"NÃO SOU FEMINISTA, SOU ANTROPOLOGICAMENTE LÚCIDA" Ana Hatherly

quinta-feira, janeiro 01, 2009

POR FAVOR LEIAM ATÉ AO FIM...


QUE AS MULHERES E AS MÃES ESTEJAM CONSCIENTES DESTA ABERRAÇÃO QUE É : PREVENIR UMA DOENÇA QUE “ACONTECE COM MAIS FREQUÊNCIA NAS MULHERES” E QUE PODE MUITO BEM NÃO ACONTECER…
SE NÓS ESTIVERMOS CONSCIENTES DE QUEM SOMOS E DO NOSSO PODER INTERIOR!
*
MAS PORQUÊ ESTA CEGUEIRA, MESMO NA MULHERES?

PRIMEIRO PELO MEDO QUE LHES É INCUTIDO DA DOENÇA E O MEDO DA MORTE. DEPOIS PORQUE Não é só a justiça que é cega, também a ciência o é. Há porém, muitas fontes e cientistas que não compactuam com a mentira global mesmo perseguidos e alguns mortos…pelos que determinam a “Saúde Mundial” em nome dos seus interesses. SABEMOS que também o Vírus da Sida foi planeado e fabricado em defesa dos brancos e heterossexuais…uma maneira diferente de extermínio dos nazis e quem quiser saber mais que se informe. Por exemplo, segundo o Drº Strecker que demonstrou e divulgou em vídeo, “havia no Haiti uma epidemia de hepatite B numa comunidade gay e todos tinham necessidade de uma vacina contra esta doença. Os agentes da ONU agarraram então no vírus da SIDA, juntaram-lhe a vacina contra a hepatite B e permitiram que este novo produto fosse injectado nos corpos dos pacientes do Haiti…Foi aí que começou a propagação furiosa do vírus, segundo o Drº Strecker” *
*in tome 1" L' ancien secret de la fleur de vie" - Drunvalo Melchizek -ed. ariane
AGORA:

O estado português acedeu gastar 17 milhões de euros para milhares de vacinas gratuitas para prevenir o cancro do colo do útero. Esse medicamento é dado a jovens mulheres dos 13 aos 17 anos.
A mim aterroriza-me esta ofensiva maciça e química contra as mulheres pois pressinto que é uma maneira de controlar o desenvolvimento natural da Mulher.
É espantoso como os Governos em crise e não se preocupando nada com os que trabalham e sofrem, nem com as mulheres evidentemente, que “socorre” os banqueiros e os milionários etc., que espolia os mais pobres que não pagam os impostos, de repente tem tanta generosidade e preocupação com a saúde das mulheres...

COMO DIZ UM COMENTÁRIO À NOTÍCIA DE 2007, MUITO LÚCIDO. IN PÚBLICO

“Quando a esmola é grande o santo desconfia. Eu mesmo que tivesse dinheiro não queria que filha minha tomasse essa vacina. Incomoda-me não saber mais deste novo medicamente e principalmente sobre esta doença. O governo deveria informar-nos mais acerca disto antes de comparticipar.”

Mas os Governos são conviventes com as experiências globais. Eles dizem que querem prevenir uma doença cujas causas ignoram e escamoteiam e que são sem dúvida as situações de stress excessivo pela vida condicionada das mulheres, sujeitas a todo o tipo de pressão ou mesmo repressão, prostituídas, exploradas e manietadas emocional e sexualmente desde tenra idade…
A percentagem das mulheres abusadas, violadas e limitadas pelas circunstâncias da vida, que sofrem de pobreza infame, marginalizadas pela sociedade falocrática, que sofrem de violência doméstica, física e psicológica, são expostas a todas as doenças nomeadamente o cancro e são estes os factores que contribuem em larga escala para as doenças cancerígenas. Sim, estas são as verdadeiras causas do cancro, e isso, os ministros e deputados e os próprios médicos ignoram…e nem querem saber!
Eles obedecem a directrizes de planos de controlo de massas e isso ultrapassa a política e a economia, visando interesses que escapam às pessoas que sofrem na pele as mais macabras experiências do Governo mundial de saúde…
Salvos sejam aqueles que lhes estão sujeitos, todos nós…

Eu sei que isto parece absurdo e paranóico aos olhos dos racionalistas e dos cientistas que se devotam às leis da química e da “ciência” por dinheiro, sem dimensão da alma, mas sinto e sei que não estou enganada e que este é mais um ataque mundial às mulheres com a colaboração dos Governos; é um atentado à Natureza intrínseca da Mulher, é um ataque ao Poder interior da mulher que se desenvolve a partir do útero e dos ovários. E quem manipula esta ciência macabra sabe de antemão os efeitos que pretende…
TANTO PODE SER REDUZIR A POPULAÇÃO DO MUNDO COMO PODE SER ACABAR COM A AMEAÇA DA LIBERDADE DAS MULHERES...
»»»
Programa Nacional de Vacinação
Daniel Rocha/PÚBLICO (Arquivo)

Vacina contra o cancro no colo do útero gratuita já no próximo ano
07.11.2007 - 09h31 Joana Ferreira da Costa

O primeiro-ministro anunciou ontem no Parlamento que a vacina contra o cancro do colo do útero passará a integrar o Plano Nacional de Vacinação (PNV) já no próximo ano, sendo dada gratuitamente nos centros de saúde.
*
Mais vacinas contra o cancro…
Ontem 31 DE DEZ.
JN
"Serão necessários 17 milhões de euros para adquirir mais 400 mil doses de vacinas contra o cancro do colo do útero. A medida destina-se às jovens que fazem 13 anos em 2009 e iniciar a vacinação das que farão 17 anos.
Vão ser adquiridas no próximo ano 400 mil doses de vacinas destinadas a prevenir o cancro do colo do útero. Uma despesa que se estima na ordem dos 17 milhões de euros.
A ministra da Saúde anunciou ontem que o Governo pretende continuar o programa de vacinação contra o vírus do papiloma humano (HPV) iniciado este ano. "Em 2009, vamos vacinar não só as jovens que fazem 13 anos (nascidas em 1996), assim como iniciar as jovens nascidas em 1992, que no próximo ano farão 17 anos".
Ana Jorge defendeu que a actuação do Governo se insere "num programa de luta contra o cancro do colo do útero, através da vacinação dos grupos de jovens em que se considera que a vacina é mais eficaz".

DEIXO-VOS MAIS UM COMENTÁRIO DE ONTEM A ESTA NOTÍCIA DE UMA MULHER DO ALGARVE, FELIZMENTE TAMBÉM MUITO LÚCIDA:

"Não sou médica e nem sequer tenho conhecimentos para discutir este assunto. Mas não deixo de ter direito à minha opinião:
Sim, encham as crianças de vacinas contra tudo; encham-nas também de "leite postiço" desde o dia em que nascem; encham-nas também de hamburgers, batatas fritas, coca cola, bolos, shots, pilula, tabaco, águas e leites com vitaminas e outros adivitivos...e juntamente com estas vacinas...matem as crianças!


Ou então...experimentem a amamentar os bebés, a dar alimentos naturais às crianças, a alertá-las para os perigos dos "alimentos" artificiais, a não as deixar fazer vida nocturna desde a tenra idade...talvez haja mais probabilidades para uma vida mais saudável e SEM as vacinas que enchem tantas carteiras! Cada um tem o que quer e merece."
-

4 comentários:

Eugenie disse...

Minha médica, bem esclarecida, é uma das poucas que se posicionaram contra essa vacinação. AINDA NÃO HÁ COMPROVAÇÃO CINETÍFICA QUE ASSEGURE À MULHER QUE TAL VACINA É SEGURA!!! Ainda que o fosse, é uma doença para a qual existe prevenção. É a velha mania que os homens têm de nos entupir de hormônios, vacinas, contraceptivos emergenciais, e outros disparates para que eles possam se satisfazer sem nenhuma responsabilidade... Eles que se vasectomizem, se vacinem e se intoxiquem em prol de sua própria promiscuidade.

Anónimo disse...

MINHA AMIGA, espero que não se importe que eu tenha publicado os seus comentários, mas achei-os tão importantes!

Um abraço amigo


rleonor

Eugenie disse...

Fique à vontade... Quanto mais divulgarmos nossas idéias, maior nossa chance de atingir alguém que precise delas... Seus textos me ajudam muito também.

Um grande abraço!

Anónimo disse...

Oi Rô perdão a ausência, mas o serviço exigiu-me algum tempo fora da net, entretanto achei muito interessante o seu texto e deu no que refletir!
Amiga essa é o pensamento nefasto desse nosso país relapso no planejamento familiar. No Brasil infelizmente a cultura do promiscuo "feliz" é muito presente. Não sou contra a promiscuidade, porém a felicidade que ela proporciona é momentânea e perniciosa.
Não vejo estrutura familiar como sendo de responsabilidade de uma individualidade. Ninguém faz um filho sozinho!
Cabe aos sexos decidirem suas vidas e elaborá-las! A mulher gera a vida, ela, detém o grande conhecimento do "start" de como a natureza concebe a maravilha de doar no ventre o dom de gerar nossos filhos amados!
Portanto o Estado não deve interferir no dom natural feminino, a sua função é de mero assistente dos anseios masculinos e femininos! E não Deus para decidir o que queremos de planejamento familiar!
Lendo o seu artigo, em minha humilde e despretencisoa opinião, como cidadão e contribuinte o Governo teria por obrigação de evocar um plebiscito a todas as mulheres brasileiras. Assim optar ou não pela vacinação.
Depois é claro de muito debate entre homens e mulheres, pois, a responsabilidade como lhe falei é de ambos, mas, a decisão final ninguém tem o direito de tirar da mulher!
Abraço amiga, perdão se foi muito radical em minha opinião, contudo não sou inquestionável e posso como todo o ser humano cometer erros!
Nelson