
(...)
Os mistérios e segredos escondidos que as famílias mais importantes do Grupo que Governa o Mundo guardam têm de ser expostos e examinados. Entre a actualidade e 2012, todas as cartas serão postas na mesa, os segredos serão revelados. E esses segredos, pistas para um viver multidimensional, ser-vos-ão revelados para que os possais usar na cura.


BARBARA MARCINIAK, Family of Light, Ed.Bear&Co., 1999
TIRADO DA ORDEM NASCENTE


Dor e Deus
(...)
"Sempre pensei, quando via pessoas que com a dor e o desgosto torciam as mãos ou lançavam acusações, que elas não compreendiam a gravidade da sua situação em toda a sua profundidade. Pois esqueciam-se completamente de que nada servia, ainda não tinham percebido que não tinham sido apenas abandonadas ou ofendidas por Deus, mas que não existia Deus nenhum e que o homem que gera tumultos numa ilha deserta é louco."
Bertolt Brecht

segunda-feira, julho 04, 2005

COMO A SANTA MADRE IGREJA CALA AS MULHERES
QUE DENUNCIAM OS ABUSOS SEXUAIS DOS PADRES!


RECEBI DE UMA AMIGA BRASILEIRA ESTE TEXTO:
"Escrevo a vocês para pedir apoio e solidariedade a Regina Soares Jurkewicz uma grande amiga que pelo fato de ter publicado um livro que mostra como a Igreja Católica encobre os crimes sexuais cometidos por padres contra mulheres foi demitida sumariamente do Instituto de Teologia da Diocese de Santo Andre, onde era professora por oito anos.


No dia 20 de junho passado a Revista Época, publicou com destaque uma entrevista com Regina (segue abaixo),onde apresentava os resultados parciais de sua pesquisa sobre o comportamento omisso da Igreja Católica do Brasil, frente às denúncias de abuso e violência sexual ocorridas nos últimos anos. Os casos estudados mostram que a hierarquia católica, por medo do escândalo e buscando preservar a imagem da instituição, encoberta os casos e apenas transfere para outras paróquias os padres acusados de cometer o delito.

Regina Soares Jurkewicz é mestre em Sociologia da Religião pela Universidade Metodista de São Paulo e doutoranda em Ciências da Religião pela PUC-SP é pesquisadora e e coordenadora da ONG Católicas pelo Direito de Decidir. "

Não podemos deixar essa injustiça passar despercebida!
--------------------------------------------------------------------------------
CARTA DE DESPEDIMENTO DA Profa. Regina
(excerto de carta) S.Paulo 21 de junho de 2005
"Com o intuito de preservar o seu direito ao livre pensamento, assegurado pela constituição brasileira bem como o direito divino, vimos por meio desta, notificar o seu desligamento do quadro docente do nosso Instituto de Teologia a partir de 30 de junho de 2005. "

--------------------------------------------------------------------------------

Socióloga lança pesquisa que mostra como a Igreja Católica encobre os crimes sexuais cometidos por padres contra mulheres.


ELIANE BRUM

A socióloga da religião Regina Soares Jurkewicz é católica. Mas do tipo que provoca calafrios na ala conservadora. Ela passou os últimos dois anos e meio dedicando-se a investigar as estratégias usadas pela cúpula da Igreja para silenciar vítimas, proteger agressores e encobrir crimes sexuais cometidos por sacerdotes. A pesquisa, financiada pelo Fundo de Desenvolvimento das Nações Unidas para a Mulher (Unifem), é parte de sua tese de doutorado em Ciências da Religião desenvolvida na PUC de São Paulo. Ao se debruçar sobre 21 casos denunciados pela imprensa e esmiuçar dois deles em profundidade, Regina concluiu que a Igreja Católica no Brasil se coloca acima das leis do Estado ao tentar - e em geral conseguir - manter os casos de violência sexual dentro de suas sólidas paredes.

"Desvelando a Política do Silêncio:
o Abuso Sexual de Mulheres por Padres no Brasil."


ÉPOCA - A senhora escolheu investigar a violência sexual de padres contra mulheres em vez concentrar a pesquisa na pedofilia, que é o tema mais em evidência. Acha mais difícil identificar e punir a violência contra mulheres?

Regina Soares Jurkewicz - É muito mais fácil, no senso comum, aceitar a criança como vítima. Mas quando se fala que uma mulher sofreu um abuso ou foi estuprada, a primeira idéia é de que ela seduziu o agressor. Quando as mulheres denunciam, acredita-se menos nelas, pior ainda se forem adultas. E muito pior se o agressor for um padre, um homem envolto em aura de santidade. De vítima ela vira culpada.

ÉPOCA - No início do mês, a diocese de Covington, nos Estados Unidos, criou um fundo de US$ 120 milhões para compensar cem vítimas. Isso já aconteceu antes com outras dioceses americanas. Há mais padres abusadores lá do que aqui ou trata-se de uma diferença de política da Igreja?

Regina - Tenho certeza de que aqui há tantos abusadores quanto lá. Mas lá a consciência de cidadania é muito mais avançada, as vítimas criam redes de sobreviventes. Desde que o escândalo da batina estourou nos EUA, em 2002, aumentaram as denúncias em outros países, inclusive no Brasil. Mas lá as assimetrias são muito menores, existe muito menos diferença social, econômica e cultural entre os padres e as vítimas. Aqui as mulheres violentadas são empregadas domésticas, secretárias da paróquia ou apenas meninas pobres da comunidade. Expressam-se com dificuldade, não têm nenhuma consciência de direitos, estão desprotegidas. Tanto que nunca houve aqui um caso de pedido de indenização de uma mulher violentada ou que tenha sofrido abuso por um padre. Em nenhum dos processos que pesquisamos houve condenação, embora alguns ainda estejam em andamento. No Brasil, a maioria dos casos permanece encoberta, protegida pelo silêncio imposto pela cúpula católica. Nos dois anos e meio em que pesquisamos, em cada lugar aonde íamos pessoas ligadas às pastorais, freiras etc. sempre nos contavam algum caso que nunca se tornara público. Mas ninguém queria fazer a denúncia.

ÉPOCA - A senhora diz que a Igreja brasileira usa estratégias para encobrir crimes e criminosos, colocando-se acima do Estado. Como é isso?

Regina - O padre que abusa tem uma proteção institucional que os outros homens não têm. Homens não-padres estão mais sujeitos às leis civis. O padre também está, porque antes de ser padre é um cidadão. Mas o que acontece na prática é que a Igreja brasileira fez a escolha do silêncio. E, assim, acoberta fortemente o sacerdote. O bispo ou superior se preocupam em conversar com ele, mas é uma conversa no sentido de compreendê-lo, de saber se está disposto a pedir perdão a Deus e se reconciliar. Dificilmente ele será afastado do sacerdócio. Todos os esforços da cúpula são para que o caso não saia das paredes da instituição. Uma das vítimas com quem conversei contou o crime ao superior do sacerdote que a violentou. O superior lhe disse que era sabido que o padre em questão tinha problemas com as mulheres, mas que na Igreja há uma orientação para que os problemas sejam resolvidos internamente. Em suas palavras, ''irmão tem de acolher irmão''. Então era preciso evitar a denúncia e o escândalo. A pesquisa mostrou que esse é o procedimento-padrão. O escândalo é o grande medo. A Igreja quer ter o privilégio de não se submeter às leis do Estado. E consegue.

ÉPOCA - Nessa lógica, os superiores seriam cúmplices de um crime e poderiam ser processados...

Regina - Num dos casos o bispo chegou a ser processado por uma tentativa de subornar as vítimas. Teria oferecido dinheiro para que retirassem a queixa. Mas foi assessorado por um bom advogado e o caso foi encerrado. Esse bispo foi promovido e hoje tem um cargo importante na CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil). Legalmente, não há problema, já que ele foi absolvido pela Justiça. Encontramos outros casos de promoção. Faz parte da estratégia de proteção seguida pela Igreja quando o caso se torna público. A cúpula homenageia o agressor, ele assume um cargo que o qualifica mais e, portanto, protege-o mais. Em outro caso, o agressor foi promovido a reitor de um seminário. A promoção é um reforço, um prestígio social que torna o abusador ainda mais imune à acusação.

ÉPOCA - A senhora pesquisou 21 casos. O que as vítimas têm em comum?

Regina - Quase todas são mulheres e adolescentes pobres. Sempre próximas aos agressores, ou porque eram membros da comunidade, ou porque trabalhavam na paróquia. Nesse sentido, é uma escolha pela facilidade. As mulheres pobres são mais vulneráveis porque precisam da cesta básica, recebem o apoio da paróquia para arrumar a casa, se a cidade é pequena a igreja é o espaço de encontro. Que sacerdote vai mexer com uma mulher ou uma adolescente que tenham um padrão social melhor e quem as proteja? Num dos casos, por exemplo, as vítimas contaram que o padre se sentia mais protegido porque elas ainda não tinham menstruado e, portanto, não poderiam engravidar. Quem denunciou foi a mãe de uma delas, aí apareceram outras. Ao final, havia 21 vítimas, mas com a pressão poucas sustentaram a acusação.

ÉPOCA - Neste caso específico, o que aconteceu?

Regina - As vítimas foram desqualificadas e destruídas, tiveram de se mudar da cidade porque ficaram marcadas e não conseguiam trabalho. Essa é outra estratégia da Igreja: desqualificar as vítimas e valorizar o agressor, lembrar dos bons serviços que ele sempre prestou àquela comunidade, de como sempre foi caridoso e, portanto, incapaz de ter cometido tal delito. As meninas saíam à rua e eram chamadas de prostitutas. Uma delas foi literalmente apedrejada. O padre foi preso por pouco tempo, mas o advogado alegou que tinha a saúde debilitada e conseguiu liberá-lo. Esse tratamento tão diferenciado, que desacredita a vítima e dificulta a apuração, é uma forma de fazer com que o caso não siga adiante. Embora não seja essa a intenção da Igreja, é uma forma também de colaborar para que outras mulheres sejam violentadas.

ÉPOCA - Simbolicamente, é diferente ser violentada por um padre?

Regina - Elas demoram a identificar o abuso. Se for estupro, claro, é diferente. Uma delas conta que o padre a abraçava, passava a mão no seu corpo e ela pensava: ''Mas não é possível, é o padre''. E quando contou ao pai, ele disse: ''Imagina, é o padre, ele não está querendo nada, você está fantasiando coisas''. Essa idéia de que o padre é imune ao desejo é muito forte. A Igreja faz a negação da sexualidade. E o padre tem a respeitabilidade pelo lugar de autoridade que ocupa. A própria comunidade tem dificuldade em aceitar o fato. Em geral, prefere acreditar que as vítimas estão inventando. Em resumo: se já é difícil denunciar qualquer homem por violência sexual, imagina um que conta com a proteção divina.

ÉPOCA - A senhora diz que outro mecanismo utilizado seria a transferência do padre para comunidades mais pobres e distantes. Como é isso?

Regina - Se a permanência na comunidade se torna impossível por causa da denúncia, em geral os padres acusados são transferidos para paróquias mais vulneráveis, mais pobres e distantes. E a comunidade não é avisada sobre o motivo da transferência. Nos Estados Unidos, por exemplo, há uma norma diocesana que torna obrigatória a informação do motivo da transferência. No Brasil, não. Mantém-se o segredo. Isso favorece a reincidência.(...)

Excerto da entrevista que provocou o despedimento da professora Regina Soares Jurkewicz

domingo, julho 03, 2005



"DOIS INIMIGOS, SÃO UM SÓ HOMEM DIVIDIDO"

"A única maneira de nos ligarmos a alguém em profundidade é ir no sentido do que é mais profundo em nós mesmos. Por outras palavras, seguir o caminho inverso daquele que tomam os espíritos ditos “generosos”."

"É preciso sofrer até ao fim, até ao ponto em que deixamos de acreditar no sofrimento."


E. Cioran

Com que óculos se vê o mundo...



"E o mundo cantou música aos ouvidos dos políticos
O planeta parou para ouvir o Live 8 e chamar a atenção dos líderes do G8"


MAS OS G 8 - OS MAIS RICOS DO MUNDO NÃO VÃO EM CANTIGAS NEM NINGUÉM LHES DÁ MUSICA...
E A CRIANÇA QUE MORRE DE TRÊS EM TRÊS SEGUNDOS DE FOME VAI CONTINUAR A MORRER PORQUE OS RICOS DO MUNDO SÃO OS CAUSADORES DA POBREZA E SE NUM CANTINHO COMO O NOSSO NINGUÉM ABDICA DE PREVILÉGIOS COMO É QUE OS MAIS RICOS VÃO CEDER?


ISTO SÓ NOS MOSTRA O GRAU DE UTOPIA E A FALTA DE CONSCIÊNCIA, AS CONTRADIÇÕES OU ABERRAÇÕES DESTE MUNDO OCIDENTAL QUE VIVE NO EXCESSO.
-OS MÚSICOS QUE MORREM PODRES DE RICOS, DE DROGA E AMANTES...
CHEIOS DE BOA VONTADE CRISTÃ, COM A BENÇÃO DO PAPA, ESTE É O OCIDENTE PODRE...


"Os 200 mil que se juntaram no Hyde Park londrino foram parte de uma mobilização global de consciências pelo drama africano"

"Não estamos à espera de caridade, mas sim de justiça", "lembrou Bono, que dirigiu a missão do Live 8 à consciência dos líderes do G8 que se reúnem no dia 6
Tal como aconteceu há 20 anos, o planeta parou para ver os concertos, escutar as mensagens, pensar em África."


Mas a verdadeira realidade das mentalidades ocidentais é esta: é mais importante a Angelina Jolie que todos os pobrezinhos do mundo...

Como dizia EXACTAMENTE a Mariza, a nossa fadista pop:
>"Está tudo maluco por aqui porque chegou a Angelina Jolie e todos querem tirar-lhe fotos..."
"Mas o ambiente é incrível. Ninguém se conhece mas todos se falam."

Angelina Jolie era, de facto, uma das mais fotografadas na Cornualha, tal como Gwyneth Paltrow em Londres. E não fugiram aos paparazzi. As fotos, desta vez, também serviam uma causa."


O Planeta inteiro cantou e VIBROU como há 20 anos MAS as crianças morreram e vão continuar a morrer na mesma! A música não pára a Guerra...nem demove os generais e os líderes de a fazer...
Chamem-me céptica e destrutiva...mas o G 8 não se comove com música, nem palavras...