"NÃO SOU FEMINISTA, SOU ANTROPOLOGICAMENTE LÚCIDA" Ana Hatherly

segunda-feira, abril 27, 2009

OS VÍRUS E AS PANDEMIAS...


“Vocês JÁ tiveram muitas fases históricas de grande violência. O aumento actual é causado pelos Media. Os humanos têm conhecimento de muitos aspectos da violência, mas nem sempre os experimentam pessoalmente. Isto está criando uma grande distorção, porque:

1º) A violência só é relevante para o indivíduo que a experimenta;

2º) Centenas de milhões de pessoas, vendo e ouvindo a respeito de violência global através dos Média, distorcem terrivelmente o seu significado real. Lembrem-se de que, durante um acontecimento traumático, as pessoas que assistem geralmente sentem mais medo do que aquelas que o estão vivenciando.
Antes do advento da televisão e da comunicação de massas vocês raramente experienciavam a violência; agora vocês assistem a ela todos os dias
.

(…)
Devido à violência que aparece nos Média, muitos de vocês estão a ser levados a temer cataclismos. Esses temores duram mais do que qualquer cataclismo real que possa vir a acontecer, porque não os matam. É como se costuma dizer: o melhor (ou pior) da festa é ficar à espera dela.”

In A Agenda Pleiadiana – Barbara Hande Clow

Quem ganha com o sofrimento e o medo da humanidade?

Quem diz a violência diz toda a espécie de medos desencadeados intencionalmente pelo poder de controlo através dos Médias – tanto pode pode ser o gov. mundial de saúde, como as grandes farmacêuticas, ou os mais variados sistemas de manipulação, as grandes máfias das armas, as organizações dos governos, todos os que servem os que têm o domínio das grandes riquezas, as famílias mais poderosas do Planeta e que usam e dominam os Médias diariamente para atemorizar, senão mesmo para aterrorizar e criar o caos emocional e psicológico das populações a fim de as manter no seu controlo.

E agora, tal como no caso da epidemia da gripe das aves, que dominou os canais televisivos durante meses e pouco ou nada aconteceu, suspeito que a divulgação maciça, bombardeada em todos os noticiários, da pandemia da gripe suína seja um caso parecido e que para além de apenas criar o medo da doença serve para as pessoas irem comprar o medicamento que vai ser fabricado ou venderem-se os medicamentos já existentes. O que é anormal é que sejam dadas de hora a hora notícias iguais e imagens repetidas, em nome da informação, sem criar o pânico…pois desta forma não me parece que sirva para sossegar ou manter calmas as pessoas…
Será apenas para impedir os turistas de visitar o México? Onde 20 milhões de pessoas, uma das cidades mais populosas do Globo e com mais pobres no mundo, estão já sem água potável nem recursos humanos?

Talvez o vírus tenha sido fabricado para criar o antídoto pelos grandes “beneméritos” da Humanidade…

QUEM SABE?

2 comentários:

anfibia disse...

querida rosa,
aqui no brasil, a divulgação da violência na maior parte das vezes vem seguida de uma apologia às religiões como salvação moral para o mundo caótico.
não é à toa que as religiões estão em franca expansão aqui, incluindo-se a versão renovada do cristianismo, mais parecida com os evangélicos.
infelizmente a violência e a religião servem ao mesmo objetivo: manter a obediência e a mansidão das pessoas.

Anónimo disse...

Pois é. É incrível como eles fazem essas manobras para manipular as populações, mas acho que como lhe digo, são sempre as mulheres a sofrer maior influência.

sei-a presente e obrigada pela sua atenção...
um abraço
rleonor