"NÃO SOU FEMINISTA, SOU ANTROPOLOGICAMENTE LÚCIDA" Ana Hatherly

segunda-feira, novembro 09, 2009

UMA MULHER LUCIDA...


Rótulos e estereótipos cercam as mulheres em geral e as feministas em particular dentro desse mundo misógino e sexista... As mulheres em sí ou são santas ou putas, as feministas são as feias, machas lésbicas, embrutecidas e mal amadas.

Todas as feministas que conheço possuem um coração pulsando, sejam hetero, lésbicas, bi ou celibátarias. Lésbicas incomodam os homens porque ousam não querer o sexo com um homem. As feministas são odiadas porque ousam não querer ser um arremedo de mulher dentro do patriarcado criado e sustentado pelos homens, aquela mulher dividida e estigmatizada tão cara aos machos nos seus papéis designados por eles: a santa ou a puta!

Tenho uma profunda empatia com todas as mulheres, sejam elas o que forem, mesmo aquelas que se renderam ao patriarcado, porque todos tentamos sobreviver neste mundo do jeito que podemos. E as turbinadas, as feministas, as pagãs, as cristãs, as atéias, as comunistas, as conservadoras, as protitutas também. Mesmo, que ás vezes em lados opostos somos todas sobreviventes neste mundo que nos odeia, o mundo patriarcalista que ainda acha que nós não precisamos de nada, por que já conquistamos tudo ou reclamamos de barriga cheia.

Eu entendo que o feminismo é um movimento social e político de emancipação das mulheres do jugo do patriarcado e nele se encontram pagãs, como eu, cristãs, atéias e de todas as vertentes religiosas e políticas. Queremos a igualdade sim, mas a igualdade de direitos e de oportunidades e não a igualdade com os homens, porque sabemos que somos diferentes. Não queremos ser como eles, não queremos é ser discriminadas por nossa condição de diferentes.

Sim as mulheres precisam se emancipar do patriarcalismo, da violência e discriminação cotidiana sustentada pelos governos, pelas religiões, pelas sociedades.

Basta um olhar nas sociedades onde o movimento das mulheres não tem muita penetração pra perceber a situação lamentável em que se encontram e nós ocidentais que temos conquistado alguns direitos, e pelo estigma e aversão que se nutre pelo feminismo,acham que nos foram concedidos, quando na verdade foram muito e arduamente conquistados pelas lutas feministas.

Simone de Beauvoir, Gloria Steinem, Rose Marie Muraro e etc., são feministas e todas lutam e lutaram com seu coração pela causa das mulheres.

Este texto que postei, é de uma feminista da chamada segunda onda do feminismo. Eu postei aqui, para comprovar que feministas e pagãs estão mais próximas do que imaginam naquilo que pregam e querem.

AnonimA
**********
OBRIGADA PELO SEU GRANDE PRÉSTIMO. PARTILHO CONSIGO DESSA PROFUNDA EMPATIA COM TODAS AS MULHERES! AGRADEÇO-LHE DO FUNDO DO CORAÇÃO A SUA PARTICIPAÇÃO NESTA PÁGINA!
RLP

2 comentários:

Anónimo disse...

Eu é que agradeço por ter encontrado o seu blog, o seu espaço feminino e do sagrado feminino dentro do mundo virtual. Adoro ler os seus textos e aprendo muito com o que vc escreve e tb com as mulheres que compartilham desse espaço.
Obrigada.
Anônima

Rosa Leonor disse...

Espero que mantenhamos esta sintonia e a partilhar pontos de vista que se complementem...

um enorme e empático abraço

rosa leonor