"NÃO SOU FEMINISTA, SOU ANTROPOLOGICAMENTE LÚCIDA" Ana Hatherly

terça-feira, abril 14, 2009

A SUA FACE VERDADEIRA E OCULTA...



E só agora vejo que a rosa era a sua anunciadora, a que vinha antes, a ocultas, consigo ligada.
Ela vinha este e aquele dia, aparecendo-me em formas diversas, no sonho (que dizia: o mundo é construído como uma rosa – camadas e camadas que é preciso atravessar para chegar ao seu centro, que será o centro de dentro e o de fora); na praça romana surgiu como uma rosa verdadeira, atravessada pétala a pétala, até ao fundo; ou então reduzida ao seu único centro, coração de tudo, o fim, a ponte de passagem entre terra e céu. E então, só depois, nos anos seguintes, veio a Virgem, seu ser enfim revelado, aquele que antes tinha aparecido em símbolo, em imagem viva. Agora ela vem, três vezes, em três vindas sempre diversas e novas: do centro da Terra, brotando das suas entranhas, por um momento abertas, em altas e espiraladas chamas de fogo branco; aparecida súbita no meu quarto, ao meu lado, rodeada o meu ser que ele mesmo rodeava; de noite, em assunção no prado verde das árvores, em torres rendadas subindo para o céu: e eu nelas subindo.
Mas primeiro fui a sua flor, como sua face verdadeira e oculta. Face que a revelava e anunciava, em imagem transporta. Para mais tarde ser decifrada.


(17-VI-1967)
In A FORÇA DO MUNDO
DALILA PEREIRA DA COSTA

3 comentários:

NEANDERTHAL disse...

tripamos por demais e nos esquecemos da nossa origem NEANDERTHAL.
Afinal, apenas passaram 30 anos.

NEANDERTHAL disse...

uma mulher NEANDERTHAL anónima está a provocar-me. Isto é inadmissível em blog de tal monta!

Anónimo disse...

NÃO me sinto responsável por ela...

Quanto à nossa Origem remota que remonta há biliões de anos, não me lembro senão desta triste história vivida aqui entre seres que esqueceram essa origem diviana? e se tornaram tão só animais perigosos...predadores, egoistas, ignorantes, raivosos; esta é a espécie humana, mais "primária" que os animais selvagens...muito mais "humanos" e amorosos, porque muito mais verdadeiros...eles não precisam mentir nem disfarçar nada. são o que são e mais nada. Nós humanos estamos sempre a inventar uma importância que não temos. E somos doentes, eles não...
rleonor