sexta-feira, dezembro 19, 2008

O BEZERRO DE OIRO e a Deusa Atena

Este Natal não há Natal…e digo-vos sinceramente que é a única coisa que me dá prazer neste …Natal…
Finalmente a grande mentira, a grande fraude desta sociedade materialista e consumista ameaça cair pela base…

“Estamos mentalmente dormentes. Entorpecemos nossos sentidos da manhã até a noite, seja com o desejo de consumir mais e mais ou pelo cárcere de um emprego que nos trata como escravos em troca de dinheiro para manter todo este ciclo vicioso e destrutivo. Ficamos cegos para a verdadeira beleza. E, se estamos insensíveis à beleza do mundo, então procuramos substitutos.” *

As pessoas não têm saída para as suas vidas mas mesmo assim são impelidas para a ilusão do circo dos centros comerciais. Não podem comprar, mas vão na ilusão de que talvez possam comprar qualquer coisinha e a publicidade encarrega-se disso: acenam-lhes com as mil e uma noites… com as mil prendinhas, nem que seja só com os telefonemas grátis…Telemóveis e chamadas para todo o mundo: andamos todos a falar para o boneco, a falar sozinhos, e isso conta em euros…
O monstro do comércio e do consumo já os devorou e a marca “oferece” uma árvore de Natal gigantesca em Lisboa com luzinhas e fogos de artifício; com as pessoas totalmente alienadas e adormecidas, programadas diariamente pelos canais televisivos, como formigas perdidas do seu carreiro…a olhar para o ar a olhar para o nada…

E eu compreendo que hoje em Atenas os jovens em fúria quisessem deitar fogo à árvore de Natal de uma praça qualquer …na verdade eles têm razão: não se suporta mais esta palhaçada, toda a palhaçada da publicidade, dos homens de negócios e da política e as suas cimeiras para nada; eles apenas querem agarrar este mundo virtual de mentira, querem salvar o seu poder pessoal e egoísta, as suas fortunas, sem qualquer consideração pela pessoa humana nesta mentira global que atinge o seu extremo num Pai Natal a trazer prendinhas às crianças do ocidente luxuoso enquanto as crianças do 3º mundo têm pedras para comer…
Desejo e espero que este mundo de fraude e mentira acabe de vez! Espero que acabe de vez este circo humano de palhaços ricos e pobres e pessoas a morrer à fome enquanto os governos deitam fora comida por causa dos mercados.

É NATAL ? ENTÃO É tempo de olharmos paras as milhares de crianças que morrem de fome e para as MILHARES DE MULHERES QUE SÃO VIOLADAS E MORTAS SIATEMATICAMENTE neste momento; milhares de seres humanos que morrem de doenças e cólera, milhares de seres humanos que vivem na miséria total e os seus presidentes e governadores acumulando riquezas. Como é o caso da filha do presidente de Angola que compra quintas e casas e Bancos em Portugal enquanto o seu povo e as suas crianças, as crianças angolanas vivem na maior miséria e sem nada…

QUE GENTE É ESTA, QUE HERANÇA MALÉVOLA?

E este mundo ocidental que viveu séculos de exploração de outros continentes, ensinou a mesma perfídia e mentira aos seus dirigentes hoje no poder, seja onde for … Durante séculos África foi colonizada, mas agora são os próprios africanos que desprezam, exploram e matam o seu povo?
Este mundo louco e insano tem de cair.
Não faz mal que ele caia DE VEZ E PELA BASE porque já nada o poderá manter. A hipocrisia dos seus Governos e dos seus líderes atingiu as raias do absurdo e SÃO TODOS uns mais repugnantes que outros. Tudo o que se passa neste mundo é paradoxal e atroz.

Sim, já não era sem tempo e o tempo havia de vir em que tudo iria ser desmascarado…
Os grandes escândalos começaram nas grandes instituições com os homens da política a cair do seu pedestal, mas que mesmo assim não têm vergonha na cara, e são reeleitos, voltam ao poder. Só que agora são as economias que caiem e esses grandes homens da política e da finança, tão vangloriados e destacados na empresa e nos media, mostraram a sua verdadeira face e com eles o mundo construído sobre a ambição e o dinheiro. Vemos a Bolsa e a Banca cada dia a cair mais e mais , a afundar-se e aqueles que acreditavam e apostaram nele irão caindo também a curto ou longo prazo…A grande ironia, mas também a grande prova da alienação dos Governos e Estados, é que sejam as pessoas que trabalham, as escravizadas pelo Sistema, ainda a suportar a crise dos ricos, dos muito ricos, dos inúteis que se ficam a rir…mas isto foi o que sempre aconteceu. Não tenhamos ilusões, o mundo nunca foi melhor…apenas estava disfarçados e nós não víamos…

Mas Agora vemos…
O mundo ocidental civilizado a ruir…e não são só os terramotos ou os maremotos, os furacões as cheias e os incêndios aqui e além; a Terra revolta-se porque não suporta mais a mentira e a alienação dos homens. Não suporta mais a violação do mais elementar direito do SER HUMANO, nem a luta cega e desenfreada pelo dinheiro, pelo petróleo, pelo betão; sim, estradas e mais estradas para nenhum lado, carros e mais carros, aviões e viagens aéreas poluentes e caras aos paraísos artificiais como escape…em nome do “desenvolvimento económico”…

ACABEMOS COM ISSO TUDO, COM ESTA GRANDE MENTIRA DO HOMEM CIVILIZADO E VEJAMOS A REALIDADE!

Há terroristas há, há terroristas que matam inocentes e destroem a estabilidade fictícia dos países civilizados ou ricos, mas a diferença entre esses terroristas e os outros mais “civilizados”, os generais e os banqueiros, não é nenhuma excepto o dinheiro…porque se esses matam pelas suas mãos e morrem, os outros não as sujam nem morrem porque têm exércitos onde morrem milhares de jovens inocentes também e durante séculos exploraram e mataram populações igualmente inocentes e deixam ainda hoje morrer à fome milhares de seres humanos.
e QUE ESCÂNDALO UM SAPATO NA CARA PARA O MAIS IRRESPONSÁVEL GOVERNANTE DO MUNDO...e o jornalista que teve essa coragem está preso?

Mas é no berço desta nossa tão apregoada civilização que está mais à vista a queda do Mundo Ocidental e que nenhuma sociedade se pode erguer à custa do sangue e da vida dos outros; tudo está a ruir e em chamas…
É no berço da cultura helénica que começa…os jovens atenienses que já não têm Sócrates para os conduzir – e a ver com o simulacro que por cá temos de nada lhes valeria – pedem que lhes devolvam a vida…pedem que se acabem as mentiras.

Pedem ajuda à Europa, mas a Europa civilizada e filosófica, a Europa “culta” que se valeu de Platão e Aristóteles, e de todos os heróis gregos e romanos já nada pode e já nada há que lhe valha também…Porque o mundo todo foi engolido pelo poder material, pelo poder do dinheiro. O Bezerro de Ouro é o que eles adoraram e agora já não há profetas nem Messias que lhes valham tão pouco…
Não há ninguém para expulsar do Templo os fariseus…eles estão todos no poder há muito tempo. Eles mataram há muito o Filho de Deus…há muito que mataram a Mãe…
Há muito que começaram a destruição da Terra…
É tempo do seu tempo acabar…
rlp
*Citação de Gardel Silveira.

Sem comentários: