terça-feira, fevereiro 10, 2009

DEIXEM-SE DE FINGIR!


NA ESCOLA DOS TIRANOS

“Enquanto sofrerem o seu império, serão irreconhecíveis, presas de uma embriagues diferente de todas as outras. Tudo mudará neles, até o timbre de voz. A ambição é uma droga que faz um demente em potência daquele que se lhe entrega. Esses estigmas, esse ar de fera desvairada, essas linhas inquietas, e como que animadas por um êxtase sórdido, quem não os tiver observado em si próprio nem em outrem permanecerá estranho aos malefícios e aos benefícios do Poder, inferno tónico, síntese de veneno e panaceia.”

Emil Cioran

"Os grandes povos, tendo a iniciativa das suas misérias, podem-nas variar à vontade; os pequenos povos, são reduzidos aquelas que lhes impoêm."
Emile Cioran


DEIXEM-SE DE FINGIR

Deixem-se de fingir de heróis da esquerda,
com bancos e bancas de advogados, redacções,
editoriais, automóvel, bolsas e cátedras,
quintas herdadas, páginas literárias.

Deixem-se de uivar em defesa de ismos
que nenhum vos pertence ou a que pertenceis
a não ser para dançar a dança desnalgada
dos que não têm vergonha do povo português.

O único ismos em consonância com os arrotos
de bem comidos, e rosnidos de instalados
naquilo que criticam disfarçadando-se,
é o relismo - de reles. Nada mais.

J.de Sena

Sem comentários: