quinta-feira, outubro 01, 2009

A ALMA SECRETA


"Não é na nossa cabeça ou nos nossos corpos que nos devemos unir, mas nos nossos corações... A Humanidade... está edificada no seu cérebro no que os nossos olhos abarcam. Pode não ser amanhã, nem por meio da lógica ou do aprofundamento da biologia, mas do movimento dos dois juntos, que ela vai encontrar o seu coração, numa totalidade sem a qual o final do seu poder de unificação jamais pode ser alcançado’? "

Pierre Teilhard de Chardin

"A verdadeira alma secreta em nós é uma chama nascida de dentro do Divino e, habitante luminoso da Ignorância, cresce nela até que seja capaz de voltá-la em direcção ao Conhecimento. Esta velada entidade psíquica é o Testemunho e Controlo encobertos, O Guia escondido, o 'Daimon' de Sócrates, a luz interior e voz interior do místico. É ela que persiste e é imperecível em nós de nascimento a nascimento, não tocada por morte, decadência ou corrupção, uma fagulha indestrutível do Divino."

(Sri Aurobindo, Revista Ananda, Caderno Especial II, abril de 1974, página 11.)

*

UMA CLARIFICAÇÃO DE PROPÓSITO...


Tenho postado textos de cariz metafísico ou espiritual, uns de filósofos, outros canalizados, outros inspirados não sei por que fontes, achem como quiserem, mas todos textos sobre a realidade do SER HUMANO para lá desta realidade quotidiana em que nos debatemos nos nossos conflitos e perplexidades…nos nossos sonhos e ilusões, crenças e idealismos, se é que ainda os temos.

Andamos obcecados nas nossas lutas pessoas, a gerir o desespero e o desemprego ou a carência e o medo da gripe, nas nossas lutas políticas ou religiosas, entre esta realidade de superfície de um mundo físico, mental e psicologicamente insano, cheio de dores e doenças, de paranóias e anunciadas pandemias, em que o emocional anda à deriva na busca de um centro que normalmente passa pelo amor (ou ódio?) de outra pessoa…e apesar das desilusões e sofrimentos incríveis, decepções e dramas, nós continuamos a acreditar que um amor nos vai salvar…

Seja o amor de alguém especial que finalmente vai chegar, a tal alma gémea ou então uma nova revelação de um verdadeiro Deus…um Novo Mestre vivo ou um líder carismático que governo o Mundo com bondade…

Nós acreditamos em tudo menos em nós individualmente…Ainda conseguimos acreditar em “nós” porque “o nós” não existe nem nunca existiu ao cimo do planeta, é só mais um ilusão que nos foi permitida; na verdade no “nós”, nós não existimos individualmente e isso não ameaça as forças de controlo dos Sistemas.

Enquanto acreditássemos no “nós” ou em um deus qualquer (sistemas comunistas ou fachistas, sistemas religiosos totalitários) tudo estaria sob controlo.

Foi assim que nos ensinaram, num ou noutro sistema…foi assim que nos moldaram, foi assim que nos formataram, foi assim que fomos manipulados por professores tão inconscientes como nós, por médicos tão alienados como nós, por políticos tão ignorantes como nós e líderes mais ou menos conscientes do “propósito” de alienar as populações ao serviço da alta finança e industria militar. De tal modo fomos alienados que ninguém ousa há muito pensar por si próprio…a arriscar a sua verdade, a dizer o que sente, e não faz mais do que seguir quem tem voz “alta” ou quem fala do púlpito; tudo menos a aceitar a sua voz interior, a ouvir os ecos de um conhecimento interior que se radica no mais recôndito do nosso ser…e que é o conhecimento do nosso coração. Ouvimos tudo menos o nosso coração…e estamos a ser totalmente bombardeados pelos meios de comunicação com uma realidade cada vez mais formatada e falsificada que serve exclusivamente os interesses dos grandes poderes, exemplo máfias medicais e farmacêuticas, militares e bancárias etc.

É claro que há uma Razão…é a razão da razão pura que dominou milénios…que julga que tudo sabe e que tudo controla, que nega o sentimento, mas não é essa a verdade de hoje. Essa é a forma como fomos desinformados, deseducados pela cultura patriarcal, pela civilização “ariana”…a civilização da Espada contra o Cálice. A civilização daqueles que destruíram as sociedades evoluídas e pacíficas antes da nossa Era. Aqueles que começaram a escravizar primeiro as mulheres e depois os homens ou os matavam quando os roubavam e venciam nas suas incursões guerreiras de devastação e medo a que chamavam “conquistas” ou “descobrimentos”. A nossa cultura e a “nossa” história é toda ainda feita desses resquícios bárbaros e cujos costumes se mantêm de forma acentuada, ficando para as chefias militares e para as invasões e as guerras o verdadeiro espírito de restrição e morte.

Hitler ameaçou o mundo e fez barbaridades tão grandes como outros paranóicos da história dos homens, os fundadores de Impérios, hoje heróis, mas era óbvio para quem quisesse ver apesar de a cegueira dominar todo um país… A Alemanha estava anestesiada pelo sonho de um Império, inebriada pelo seu EGO nacionalista…e não quis ver os massacras dos judeus, nem o atentado às liberdades fundamentais das minorias…Mas esse fantasma do mundo velho está aí de novo de forças renovadas a juntar todos os argumentos e material bélico e “científico” para dominar de novo o mundo de forma global, desta vez um Governo Mundial que já governa na sombra.

Ele ataca em todas as frentes porque pressente que o seu fim está próximo e o seu poder das trevas deixará de dominara a Humanidade Mulher-Homem…

Mas eis que surge (o Andrógino Celestial) o Novo Ser unificado no corpo na alma e no espírito, um novo ser que já não é macho nem fêmea, activados os dois lados do cérebro, feminino e masculino integrados, em plena função da sua verdadeira Humanidade que é unir o a terra e o céu, humanidade fundamentada no sentido do SER CONSCIENTE DE SI MESMO, da sua alma e não já do seu ego e assim já não o domina o desejo e a posse, mas a vontade de uma humanidade fundada na partilha e não no roubo, uma humanidade fundada na no respeito do outro, na paz e não na Guerra.

Escrevo imbuída desse sentido e não de nenhum outro. Sei que cabe à Mulher um papel fundamental – por isso a tónica no Feminino Sagrado como emergência dos novos tempos, e que por isso mesmo lhe cabe a ela igualmente dirigir a nova humanidade, mas o papel dos grandes visionários, dos homens e mulheres sábios, das grandes almas livres, dos grandes poetas e escritores que lutaram pelo sonho de uma Humanidade justa e livre de jugo, tiveram e têm igualmente um papel imenso…aqui e na minha vida pessoal cujo sentido único é servir a Diesse… ou seja, a matriz da criação, o princípio criador feminino…

rlp


"Nas mudanças humanas e terrestres que nos rodeiam, e nas mudanças incríveis que estão prestes a espalhar-se pela nossa vida quotidiana, se estiver a viver no seu coração, a Mãe Terra tomará conta de si com o seu amor suave e mágico, o mesmo amor mágico que criou este planeta físico.

Lembre-se de quem realmente é, confie em si, e abra os olhos para a nova beleza de uma nova Terra que se desvenda diante da sua pessoa enquanto respira. Deixe a escuridão para trás e a destruição do final deste velho ciclo masculino. Não olhe nos olhos de Kali. Tome atenção à vida que floresce e à luz no centro do vórtex.

(…)

Agora olhe para Luz e respire profundamente a alegria da vida. A vida eterna sem sofrimento foi sempre sua. Nunca esteve separado da Fonte.

Viva a sua vida sem medo."

*

In SERPENTE DE LUZ

O Movimento da kundaline da Terra e a ascenção da Luz Feminina

De Drunvalo Melchizedeke


Sem comentários: