segunda-feira, março 30, 2009

Há dias assim...

POST-SCRIPTUM:
*
Eu sei que por vezes pareço ou sou radical demais...e tomo posições extremadas, mas a mente precisa de um impacto para não nos iludir nem convencer que só um dos lados da vida é a verdade...

Tudo tem dois lados e o ser humano também. Contudo não suporto a idea de os muito bons de um lado e os muito maus do outro...

E a minha tendência pendular...puxar para o lado oposto quando me puxam para um dos extremos e tenho muita dificuldade com a mentira velada e o disfarce...com o convencimento de alguns e as certezas de outros.
Eu creio nas possibilidades infinitas do Conhecimento e do Comos, mas duvido das certezas categóricas dos peudo-iluminados...
Há sempre os que são verdadeiros e os que falseiam. É dos oportunistas que falo, dos que se aproveitam dos incautos e não das pessoas sérias que se dedicam de corpo e alma...Porque são os aproveitdores que fazem desacreditar dos verdadeiros...e a confusão é tal que tomamos "gato por lebre...

Continuo a crer que a verdade tal como a virtude está no meio e não em nenhum dos exremos!

E não gosto nada quando me dizem que tenho de olhar só para um lado...para o lado bom das coisas!

rlp

Há dias em que não me apetece escrever nada, nem abrir a página sequer...


“É que o problema da nossa incapacidade de amarmos verdadeira e plenamente, do nosso medo de aceitarmos o amor e tolerarmos a proximidade de outra pessoa (embora pensemos querê-la), está indivisivelmente associado ao problema da nossa dependência de falsos deuses e da de salvação.
(…)
Todos nós queremos amor. Mas, na realidade, muitos de nós lidam consigo e com os outros de uma forma desamorosa. Outros pelo contrário, rejeitam essa necessidade e, na medida em que esta se torna fatal para o indivíduo, tais pessoas colocam a todos nós em perigo. Não nos deixam em paz. Provocam desassossego para se libertarem do desespero da sua situação.”*


* Falsos Deuses - de Arno Gruen