terça-feira, fevereiro 10, 2009

ESPANHA SUSPENDEU A VACINA GARDASIL

Hoje li em nota de rodapé numa estação televisiva que a Espanha tinha suspendido a vacina Gardasil contra o cancro do colo do útero...o que me chamou imediatamente à atenção, apesar de ela permanecer apenas em nota de rodapé...

http://saude.hsw.uol.com.br/vacina-contra-o-cancer-de-colo-do-utero2.htm

"Advertências sobre o Gardasil

Se você já viu os comerciais de remédios, sabe que eles sempre terminam com um monte de avisos, que passam tão rápido que mal dá para ler o que está escrito. Bem, aqui estão algumas das advertências a respeito do Gardasil:
O Gardasil pode ajudar a prevenir o câncer de colo do útero, mas não o trata.
Assim como com qualquer vacina, o Gardasil pode não oferecer proteção total para quem tomá-la.
O Gardasil não protege contra todas as formas de HPV.
Alguns dos possíveis efeitos colaterais do Gardasil são febre e dificuldades na respiração.
O Gardasil não previne todos os tipos de câncer de colo do útero.
O Gardasil não substitui os exames ginecológicos regulares."
*
Fiz uma pequena pesquisa e deixo-vos o endereço do site e espero que leiam com atenção e CONTINUEM as vossas buscas, pois é urgente que o Estado Português retire igualmente do mercado esta vacina...
Dizendo isto eu não acredito que tomem essas medidas pois elas não servem de propaganda eleitoral e o Estado e a Ministra da Saúde vai deixar que as nossas raparigas continuem a ser envenenadas para que a propaganda médica continue em alta e o dinheiro gasto não se perca.

A PROPAGANDA MÉDICA:

Há dias eu soube que uma sobrinha ia dar a vacina á filha informada pelas médicas pediatra e de outra especialidade, apesar da menina ter apenas 11 anos...Acho que a avisei a tempo pois os pais da criança fizeram investigação e perceberam o seu erro. A mim foi a minha intuição que logo me alertou e continuo a alertar as mulheres e as mães para a grande ignorância ontológica dos médicos a soldo das grandes farmaceuticas e que se prestam à publicitação e receita de um medicamento a troco de uma caneta ou de um viagem paga, como bons mercenários que são, não se importando nada com a saúde e integridade da Mulher.
Eu fico estarrecida com a insanidade deste mundo de manipulação comercial e a alienação profunda dos médicos e a sua soberana indiferença, olhando o ser humano com desprezo ou alheamento. Só isso permite a sua conivência com este Sistema de "Saúde", diria antes "sistema de morte lenta" e lucrativa para as suas carteiras... a
*
Lote de vacina Gardasil suspenso em Espanha
09.02.2009 - 17h58 Alexandra Campos

O Ministério da Saúde e Consumo espanhol mandou suspender a administração de um lote de Gardasil, a vacina contra o vírus do papiloma humano que provoca o cancro do cólo do útero, depois de detectar dois casos de potenciais efeitos adversos em duas raparigas de Valência, noticia o jornal “El Mundo”.
A Gardasil é a vacina que foi seleccionada pela Direcção-Geral da Saúde para ser administrada às jovens portuguesas, mas a autoridade nacional do medicamento (Infarmed) esclarece que o lote potencialmente afectado não está à venda em Portugal e que não há quaisquer motivos para alarme. Até hoje, o Infarmed não recebeu qualquer notícia de reacção adversa a esta vacina.
As jovens espanholas, ambas com 14 anos, estão internadas no Hospital Clínico de Valência, a primeira desde 4 deste mês e a segunda desde o dia 6, depois de terem apresentado o mesmo tipo de sintomatologia – convulsões e perda de consciência – pouco tempo depois de serem vacinadas. Mas o fabricante, o laboratório Sanofi Pasteur MSD, esclarece que a notificação dos casos não implica uma relação causal com a administração das vacinas. O lote suspenso (NH52670) integra 75.582 doses da vacina que foram distribuídas em Valência, Madrid e Extremadura.
in jornal público

Há imensos casos parecidos na América e no Canadá.
- Desculpem a falta de poesia e de imagens tocantes e belas, mas é urgente!!!
rlp

5 comentários:

Anna Paim disse...

Rosa,coincidentemente encontrei hoje esta postagem :

Nos anos 90, a Organização Mundial de Saúde das Nações Unidas desencadeou uma campanha para vacinar milhões de mulheres na Nicarágua, no México e nas Filipinas, de idades compreendidas entre os 15 e os 45 anos, supostamente contra o tétano, uma doença que pode ser provocada por pisar um prego enferrujado, por exemplo. A vacina não foi administrada a homens ou rapazes, apesar de presumivelmente eles poderem igualmente pisar pregos enferrujados tal como as mulheres.

Perante esta anomalia estranha, o Comité Pró Vida do México, uma organização laica católica romana, ficou desconfiada e mandou testar amostras da vacina. Os testes revelaram que a vacina do tétano que estava a ser administrada pela OMS apenas a mulheres em idade de procriarem, continha gonadotrofina coriónica (HCG) humana, uma hormona natural que, quando combinada com um portador toxóide de tétano estimula anticorpos tornando a mulher incapaz de manter uma gravidez. Nenhuma das mulheres vacinadas foi informada disso.

Soube-se mais tarde que a Fundação Rockefeller em conjunto com o Conselho da População de Rockefeller, o Banco Mundial (anfitrião do CGIAR) e os Institutos Nacionais de Saúde dos EU, tinham estado todos envolvidos num projecto que durou 20 anos, iniciado em 1972, para desenvolver a escondida vacina de aborto com um portador de tétano para a OMS. Mais ainda, o governo da Noruega, o anfitrião da Caverna de Sementes do Fim do Mundo Svalbard, doou 41 milhões de dólares para desenvolver a vacina especial abortiva do tétano....

vale a pena conferir o texto na íntegra
http://www.monicacamacho.com/blog/blog.php?bid=124

Penso que há mais coisas do que se possa imaginar por tráz destas vacinações contra o cancro...

abraços

Anónimo disse...

Obrigada Anna. É horrível pensar que os governos mundias da sombra trabalham na destruição da mulher e do mundo para benefício próprio...

um abraço

rleonor

Raquel disse...

Não existem, à data, quaisquer razões ou evidências que justifiquem a suspensão da vacinação, reforçando-se a recomendação de administrar a vacina HPV, Gardasil®, de acordo com as orientações do Programa Nacional de Vacinação.

Quanto às duas reacções adversas graves notificadas em Espanha, já foram diagnosticadas etiologias possivelmente associadas àqueles episódios, não havendo indícios, até agora, de relação de causalidade com a administração da vacina HPV.

Fico triste por se dar ao trabalho de fazer um blog que só diz meias verdades... só diz que não protege contra todos os tipos de papiloma mas não diz que protege contra os que têm maior prevalência!! Falar mal daquilo que os outros fazem é o mais fácil que existe!! parabéns continue assim!
Já agora, essas teorias da conspiração davam para fazer um livro!

Pamela disse...

Estive para tomar a vacina e nao tomei justamente por esses motivos ai mencionado.
Hoje,um ano depois descobri que tenho HPV um dos virus que muito possivelmente poderia ter sido evitado se eu tivesse tomado.
Não ha o que discutir sobe isso.

Ana Nazaré disse...

Bom, eu particularmente, não acredito nas teorias da conspiração para vacinas. Eu acho só que temos uma medicina que se atenta em curar, ao invés de prevenir..Mas pra prevenir de fato, precisamos de mais qualidade de vida, menos cimento, mais verde ..menos horas de trânsito , mais caminhada..Mas qual é a indústria farmacêutica que vai se interessar por isso né? Só me desaponta os médicos e médicas de hoje em dia...Acho que médicos(as) deveriam ser os primeiros a levantar a bandeira do ativismo social...