sábado, julho 28, 2007

SAUDADES DA TERRA AMADA...



"O CORAÇÃO PARA OS EGÍPCIOS, é o orgão do pensamento e da afectividade - o centro do ser físico e do intelecto"

Claire Lalouette

Os antigos egípcios consideravam a verdadeira inteligência e a origem do próprio pensamento no coração...
Para atingir a inteligência do coração o ser humano teria de ser um iniciado aos mistérios e atingir a maitrise do ser ao integrar os seus polos opostos e complementares. A razão e a emoção deviam estar em harmonia e o ser em equanimidade. Os dois hemisférios, esquerdo e direito - os dois lados do ser - feminino e masculino, a terem atingido o mesmo grau de equilíbrio e por isso a mestria, dariam ao Ser a Consciência da sua totalidade, a ligação entre o céu e a Terra, enquanto que o Ocidente, reduziu o ser humano a metade de si mesmo, pois só valorizou o mundo racional e material e elevou apenas a razão e o intelecto obrigando as massas a vergar-se ao peso do dogma e ao medo de um Deus prepotente e macho, negando e denigrindo a Deusa Mãe, a mulher através da negação do mundo instintivo e da emoção-coração, destruíndo paulatinamente a Natureza chegando aos nossos dias em declínio e risco de catástrofes cada vez maiores...

A perda da Verdadeira Inteligência, pela perda do Coração como órgão supremo da Emoção, da Intuição e consequentemente do Feminino, só trouxe o desequilíbrio global à TERRA, entre os humanos, na divisão entre os homens e as mulheres e ao mundo as intempéries e a guerra!

MEMÓRIAS DE UMA SACERDOTISA DE ÍSIS...


PUBLICADO EM SIMULTÂNEO NO MEU OUTRO BLOG DEDICADO AO EGIPTO, SACERDOTISA D'ÍSIS

nunca é demais repetir...

"Senhores, o ser que chamamos de mulher não é A mulher. É uma degenerescência, uma cópia. A essência não está aí, nossa alegria e nossa salvação não estão aí"

...Chamamos mulheres a seres que dela não têm senão a aparência, tomamos em nossos braços imitações de uma espécie inteiramente ou quase destruída."


in TANTRA - O CULTO DA FEMINILIDADE
de André Van Lysebeth

De Cleópatra a "Madame Bovary c' est moi"


De cada vez que tento começar a ler um romance dos muitos escritos sobre Cleópatra, esbarro sempre com a versão romanesca dos nosso século sem dimensão dos tempos em que foram consagradas as mulheres no Egipto e mais ainda uma Rainha, Filha da Deusa Ísis...

A vulgaridade brutal atribuida aos amores e desvarios de Cleópatra prendem-se apenas com o imaginário de escritores deste último século corrupto e vazio de grandiosidade da alma e desconhecimento da verdadeira dimensão da MULHER e da DEUSA...

Acabei de largar das mãos um livro de um escritor espanhol que sem dúvida a colocava muito abaixo da rameira ou da prostituta, numa personagem de comportamento histérico e por isso absurdo para uma mulher da sua envergadura e que só no imaginário de um homem e certamente homossexual, poderia projectar-se nesse ideal de rainha prostituta axacerbando a sua sexualidade promíscua com hercúleos escravos para esquecer António, dando um retrato das suas emoções e conquistas ao nível mais animalesco e que nada se coaduna com uma mulher que forçosamente teria de ser culta e sensível e mais do que isso iniciada nos Mistérios de Ísis e sem dúvida superior ao comum dos mortais...porque Sábia...
Enquanto isso enaltecia a castidade e beleza de um jovem efebo sacerdote de Ísis...

Da mesma forma que Flaubert afirmou "Madame Bovary c' est moi", muitos escritores fazem retratos obscenos e absurdos das mulheres com quem se identificam muitas vezes por desejo inconfesso de imitação...a mulher que criam entre o desejo recalcado e a inveja ou mesmo o ódio, prova que eles não conheciam A MULHER nem a amariam assim tanto...No caso deste livro que larguei com repulsa e revolta, não havia dúvida que o desejo da mulher se transformara apenas em inveja e despeito que é o que acontece normalmente com os escritores que descrevem nos seus livros as mulheres que inventam ou "recriam" e não a mulher verdadeira, A MULHER ETERNA.
E assim a literatura está cheia de mulheres que nada ou muito pouco tiveram a ver com a Verdadeira Mulher já esquecida da humanidade e que foi substituida por uma amálgama estranha e ardilosa de silicone e atavios rebuscados do imaginário de hoje do criativo gay...Toda a moda e publicidade de um modo geral é feita por gays...

Curiosamente os homossexuais e não só ao invejarem a Mulher descrevem-na sempre como uma grande devassa ou prostituta enquanto que os heterossexuais tem a tendência de acentuar a dicotomia entre a santa e a puta, benefeciando quase sempre a primeira. A mãezinha deles...

terça-feira, julho 24, 2007

PARA NUNCA MAIS ESQUECER!

" Os Ídolos imemoriais foram derrubados e foi preciso destruir, junto com eles, o seu suporte: a mulher-mãe, a mulher-deusa, a mulher-fêmea, a verdadeira mulher"

Não acuso. Talvez esse crime fabuloso fosse necessário. E talvez fosse inevitável. A civilização não seria o que é se a verdadeira mulher ainda existisse. (...)

Mas examinemos esse crime. Extermínio físico em fogueiras: evocarei as centenas de milhares de mulheres, chamadas de bruxas e queimadas como tais, e os outros milhões de mulheres vencidas e transformadas pelo medo.(...)

Extermínio pela propaganda, arma mais certeira que todas as outras...Guerra revolucionária empreendida pela Cavalaria contra a mulher verdadeira a favor de um novo ídolo. E enfim num plano mais amplo, mais misterioso e concomitante, mutação decadente da espécie. De tal forma que o ser fêmeo autêntico foi substituido por um ser diferente. "


"Senhores, o ser que chamamos de mulher não é A mulher. É uma degenerescência, uma cópia. A essência não está aí, nossa alegria e nossa salvação não estão aí"

...Chamamos mulheres a seres que dela não têm senão a aparência, tomamos em nossos braços imitações de uma espécie inteiramente ou quase destruída."


in TANTRA - O CULTO DA FEMINILIDADE
de André Van Lysebeth

A MULHER TEM DE ACORDAR EM SI MESMA


"...Primeiro: o homem deve passar por ela para passar a Ser. A Mulher, toda a mulher, é a verdadeira iniciadora do homem, sua via para o Ser. Segundo: o sistema patriarcal privou o homem das mulheres verdadeiras, perigosas pela sua supremacia. Em resposta, a mulher deve tornar-se consciente da Mulher que nela dorme: já é tempo que ELA saia do casulo."

André Van Lysebeth


Esta é a grande emergência da actualidade em que as pessoas, homens e mulheres vivem alienadas da sua essência, em luta pela sobrevivência ou pelo consumo, escravas das modas e das ideias que as controlam e desgastam até à exautão...
Se a Mulher não acordar para o seu grande potencial a humanidade não tem saída...

É preciso sair do sistema de controlo dos media, das modas e das crenças, de todos os sistemas de exploração do ser e começar a olhar para si mesmas, para o seu coração e não só para os seus desejos insatisfeitos e descontrolados...

A UNIÃO DA TERRA E DO CÉU


Quando falamos do arquétipo da Terra, estamos também inevitavelmente nos referindo ao arquétipo do Céu, e à relação entre os dois. É só depois que separmos o que está aqui embaixo com o que está lá em cima, que entenderemos o simbolismo do que está acima que é leve, claro, masculino e ativo, e a Terra, que está abaixo e é pesada, escura, feminina e passiva.

A humanidade como um todo reunida em torno do arquétipo Terra está associada tanto à este mundo que é corpóreo, tangível, material e estático, quando ao seu simbolismo oposto do Céu que está ligado ao outro mundo, incorpóreo, intangível, espiritual e dinâmico. Para entendermos o arquétipo da Terra e da Deusa Mãe Terra, devemos entrar em contato com as contradições Céu e Terra, Espírito e Natureza.

A imagem patriarcal cristã da Terra, durante a Idade Média, era sem nenhuma ambigüidade, negativa, ao passo que o arquétipo positivo do Céu era dominante. A parte decaída inferior da alma pertencia ao mundo da Terra, enquanto que sua verdadeira essência que é o "espírito", se originava no lado celestial masculino de "Deus", ou do Mundo Superior. O lado terreno então, deveria ser sacrificado em nome do Céu, porque a Terra era feminina, pertencendo ao mundo dos instintos, representanda pela sexualidade, sedução e o pecado.

Esta autonegação do homem, desperta em nós não apenas espanto, mas horror, em virtude da natureza humana terrena, ser considerada repulsiva e má. Depreciação da Terra, hostilidade para com a Terra, que nos alimenta e protege, são expressão de uma consciência patriarcal fraca, que não reconhece outro modo de ajudar a si mesma a não ser fugir violentamente do domínio fascinante e avassalador do terreno.


Pode continuar a ler em: http://www.rosanevolpatto.trd.br/deusagaia.html

A UNIÃO DA TERRA E DA MULHER

"A Terra é, até certo ponto, nossa mãe. É generosa, porque tolera o que fazemos. Entretanto, chegamos a um ponto em que nosso poder de destruição tem sido tão grande, que a mãe Terra está sendo forçada a nos recomendar mais cuidado. Há muitos sinais que deixam isto bem claro. A natureza também tem suas limitações."
Dalai Lama



Hoje apeteceu-me muito escrever...tenho pensado em como a humanidade se refugia no sonho secular e protector de um deus maior e nas asas dos Anjos...

Não vou dizer nada sobre isso. Sei que estamos em fase de grande transformação planetária, mas o que eu queria relevar e deixar aqui uma mensagem era sobre a Grande Deusa e a Grande Mãe...
Eu sinto que neste momento mais do que nunca parece difícil confiar na Terra e entregarmo-nos nos braços da Mãe...Tudo o que está a acontecer ao cimo do Planeta tem um designío cósmico mas também sofre de muitos males por culpa da ignorância e violência dos homens, tal como as mulheres são as suas primeiras vítimas em todo o mundo...e vivem oprimidas e sequestradas do seu reino de amor e da sua dimensão ontológica.

Mas confiar e amar a terra com toda a nossa dor com todo o nosso sofrimento milenar, ajudar a curar as suas feridas assim como as nossas é um imperativo...É urgente acordar. Talvez aí entrem os Anjos...mas não nos podemos virar exclusivamente para o céu e esquecer a terra, a sua ferida que é nossa e porque é ela que nos alimenta ainda e protege. A terra è o nosso Útero maior. O nosso berço, a nossa casa, o nosso altar.
Não podemos esquecer também que as Mulheres são as Mediadoras e por isso Médiuns e depende delas restabelecer de novo o equilíbrio das Forças Cósmico ou Telúricas...A mulher há muito que não cumpre essa função mas ela deve retomá-la e voltar a unir o Céu e a Terra...
A Mulher deve restabelecer a sua unidade, unir-se às mães e lutar pela Paz na Terra.

Por isso é urgente que acordemos para o nosso potencial adormecido. Voltar a chamar pela Mãe e amar a Deusa.

sábado, julho 21, 2007




Não me abandona mais
o terrível anjo
que no seu abismo
guarda o segredo
do ideal do outro


(...)
in Rilkeana - ana hatherly

A PALAVRA ESSENCIAL....


Confesso que quis vir aqui e deixar algo de substancial...de épico...ou de eterno. Qualquer coisa tão bela e tão verdadeira que não houvesse mais nenhuma palavra a acrescentar depois, nunca mais...
Tenho muitas vezes este sentimento, foi ele que pautou a minha poesia de amor e morte...mas hoje queria palavras de eternidade e do AGORA...

Procurei, procurei nos arquivos e nos livros que mais gosto...
e nem no Louco de Shakti encontrei a palavra chave...

As palavras estão tão gastas, os sentidos que lhes dão tão estéreis, banais e vulgares os dizeres...

Hoje comprei um jornal ao acaso e fiquei enjoada com o lixo tóxico das palavras prostituidas, das imagens e dos jogos viciados, da mentira e da falsa vida...

e ocorreu-me uma frase do poema de Rilke que dizia:

"Nenhures amada haverá mundo senão dentro de nós"...

Como cantar o amado?

Quem ama
Fica cheio de não-saber
Não pára de procurar...

Ana Hatherly - Rilkeana


e acabo talvez como comecei...

segunda-feira, julho 16, 2007

o nosso mundo


No fim de tudo dormir.
No fim de quê?
No fim do que tudo parece ser...,
Este pequeno universo provinciano entre os astros,
Esta aldeola do espaço,
E não só do espaço visível, mas até do espaço total.


(fernando pessoa)

CONHECE-TE A TI MESMO E CONHECERÁS O UNIVERSO...

"Tu queres tornar-te um político, governar a cidade, olhar pelos outros, e ainda não te olhaste. Se não cuidares de ti mesmo vais ser um péssimo governante."

SÓCRATES

Roubei a frase de Sócrates, aos "Avatares do Desejo", porque este nome me atrai sem eu bem saber porquê...Talvez o gosto dos paradoxos...
Porque os meus Avatares preconizam a supressão do desejo...e informam que o Desejo é a origem de todo o sofrimento...Tal como Buda disse isso...e ninguém se livra do desejo sem olhar bem para si ou para o verdadeiro "si" mesmo!

O VERDADEIRO SÓCRATES SABIA AQUILO QUE OS FALSOS SÓCRATES NÃO SABEM NEM SONHAM...

sábado, julho 14, 2007

ESCOLHER O LADO EM QUE SE ESTÁ SEM ESTAR CONTRA NENHUM LADO


Esta minha luta entre o positivo e o negativo e a forma como olhar as coisas tem-me dado que fazer...facto que se tem reflectido neste Blogue...

Por um lado a necessidade de denunciar o mal...do outro a necessidade de anunciar o bem...Os dois lados da moeda, uma constante. Mas ainda não tinha compreendido muito bem como é que se saia daí...De repente digamos que houve um clique...entre o pensar e agir positivamente e o fazê-lo pela negativa, faz toda a diferença. É preciso compreender que o pensamento é energia e as coisas iguais atraem-se...certo, os opostos completam-se, mas se formos positivos, fazemos crescer o que queremos...Eu embirrava com esta ideia do positivismo até perceber que damos força ou alimentamos o que não queremos estando contra...

CONTRA ESTE MUNDO, CONTRA OS HOMENS E CONTRA O PATRIARCADO, CONTRA AS INJUSTIÇAS...
AGORA VI CLARAMENTE QUE COM ISSO SÓ ALIMENTAMOS ESSA VELHA ORDEM...

Não adianta lutar contra ou estar contra! Isso é alimentar, dar energia às forças obscuras, às injustiças à desigualdade...Já tinha percebido que a Consciência está acima do bem e do mal, mas não via bem como é que ao denunciar a fome e estar contra a fome no mundo eu alimento aqueles que estão nessa energia. Finalmente entendi que para conseguirmos atingir o que queremos temos de estar do lado do positivo e pensar em como vamos vencer e não em como somos vencidas ou violentadas...

Finalmente entrou em mim a ideia tão difícil de que olhando a abundância e acreditando na justiça, querendo a verdade, mas sendo positiva eu consigo que a vida se transforme no que eu acredito pois o Universo é dádiva. O Universo é pura dádiva e não é a vida que nos fere, mas a forma como lidamos com ela...a forma como projectamos tudo pela negativa que nos trás a desgraça e não a GRAÇA!

É PRECISO ESTAR COM O BEM E NÃO CONTRA O MAL, EM TODAS AS SUAS DIMENSÕES, PARA QUE O UNIVERSO NOS RESPONDA NA MESMA ONDA...
TER CONSCIÊNCIA NÃO É SÓ TER CONSCIÊNCIA DAS COISAS NA SUAS MÚLTIPLAS MANIFESTAÇOES, SEMPRE EM DUALIDADE, MAS IR ALÉM DELA E FICAR ACIMA DO BEM E DO MAL...
É TER CONSCIÊNCIA DA CONSCIÊNCIA!

A MUDANÇA DE PARADIGMA PASSA POR UMA MUDANÇA DE FREQUÊNCIA...

Isto não quer dizer que não vejamos o que está mal...justamente vendo o mundo como está temos de passar a dar força ao lado oposto até que ele se anule em si mesmo...
OLHANDO PARA AS COISAS E EM VEZ DE DIZER PERANTE UMA DIFICULDADE, "ESTOU TRAMADA", DIZER "EU CONSIGO!!!" E ACREDITAR NISSO COM O CORAÇÃO E A ALMA...
QUE É COMO EU ACORDEI HOJE...ESTADO DE GRAÇA? OU RESPOSTA DO UNIVERSO?

sexta-feira, julho 13, 2007

O OURO E A FOME...

FATO DE BANHO FEITO EM OURO DE UM ESTILISTA JAPONÊS?...




"É de uma trágica ironia que a fome em Portugal se possa, como pode, associar à democracia ou, pelo menos, às políticas de governos democraticamente constituídos (...)"

João Paulo Guerra, "Diário Económico", 13-07-2007

VEJAMOS, NÃO SOU COMUNISTA, nem creio em ideologias: metem-me nojo todos os políticos e tenho até vergonha de os ouvir falar...sejam eles da esquerda do centro ou da direita. Vivemos neste mundo estranho de paradoxos e enganos...de mentiras e farsas, de ditadores e corruptos, polícias e ladrões uns e outros sem se distinguirem mais...
Não me falem de democracia nem de economia nem de ordem social ainda menos em justiça, valores humanos ou mesmo dos seus deuses...Todos eles são iguais. Bonecos articulados ao mando das trevas, servos de um Governo Obscuro que domina pelo medo e pelo caos...

PORQUE SOU...






Se tudo existe é porque sou. Mas por que esse mal estar? É porque não estou vivendo do único modo que existe para cada um de se viver e nem sei qual é. Desconfortável. Não me sinto bem. Não sei o que é que há. Mas alguma coisa está errada e dá mal estar. No entanto estou sendo franca e meu jogo é limpo. Abro o jogo. Só não conto os fatos de minha vida: sou secreta por natureza. O que há então? Só sei que não quero a impostura. Recuso-me. Eu me aprofundei mas não acredito em mim porque meu pensamento é inventado.



Clarice Lispector

SÓ ÀS VEZES, CLARICE

"Nasci dura, heróica, solitária e em pé. E encontrei meu contraponto na paisagem sem pitoresco e sem beleza. A feiúra é o meu estandarte de guerra. Eu amo o feio com um amor de igual para igual. E desafio a morte. Eu - eu sou a minha própria morte. E ninguém vai mais longe. O que há de bárbaro em mim procura o bárbaro e cruel fora de mim. Vejo em claros e escuros os rostos das pessoas que vacilam às chamas da fogueira. Sou uma árvore que arde com duro prazer. Só uma doçura me possui: a conivência com o mundo. Eu amo a minha cruz, a que doloridamente carrego. É o mínimo que posso fazer de minha vida: aceitar comiseravelmente o sacrifício da noite."


Clarice Lispector

quarta-feira, julho 11, 2007

UM SISTEMA NERVOSO MAIS EVOLUIDO?




“Um dos motivos mais emocionantes para se estar na Terra neste momento, é o facto de estar a haver uma reorganização ou uma re-instrumentação do vosso DNA. Raios cósmicos estão a incidir sobre o planeta para que esta mudança seja difundida e a reorganização possa ocorrer dentro do corpo.
(...)
Quando estes agrupamentos ou reorganizações ocorrerem, os seres humanos irão desenvolver um sistema nervoso mais evoluído que possibilitará o acesso de uma quantidade muito maior de informação à sua consciência. Muitas células do cérebro que haviam permanecido dormentes irão ser despertas e passarão a utilizar toda a capacidade do corpo físico e não apenas a pequena percentagem com a qual tem vindo a funcionar.
Todas as regiões do planeta estão sendo afectadas por esta mudança, esta conscientização. Aqueles de entre vós que são Guardiães da Luz e desejam mudar completamente a realidade presente, introduzindo diferentes opções, estão a ancorar a frequência.
(...)
Os novos caminhos de conscientização criam novas realidades, novas opções e novas maneiras de ser e viver. É por isso que o colapso da vossa sociedade é inevitável; ela não mantem a luz nem as possibilidades multidimensionais; ela mantem-vos na sua limitação.”


MENSAGEIROS DO AMANHECER, Barbara Marciniak,
Ed. Ground, São Paulo 1996

INTERREGNO?

NOTA:
Minhas amigas: estou sem computador em casa e impossibilitada portante de escrever com a assiduidade habitual. Por outro lado o acesso à minha página tornou-se uma dificuldade pois a minha passe-word dá sempre errada. O Blogger diz que não pode fazer nada, de modo que para entrar na minha página tenho de fazer um blog novo de cada vez que escrevo...

Não será tempo de fazer um interregno como eu sentia? Porquê tantos obstáculos? Dá para pensar. E eu ando de facto a pensar nisto tudo...Agora ter de comprar um novo computador? Será que vale a pena continuar? É a pergunta que me faço sempre, mas não quer dizer que desista!

SEJA COMO FOR HÁ OS ARQUIVOS: Eles mantêm-se para vocês e há muito material em arquivo!!! Façam dele um ORÁCULO...

Se alguma de vocês quiser escrever uma nota ou uma sugestão, faça-o.
Podia ser Um Forum Mulheres & Deusas...ou testemunho de mulheres...

Eu estarei sempre por perto e irei aparecendo...

Um abraço a todas!!!
rosaleonor

sábado, julho 07, 2007

O GLOBO, O AMBIENTE E A NOSSA TERRINHA...


Hoje vão cantar para milhares de pessoas no mundo artistas famosos e ricos como no anterior concerto LIVE AID para Acabar com a Fome na Terra...
Hoje são a favor do ambiente...mas tudo vai ficar na mesma.
EU NÃO ACREDITO A VER PELA PRÁTICA, NAS BOAS INTENÇÕES dos políticos, dos ricos e famosos!!!


Eles PRE-OCUPAM-SE, MAS DEPOIS NÃO SE OCUPAM...nEM POLÍTICOS NEM RICOS NEM CANTORES. A FOME CONTINUA ASSIM COMO O DESRESPEITO PELA NATUREZA, PELA MULHER, PELAS CRIANÇAS E ANIMAIS...

ELES SÓ SE OCUPAM VERDADEIRAMENTE DO SEU DINHEIRO E DOS SEUS CARROS E DAS SUAS FESTAS...


LAMENTO ESTRAGAR-VOS O DIA...
TUDO É SÓ ESPETÁCULO E OS MEDIA VÃO SERVIR-SE DISSO APENAS PARA AS AUDIÊNCIAS E AS PESSOAS CONTINUARÃO A TRATAR-SE MAL E DEITAR O LIXO NO CHÃO E NA ÁGUA...
A POLUIR TUDO E SEM RESPEITO PELO PRÓXIMO, COMO EU VI HOJE ACONTECER EM FRENTE À MINHA CASA...

PREOCUPAS-TE COM A POLUIÇÃO SONORA?...

FESTIVAL DE MÚSICA OU TREMOR DE TERRA???
festivalmusa.org -



Em Carcavelos, no Bairro da Torre frente à praia, montaram no parque de estacionamento dos carros, um enorme palco em frente da minha casa, para um Festival de Música A FIM DE consciencializar as pessoas SOBRE O ambiente...à imagem do que se fará hoje um pouco por todo o mundo...

O inferno destes dois dias e até às 2 da manhã, mais parecia um contínuo tremor de terra do que um festival de música ao som descomonal permanente de "bombas e disparos" a ecoar e a fazer vibrar os vidros das janelas e as paredes das casas... sim porque não é só a minha...centenas de pessoas que não estavam no recinto tiveram de ouvir e suportar aquela barbárie durante mais de 8 horas sem apelo nem agravo...

É ESTA INCONGRUÊNCIA QUE VAI SALVAR O PLANETA?

Não se podia chamar os bombeiros nem polícias para nos socorrer...era autorizado pelas autoridades competentes...

>O Festival é para consciencializar as pessoas sobre a poluição do Planeta e o maior paradoxo é esta poluição sonora deixar algumas centenas de pessoas em suas casas em estado de stresse e mal estar. Eu não consegui dormir e senti-me durante horas violentada por uma coisa absurda...

EU GOSTO DE MÚSICA E ACHO BEM QUE SE FAÇAM ESSES FESTIVAIS MAS NÃO EM CIMA DAS CASAS DAS PESSOAS. SEM QUALQUER ATENÇÃO COM IDOSOS OU CRIANÇAS QUE LÁ MORAM...

O CARTAZ DO FESTIVAL DIZ: "PREOCUPAS-TE?", MAS OS ORGANIZADORES, cÂMARA DE cASCAIS, fREGUESIA OU pOLÍCIA, DERAM PERMISSÃO PARA UMA BARBARIDADE DESTAS! hOJE CONTINUA...

-QUEM SE PREOCUPOU COM AS PESSOAS QUE VIVEM ALI MESMO EM FRENTE?

O "Evento verde e alternativo num ambiente descontraído", diz o destak, organizado por - MUSA 2007, tem ainda uma zona ZEN - para meditar? - "um espaço de debate, e um ambiente descontraído" etc...?
MAS PARA QUEM MEDITAR E DEBATER IDEIAS???


SEI QUE PAREÇO "CARETA", MAS a mim choca-me esta alienação global em que se pretende ter um efeito no futuro e no imediato causa-se o efeito contrário. Porque a Poluição sonora é igualmente um dos grandes males da humanidade, mas o maior mal é de facto esta alienação individuaal em que parece que estamos todos mergulhados:

DE UM LADO NÃO SEI SE ALGUÉM SE QUEIXOU, SOMOS TODOS UMA ESPÉCIE DE ZOMBIS, E DO OUTRO, NINGUÉM QUER SABER DO PRÓXIMO E AS IDEIAS SÃO COMPLETAMENTE TRAÍDAS NA PRÁTICA...A BEM DO AMBIENTE DESTRÓI-SE OS TÍMPANOS E A CASA DOS VIZINHOS!
E ASSIM VAI O MUNDO CANTANDO E RINDO...COMO OS PAPAGAIOS A CAMINHO DO ABISMO...

quinta-feira, julho 05, 2007

ÚLTIMA HORA

Seminário do Conselho da Europa em Lisboa
Trinta e nove mulheres morreram vítimas de violência doméstica em 2006
05.07.2007 - 16h36 Lusa



Trinta e nove mulheres portuguesas foram mortas em 2006 pelos seus maridos ou companheiros e 43 ficaram gravemente feridas, segundo um estudo apresentado hoje, em Lisboa, pela presidente da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género.

Ocorrências registadas quase duplicaram

Segundo a presidente da Comissão para a Igualdade, Elza Pais, nos últimos seis anos (entre 2000 e 2006), o número de ocorrências de violência doméstica registadas pelas forças de segurança quase duplicou, passando de 11.162 para 20.595.

HAIKU



Por que estás assim,
violeta? Que borboleta
morreu no jardim?


Guilherme de Almeida



"...os humanos gostam de se contar belas histórias. Os humanos não se amam, do mesmo modo que não amam as suas vidas frequentemente sem grande interesse por falta de coragem. Vivem como prisioneiros...dos seus medos, emoções, pulsões e chamam a isso “amor”. Então para sairem dessa angústia que tantas vezes os habita, preferem sonhar com gloriosas incarnações passadas, com vidas noutros planetas ou ainda que esta incarnação é a última de uma curta série, só para respirarem um pouco melhor sem saberem que esta ilusão os torna ainda e crescentemente mais aprisionados."(...)


ANNE GIVAUDAN, Walk-In La Femme qui changea de corps
Editions S.O.I.S., 2001
Tradução de MARIANA INVERNO

Energias femininas


"Toda energia pessoal da mulher é gerada inicialmente a partir dos ovários. A energia terrestre é absorvida através dos chacras plantares (localizados na sola dos pés), secundários, que constituem a pré-kundalini. Essa energia se desloca das plantas dos pés até os joelhos e sobe, atingindo a região do períneo, onde ela mantém a kundalini (energia sexual) da mulher.
(...)
A igualdade deve ser traduzida como a emancipação da mulher não apenas no que diz respeito a igualdade de direitos, mas com o surgimento de um novo quadro de valores, novas exigências e satisfações que o homem não pode realizar com suas energias próprias. Tanto o homem quanto a mulher possuem energias masculinas e femininas dentro de si mesmos; a questão toda consiste em se atingir o equilíbrio necessário entre esses dois pólos, ying e yang.

Vale ressaltar que consciência não tem sexo. Em tese, ela não é feminina nem masculina. Há muitos mitos masculinos e femininos, mas a personalidade multidimensional ou a consciência integral, em si, é mais rica, composta e complexa do que a personalidade humana; o homem e a mulher, detentores dos veículos de manifestação - corpo físico, energético, emocional e mental."

Torna-se, pois, importante para a mulher adulta examinar diretamente a anatomia e fisiologia de seus órgãos sexuais, proteger, evitar a laqueadura, estimular a vitalidade e a produção dos seus ovários para manter uma condição otimizada de produção de energias pessoais. É através do autoconhecimento, do domínio de suas energias e da organização de sua vida que ela atingirá a maturidade de sua consciência, a plenitude como mulher, como criatura multidimensional, ocupando seu merecido lugar de destaque em pé de igualdade com qualquer homem.

(Márvio Belliard e Silva é pesquisador independente do fenômeno da experiência fora do corpo e da evolução da consciência.)

quando olho para mim...

Quando olho para mim não me percebo.
Tenho tanto a mania de sentir
Que me extravio às vezes ao sair
Das próprias sensações que eu recebo.
O ar que respiro, este licor que bebo,
Pertencem ao meu modo de existir,
E eu nunca sei como hei de concluir
As sensações que a meu pesar concebo.

Nem nunca, propriamente reparei,
Se na verdade sinto o que sinto. Eu
Serei tal qual pareço em mim? Serei

Tal qual me julgo verdadeiramente?
Mesmo ante as sensações sou um pouco ateu,
Nem sei bem se sou eu quem em mim sente.


Álvaro de Campos

"A TIMIDEZ, FONTE INESGOTÁVEL DE INFELICIDADE NA VIDA PRÁTICA, É A CAUSA DIRECTA, VEJA-SE ÚNICA, DE TODA A RIQUEZA INTERIOR"

EMILE CIORAN

terça-feira, julho 03, 2007

A verdadeira natureza da MULHER

" A Mulher Selvagem nos abraçará enquanto estivermos chorando. Ela é o Self instintivo. Ela consegue suportar nossos gritos, nossos uivos, nosso desejo de morrer sem morrer. Ela sabe aplicar os melhores remédios nos piores lugares. Ela ficará sussurrando e murmurando aos nossos ouvidos. Ela sentirá dor pela nossa dor. Ela a suportará. Não fugirá. Embora haja inúmeras cicatrizes, é bom lembrar que, em termos de resistência à traição e à capacidade de absorver a pressão, uma cicatriz é mais forte do que a pele. "

"MULHERES CORRENDO COM OS LOBOS" Clarissa Pinkpla Estés

O ORGULHO DO SER...


É UMA MANEIRA DE FAZER RESISTÊNCIA

"Nos nossos dias, é difícil falar de erótica. De resto, é preciso falar dela? A erótica está profundamente ligada ao segredo do ser. Se existe qualquer coisa de verdadeiramente fundamental neste mundo, é a noção do segredo. O que me choca mais, actualmente, é a desocultação, este nivelamento do mistério, que permanece certamente, mas a beleza já não é mais reverenciada.

Ora,
“apenas aquele que sabe
pode mostrar àquele que sabe”.

Só aquele ou aquela que teve a experiênciado amor, pode entender e ser entendido por aquele ou aquela que teve essa experiência do amor, na sua carne, ou em sonhos, ou alhures noutros mundos, noutras vidas. Agora, menos do que nunca, não se deve admitir o compromisso, a transigência, a explicação.
Existe inversão, mais do que preversão. Hoje é preciso dançar para sentir o êxtase, enquanto que, na verdade, será por eu participar no divino que eu danço. Da mesma maneira, porque eu estou transfigurada pelo amor, eu posso fazer amor, estar em festa no acto amoroso, não é fazendo o amor que eu atinjo a iluminação.

(…) É preciso escrever um livro branco, no sentido em que não existe nada para nele escrever; o barulho das páginas folheadas nos daria o desejo de partir em demanda. Hoje o livro não é mais do que um produto. Obstrui-se a Criação, perturbando o espírito das pessoas. Mais do que nunca, convém calar, guardar segredo. É uma maneira de fazer resistência."

Jacqueline kelen
In o Louco de Shakti

domingo, julho 01, 2007

O ORGULHO GAY?


VAMOS FALAR CHINÊS...
Para quem usa apenas os três chakras inferiores, não devia usar as cores do arco iris... A plenitude do SER representada nas cores do arco íris, está em activar todos os chakras, centros de rotação cósmica e energética do corpo humano. Por esta ordem, quem só procura e atinge o prazer sexual ignora os prazeres da alma, do coração e do espírito...
Limita-se à sua vida nesta 3ª dimensão, em estreita dualidade e antagonismo e vive apenas o básico e instintivo sempre em conflito consigo e com os outros e sem qualquer elevação. O intelecto pode derivar através de muitos conceitos e conhecimentos, mas só a Experiência das duas partes de si mesmo integradas, Yin e Yang - sim eu sei que isto é chinês para quem luta por prazeres simplex...- e a sua fusão nos dará o sumo prazer e sem riscos de impotência e outros problemas. Isto tudo podia mudar se em vez de olharmos só para baixo, olhássemos um pouco mais para cima... do umbigo...
««««««««««««
(...) “Na realidade actual, diante da desintegração dos antigos costumes, inúmeras pessoas se encontram num estado menos de fusão do que de confusão. Com o colapso dos modelos sexuais tradicionais, as pessoas ficaram livres para experiências; diversas vezes, porém, acabam se vendo em grandes dificuldades e buscam ajuda para sair do emaranhado labirinto do sexo e da alma. Muitas das que pretendem estar confortàvelmente instaladas nos papéis heterossexuais convencionais, na realidade não estão.

Há muita confusão em torno de quem pertence a qual categoria sexual. Uma das questões mais cruciais que qualquer nova teoria da sexualidade deve enfrentar são os rótulos geralmente aplicados à sexualidade – a heterossexualidade, homossexualidade, bissexualidade – e o significado relativo destes termos. Apresento isso como uma única questão; e não como três questões distintas, porque na minha prática analítica é assim que ela, via de regra, aparece ainda que embrenhada em complicações.

A maioria das pessoas está convencida de que “pertence” a uma destas três categorias, de que são de natureza Heter. Homo. ou bissex., E de que têm de aceitar o que são. Ou caso não consigam se aceitar como membros de uma categoria fixa, atribuem-se a tarefa de se modificarem para que possam se enquadrar numa delas.” (...)


“ANDROGINIA – RUMO A UMA NOVA TEORIA DA SEXUALIDADE”
de June Singer (Cultrix)