"NÃO SOU FEMINISTA, SOU ANTROPOLOGICAMENTE LÚCIDA" Ana Hatherly

terça-feira, dezembro 09, 2008

in MAGNA MATER

“Ao longo da Roda da Lua, o caminho da mulher pode tornar-se uma estonteante e tempestuosa corda bamba. Experiencias desconfortáveis podem leva-la a loucura.”
*
Rosa Maria Oliveira

Sem comentários: