terça-feira, fevereiro 24, 2009

Gosto das Mulheres Que Envelhecem


Gosto das mulheres que envelhecem,
Com a pressa das suas rugas, os cabelos
Caídos pelos ombros negros do vestido,
O olhar que se perde na tristeza dos reposteiros.
Essas mulheres sentam-se
Nos cantos das salas, olham para fora,
Para o átrio que não vejo, de onde estou,
Embora adivinhe aí a presença de outras mulheres,

Sentadas em bancos
De madeira, folheando revistas baratas.

As mulheres que envelhecem
Sentem que as olho, que admiro os seus gestos lentos,

Que amo o trabalho subterrâneo
Do tempo nos seus seios.

Por isso esperam
Que o dia corra nesta sala sem luz,
Evitam sair para a rua, e dizem baixo,
Por vezes, essa elegia que só os seus lábios
Podem cantar.


nuno judice

2 comentários:

Anónimo disse...

Não tenho medo de envelhecer...
não quero e ficar careta, carente, patriarcal... é diferente...
Quero envelhecer sim, mas cada vez mais solta da língua e de mim mesma, mais bacante e mais baubo do que nunca...
Quero envelhecer aprofundando as mudanças nas quais iniciei junto de mulheres naravilhosas como vc,
fazendo a ponte para as novas gerações, passando a tocha... não deixando esse fogo apagar até que o mater muundi reine e a Deusa esteja de volta em todos os altares...

O envelhecer era mais no sentido de voltar atrás, andar pra trás,
ficar ressentida, inibida, disfarçada...

Beijos... de longe pra não passar conjuntivite

Nana

Luciana Onofre disse...

Olá!
Tomei a liberdade de linkar seu blog no meu:

http://sementeperegrina.blogspot.com/

Um abraço,

Luciana Onofre