sábado, outubro 13, 2007

UM SONHO DE CORPO E ALMA

Quando voltar espero encontrar sinais da vossa passagem por aqui. Deixo-vos textos fundamentais para reflectir durante a minha ausência virtual...
Como não tenho tempo de responder aos vossos comentários hoje e não voltarei a esta página senão em Novembro, agradeço os desejos de Boa Viagem a todas as amigas, e em especial a Zaziel, pela comunhão de memórias do Egipto no coração de Maat...

Leva-me contigo ao Egipto, vamos na direcção norte-sul ver a tua mastaba, quero ver o Serdab. Tenho saudades da terra vermelha e de contigo andar e olhar o sol a brilhar. Anda comigo a Dendera, ver Hathor, ouvir cantar:


Adoro a mulher dourada
Louvo a sua Majestade
Celebro a Senhora do Céu
Canto os louvores de Hathor
E a sua glória soberana
*


...Gosto dos egípsios, queria voltar aos seus templos antigos. Sobe na minha coluna o fogo da origem e os meus braços abertos o seu doce fluxo recebem. Está viva na minha alma a imagem de Ptah. Abraço Shekmit e os seus seios descobertos e deito-me no seu manto de rainha escarlate. Ofereço-me em sacrifício a Bastit, para ver os seus olhos amêndoa de gata sorrirem.... Ficar presa dos seus sortilégios, ser iniciada nos mais altos mistérios, poder olhar de frente Amon e Rá Entregar o coração livre a Maat...


RLP (variações de poemas -meus - em prosa)


* oração egípcia antiga


A INTELIGÊNCIA DO CORAÇÃO


A verdadeira inteligência

A revelação

“O Ensinamento secreto dos sábios egípcios era de facto uma revelação.”

Ora o que é revelado não pode ser encontrado através da razão ou do pensamento racional, porque a revelação aqui trata-se de uma visão súbita, sem reflexão, uma evidência, uma irracionalidade demonstrada na sua actividade. Por exemplo o fenómeno “vida” é sensível; nós o constamos por todo o lado; mas o mistério que faz esta v ida - por exemplo a semente que germina na terra - esta impulsão no sentido da vida (graças ao contributo de uma série de circunstâncias), esse momento que está fora do tempo, não pode ser apreendido pelos sentidos e nem pelo ser racional. Há, e haverá sempre, um elemento irracional na origem do fenómeno “Vida”. (...)

Este segredo, (...) Os gnósticos e outros filósofos bem (o) tentaram encontrar através de todo o pensamento racional: só a Revelação, a descida do Espírito Santo sobre o indivíduo preparado, podia - e poderá sempre - trazer esta súbita Luz. Ora esse homem privilegiado, iluminado, não é ainda só por essa razão um Sábio, porque sem preparação, sem o despertar da inteligência mística, quer dizer do coração, o facto revelado não será ainda para ele senão uma coisa, um fenómeno que ele saberá produzir como não importa que acto material. Esta ausência da Inteligência do Coração o conduzirá então seguramente para uma aniquilamento, na direcção do eclipse de toda a visão espiritual e de uma vida superior; (...) e é um crime ficar surdo ao receber esse apelo na direcção do mais Alto, pelo don de entender; é neste caso um crime verdadeiramente imperdoável.”

La Maison de Vie
In Miracle Egyptien - Schwaller de Lubicz

A MULHER COMO INDIVÍDUO AUTÓNOMO

HÁ NA MULHER
UM PONTO MAIS IMPORTANTE DO QUE O "g" OU O y...

As mulheres precisam de uma ajuda específica ao nível da alma e da sua identidade profunda!. Precisam de consciencializar-se de si mesmas, nas partes que a constituem, unir as duas mulheres cindidas pela sociedade patriarcal. Isto não é uma questão ultrapassada ao nível espiritual pelas mulheres que se dedicam a uma via de iniciação ou cura, conforme possa parecer. Algumas mulheres
acham que sim, precisamente por se encontrarem em caminhos ou processos ditos
espirituais, mas é ainda uma fuga à sua fragmentação interior,
ao seu conflito
como mulheres, ao quererem ignorar a sua Sombra, aquela que dentro de si (e
exteriormente) renegam como a “outra”, a rival, a inimiga, a santa ou puta...A mulher tem de unir as duas partes de si, a mulher sensual e sensitiva e a mulher maternal e esposa. Não tem de continuar a dividir-se nesses estereótipos, nem aceitar essa divisão quer dentro quer fora como sempre a sociedade falocrática lhe impôs. A vida da mulher não tem de se cingir à sua função sexual e maternal, mas ser olhada e respeitada como um indivíduo autónomo.

É isto que quero dizer a todas as mulheres: temos de acabar com o estigma de puta, dissipar a diferença entre os arquétipos da imaculada e da madalena arrependida, da pecadora ou da culpada, que a mulher encarna nos modelos tradicionais que ela é a obrigada a representar seja no papel de uma ou de outra! Isto não quer dizer legalizar a prostituição nem fazer do sexo “trabalho” e do corpo um instrumento como os legalistas querem! Quer dizer que cada mulher deve livremente expressar-se na sua natureza intrínseca na expressão natural seja da sua sexualidade seja da sua maternidade sem diferenças morais, sem etiquetas, sem Ter de corresponder ao modelo social e psicológico que os homens lhe impuseram de mulher séria, aquela que não tem prazer e mulher dissoluta aquela que exige um orgasmo...ou tem mais de um homem!
É isto que eu quero dizer a todas as mulheres para acabar de vez com a luta entre si, para que se unam na mesma causa comum, isso sim, para que finalmente haja lealdade feminina, fidelidade a si próprias e não ao homem, mas ao Princípio Feminino e à Deusa!

A mulher precisa de SE ASSUMIR NA SUA TOTALIDADE para que a Terra inteira seja salva
da mão predadora do homem-macaco - sejam eles evolucionistas ou criacionistas - pois não preferem eles ser descendentes dos macacos ou “crucificados” do que serem filhos da Deusa Mãe e da Mulher?!
rlp

“A grande obsessão dos homens continua a ser a liberdade das mulheres: já não se trata de queimar uma boa parte delas, como no tempo das bruxas, mas a lei, uma vez que o Estado tem condições de, em nome da sua soberania, promulgá-la e fazê-la aplicar, é um meio que permite refrear a autonomia de todas as mulheres. Impedidas de ser um poder real, perdem esse outro poder que em tempo de incerteza sobre a sua identidade os homens lhes tinham imaginado: as bruxas podem desaparecer. A vassoura que outrora lhes servia para fugir do lar será doravante usada pelas mulheres...para varrer, reencontrada uma serventia que nuca devia Ter perdido.” (...)*

in As Putas do Diabo - de Armelle Le Bras-Chopard (ed. Temas & Debates)

* Isto refere-se a um período entre 1800 a 1900 e em dois séculos o que é que mudou para as mulheres da Europa? Quem varre já não são as “portugaises” em Portugal mas fazem-no em França, enquanto por cá temos as moldavas e as ucranianas...e as brasileiras nas “passereles”)

quinta-feira, outubro 11, 2007

NO OLHAR E NAS PALAVRAS...






Uma pequena agressão:




Um miúd0 mussulmano, imigrante árabe ou romeno, entrou aqui na Livraria e perante um quadro belíssimo de uma mãe com a criança ao colo e seios desnudos, virou-se para mim e disse agressivamente que aquele quadro era "descarado"; queria de certo dizer obsceno e a violência do seu olhar era impressionante...disse qualquer coisa como que "era irmão"?




Pensei o que seria que ele teria feito se estivesse no seu País???


Penso nesta Europa invadida por mussulmanos...penso nas mulheres desses países insultadas e apedrejadas por jovens como este...irmão da mulher que se "desonra" a família é morta à pedrada...


Estava a ver na Internet a Monumental Biblioteca de Alexandria e pensei de que serve essa monumental Biblioteca se as mulheres continuam amordaçadas e são lapidadas barbaramente...
«««««««««««««««««««
...E a propósito de livros, finalmente mais uma mulher Premio Nobel

UMA MULHER QUE GOSTA DE GATOS...

Doris Lessing vence Nobel da Literatura

Escritora britânica laureada pela Academia SuecaA escritora britânica Doris Lessing foi hoje distinguida com o Prémio Nobel da Literatura pelo conjunto da sua obra que perscruta as relações humanas e inspirou uma geração de feministas.
SIC

A MULHER MAL AMADA, SÃO TODAS AS MULHERES



“COMO A MULHER NUNCA AMADA
SE TRANSFORMA EM PARCA QUE CORTA A VIDA DOS HOMENS”


"O amor quando não é aceite, transforma-se em nemésis, em justiça, é necessidade implacável a que não é possível escapar. Como a mulher nunca adorada se transforma em parca que corta a vida dos homens. E assim é a retirada do divino, sob a forma do amor humano, que nos mantém condenados, encerrados neste cárcere da fatalidade histórica, de uma história transformada em pesadelo do eterno retorno.
A ausência do amor não consiste, efectivamente, no facto de não aparecer em episódios, em paixões, mas no seu confinamento nesses limites estritos da paixão individual desqualificada em facto, acontecimento raro. E então acontece que até a paixão individual - pessoal - fica também confinada a uma forma trágica, porque submetida à justiça. O amor vive e respira, mas submetido a processo perante uma justiça que é fatalidade implacável, ausência de liberdade; o amor está a ser julgado por uma consciência em que não há lugar para ele, perante uma razão que se lhe negou. E assim fica como que enterrado vivo, com vida, mas ineficaz, sem força criadora.
(...)
Maria Zambrano
Para uma História do Amor

O PRAZER DA MULHER



“Para uma mulher chegar ao ponto em que pode apreciar o seu prazer como mulher será certamente necessário um longo desvio pela análise dos diversos sistemas que a oprimem”
A Mulher
"A mulher tem órgãos sexuais por todo o lado. Experimenta prazer em quase todo o lado...a geografia do seu prazer é muito mais diversificada, mais múltipla nas suas diferenças, mais complexa, mais subtil do que se imagina - num sistema imaginário centrado demasiado num único e no mesmo.

“Ela “ é infinitamente outra em si mesma. Esta é concerteza a razão porque é chamada de temperamental, incompreensível , perturbadora, caprichosa - para não mencionar a sua língua, em que “ela” dispara para todo o lado, e na qual “ele” é incapaz de discernir a coerência de qualquer significado. Palavras contraditórias parecem um pouco loucas à lógica da razão, e inaudíveis para ele, que ouve os filtros prefabricados, um código preparado antecipadamente. Nas suas afirmações, pelo menos quando ousa falar, a mulher redefine-se constantemente.”

ESCREVER O CORPO - Anne Rosalind Jones
In Género, Identidade e Desejo
Antologia Crítica do Feminismo Moderno


"As mulheres dizem, a linguagem que falas envenena a tua glote língua palato lábios. Dizem, a linguagem que falas é feita de palavras que te estão a matar. Dizem, a linguagem que falas é feita de signos que rigorosamente falados designam aquilo que os homens se apropriaram”
Monique Wittig, As Guerrilheiras
Imagens:TAMARA DE LEMPICKA: A MUSA DÉCO

terça-feira, outubro 09, 2007

OS PREMIOS...

Marian:

Quanto ao seu desafio em criar um Premio Blog "Lealdade Feminina" é óptimo mas só poderei pensar nele quando voltar a não ser que a Juliana se adiante, porque não???
Para já não sei como é que se faz ou se basta lançar o título mas acho que falta criar um selo??? Eu não sei fazer coisa tão sofisticada...

Enfim, solidária e solitária diria, à partida, sempre me senti por aqui, mas as mulheres estão a responder do coração e é isso que conta.
Mulheres & Deusas está a dar frutos...arranjem-me uma árvore para eu por como um selo e lançar o repto...

De qualquer modo este Blog é vosso...e os prémios às vezes são só uma troca de interesses e simpatias...

A MULHER E O DIVINO ORÁCULO


"Mas o oráculo não fala sempre que se necessita dele, nem é entendido no que diz. E, além disso, quem está no oráculo? Quem fala? A inspiração é um saber que põe em relevo a angústia que este mundo tem so outro: a angústia da descontinuidade, angústia dos múltiplos instantes separados entre si por abismos, de vazio e de silêncio." (...)

In O HOMEM E O DIVINO
Maria Zambrano
Imagem: SENHORA LUA SENHORA TERRA de LENA GAL

Ainda não é isto...


"NÃO SOU FEMINISTA, SOU ANTROPOLOGICAMENTE LÚCIDA"
Ana Hatherly

“ Uma prática feminista só pode estar ...em conflito com o que já existe para que possamos dizer “não é isto” e “ainda não é isto” . Por mulher quero dizer aquilo que não pode ser representado, o que não é dito, o que fica acima e para lá das nomenclaturas e ideologias. Há certos homens a quem este fenómeno é familiar.”

Kristeva

O "FIM DA CIVILIZAÇÃO
OS FUNDAMENTOS DA MORALIDADE"

“A GANÂNCIA É BOA”
(...)
O motivo do lucro proporciona o incentivo, a satisfação e a justificação. Assim a corrida desinibida à riqueza torna-se uma virtude e, ao mesmo tempo, serve a necessidade narcisista de reconhecimento e estatuto.
Não é exagero chamar-lhe canibalismo por via oral, que vê o mundo como um objecto a ser atacado e devorado, sem qualquer preocupação pelos seus sentimentos ou necessidades.
É uma agressão associada ao sadismo que proporciona prazer no acto de agressão e é destituída de toda a simpatia pelo objecto atacado.

Devemos notar aqui que, nas culturas tradicionais do Ocidente, dominadas pelos constrangimentos morais do seu superego, os indivíduos que são orientados pelas tendências agressivas por via oral têm de as reprimir e encontrarão escapes em sintomas neuróticos. No entanto, numa cultura que, como a nossa, rejeitou o seu superego, os impulsos agressivos e canibalescos por via oral encontrarão expressão no comportamento social e serão considerados uma virtude, caso sirvam a corrida ao lucro.
Então uma pessoa sente-se completamente justificada em poluir rios e os mares, em destruir as florestas e a envenenar a terra, a suprema crueldade infligida aos animais, se tal servir o motivo do lucro.(...)

George Frankl

Meditar ou arriscar...


"A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca, e que, esquivando-nos do sofrimento, perdemos também a felicidade."

C.Drummond de Andrade

sábado, outubro 06, 2007

EM FÁTIMA


"Bispos europeus alertam para baixa de casamentos católicos"


Como podem os Bispos alertar para o que não cumprem?

Achei piada a este título de jornal...Eles praticam o celibato, mas dependem do casamento dos outros...sem casamentos católicos não há mulheres sujeitas nem submissas à moral e à religião...logo não há lugar para pregação...eles perdem o negócio!


NOSSA SENHORA DA VERDADE EM NÓS NOS VALHA...

(...) "O prelado justifica o desafio lançado com a "banalização do uso da pílula abortiva, a legalização do aborto e a liberalização dos diversos tipos de união entre homens e mulheres ou mesmo as uniões entre pessoas do mesmo sexo".
Afirmou não defender "qualquer discriminação de indivíduos", mas alerta para as opções das sociedades actuais. Dizem, explica, que "cada um deve viver conforme as suas inclinações sexuais ". Por isso, esclarece: "O legislador não pode impor normas, nem dispõe de critérios objectivos de moralidade". E sublinha: "A taxa de casamentos católicos continua a baixar". Sociedade DN de JACINTA ROMÃO
(Felizmente! - de vez em quando não resisto à minha veia pagã e anticlerical...)

O ENCONTRO COM A DEUSA - PINTURA LENA GAL

Lilit Bastit é uma princezinha de um reino longínquo...
e que está à minha guarda.


Como já vos tinha referido andava bastante apreensiva com o facto de não saber onde nem como deixar a minha gatinha durante a minha Viagem ao Egipto...mas aconteceu que inesperadamente uma amiga que se encontrava fora, quando chegou, leu o que eu aqui tinha escrito e telefonou-me de imediato para me dizer que viria todos os dias a minha casa tratar e estar com a Lilit...
Assim a Lilit Bastit já tem uma dama de companhia muito especial...

Eu tenho várias amigas que por mim fariam esse esforço e teriam o cuidado de vir e deixar comida, mas eu queria mesmo era uma pessoa que amasse os gatos e que viesse mais por atenção ao animal do que apenas por mim... Foi o caso da Lena e ainda por cima sendo a pessoa que mais longe e mais dificuldade tem para se deslocar uma vez que, tal como eu, não tem carro e vive em Sintra e eu em Carcavelos...São linhas de combóio diferentes mas nada que a minha amiga Lena visse como obstáculo...Eu sei que por amor a gente move-se até ao fim do mundo mas eu não sei se seria capaz de o fazer por ela...e isso abalou-me bastante. No entanto isso não tira em nada a minha gratidão nem o reconhecimento do seu gesto tão abnegado e sobretudo pelo alívio de sentir o seu amor pelo animal como um ser e de o tratar com o maior carinho...
ESTA É A LILIT, no meu colo...
Eu queria mesmo alguém que amasse o animal na sua condição e não em função da minha estima e por ser só minha amiga!
Sei que a Lena vai ter não só a minha gratidão mas a protecção da Deusa Bastet...Ela já pertence a este Círculo de Mulheres & Deusas leais e fiéis à sua essência que começam a aparecer e a deixar traço. Ela mais do que ninguém deixa esses traços em evidência na sua pintura dedicada à Deusa Mãe e às mulheres porque pinta com o coração nas mãos tal como se ofereceu para vir a minha casa tratar da Lilit na minha ausência.
Os gatos, minhas amigas, são seres divinos, merecem este reconhecimento, pois são seres de alta estirpe e quem os ama e reconhece como tal tem forçosamente a mesma linhagem...
Para além de uma grande pintora a Lena Gal tem um grande coração e por isso, só para a conhecerem e à sua obra, convido-as a virem todas dar-lhe um abraço e a mim também na sua próxima exposição Sábado dia 13 na Galeria Art For all. Fica aqui o convite.

Convido todas as amigas que estejam em Portugal e que se possam deslocar a Cascais pois seria também uma oportunidade especial para nos encontrarmos todas e brindarmos às grandes mulheres que todas somos até à minha vinda em que voltaremos a fazer um Encontro de Mulheres & Deusas......
Aqui fica pois este desafio directo à:
Cristina, Juliana, Luisa Frazão, Vicky, Marian, e todas as outras amigas que por aqui passam e vivem por perto.
As amigas brasileiras Yriana, Igaci, Paula e tantos nomes que não retenho agora, fica a saudade e quem sabe um dia convidem a Lena Gal para uma exposição no Brasil e ela me convide a mim a ir com ela...???

Exposição de Lena Gal

Considerem de suma importância a vossa participação nesta exposição pelo facto de ela ilustrar o trabalho de uma Mulher que tem um coração de oiro e a alma de uma deusa...

Esta exposição, Sussurros da Lua - Mulher, quer dizer muito mais do que nós possamos pensar pois ela anuncia aquilo que todas nós queremos comunicar e partilhar...
A Lealdade Feminina começa aqui e na prática...

Vençam os obstáculos e comodismos, dsitâncias "impossiveis" ou outras desculpas e venham ver um trabalho que merece ser acompanhado.
Espero vê-las e abraçá-las neste Espaço priviligiado do Projecto Art For All.


Garanto-vos que além de mim, da Lena Gal e da Mariana Inverno, encontrarão mais mulheres que começam a trilhar o Caminho da Deusa...

terça-feira, outubro 02, 2007

MULHERES: "GUARDIÃS DO GRAAL"


(...) O que te estou escrevendo não é para se ler - é para se ser. A trombeta dos anjos-seres ecoa no sem tempo. Nasce no ar a primeira flor. Forma-se o chão que é a terra. O resto é ar e o resto é lento fogo em perpétua mutação. A palavra "perpétua" não existe porque não existe o tempo?

Mas existe o ribombo. E a existência minha começa a existir. Começa então o tempo? Ocorreu-me de repente que não é preciso ter ordem para viver. Não há padrão a seguir e nem há o próprio padrão: nasço. Ainda não estou pronta para falar em "ele" ou "ela". Demonstro "aquilo".

Aquilo é lei universal. Nascimento e morte. Nascimento: Morte. Nascimento e - como uma respiração do mundo. (...)

in Água Viva Clarice Lispector
Pintura:
GUARDIÃS DO GRAAL de Lena Gal

EM BREVE...NAS DEVIDAS PROPORÇÕES...




"A inteligência é essa faculdade que consiste a ligar. E o que é que liga melhor do que a relação amorosa? Os signos de inteligência que percorrem o mundo são ao mesmo tempo signos de amor. Aquele que passa do pensamento lógico ao pensamento analógico é quem descobre a riqueza dos símbolos, e pode testemunhar as coincidências felizes entre o céu e a terra.
Aquele que vive no secreto, que vê no secreto a medida de todas as coisas, esse é forçosamente alguém louco por se unir ao invisível."(...)

Traduzido de "LE SECRET" Jacqueline Kelen



"MEU IRMÃO FEMININO" - O Livro

"Igreja e o Estado? Nada terão que voltar a dizer enquanto abençoarem e incentivarem milhares de rapazes a matarem-se uns aos outros" MARINA TSVIETAIEVA

A ÁRVORA QUE DARÁ FRUTOS...


Neste momento estou em preparação da viagem talvez a mais importante da minha vida. Deste modo, há muita coisa que está suspensa em mim assim como o curso do meu discurso, pouco criativo ou inspirado...
Deixo-vos agora um pouco a cargo e durante a minha ausência da Juliana...
Ela ainda não sabe que relego nela esse trabalho...

Ela trabalha na Lealdade Feminina http://lealdadefeminina.blogspot.com/ de que todas nós tanto necessitamos e eu espero que em breve vejamos os frutos da sua árvore...