"NÃO SOU FEMINISTA, SOU ANTROPOLOGICAMENTE LÚCIDA" Ana Hatherly

domingo, janeiro 04, 2009

A LUZ QUE BRILHA...



«Mas vocês, crianças do espaço, vocês os inquietos em repouso,
vocês não sereis nem capturados nem domados.

Vossa casa não será uma âncora mas um mastro.

Ela não será um véu brilhante que cobre uma ferida, mas uma pálpebra que protege o olho.

Vocês não encolhem vossas asas para poderem atravessar as portas, nem baixareis vossas cabeças para que elas não toquem os tetos, nem temereis de respirar de medo que as paredes não se fendam e caíam.

Vocês não habitarão sepulturas construídas pelos mortos para os vivos.

Mesmo feita com magnificência e esplendor, vossa casa não saberá conter vosso segredo nem alojar vosso desejo.

Pois o que é infinito em vós habita o castelo do céu onde a porta é a bruma da manhã, e onde as janelas são os cânticos e os silêncios da noite.»


Khalil Gibran (« O profeta »)

Sem comentários: