"NÃO SOU FEMINISTA, SOU ANTROPOLOGICAMENTE LÚCIDA" Ana Hatherly

sexta-feira, dezembro 18, 2009

O MUNDO É AQUILO QUE ACREDITAMOS


Atenção onde pomos a nossa atenção…
(e no que acreditamos como verdade...)

“Desde há décadas que "os media" corrompidos e sob controlo influenciam a atenção das massas narrando em sincronia, a ideia de um caos ordenado, cenarizado, em que montam as cenas com o fim de vos provocar a maior confusão mental e o esgotamento da vontade.


As sempre eternas reportagens sobre os acontecimentos traumatizantes ou sobre catástrofes, repetidas até à náusea,
e cujas imagens de desespero e esvaziamento se incrustam no cérebro dos espectadores, engendrando uma ansiedade extrema; eles constituem, na verdade, uma forma de guerra psicológica. Os que manipulam "os media" alteram os factos, jogam com meias verdades, usam artifícios e mentiras para instilar nas pessoas o desespero e fazê-las sentir que toda a acção é fútil. Eis o que passa por “informação”: ela pode dirigir toda a vossa vida.

A atenção de milhares de pessoas focalizada nas mesmas palavras, nas mesmas imagens e nas mesmas descrições geram uma energia enorme, engendrando uma forma-pensamento gigantesca. As formas-pensamento são esquemas que contêm informação susceptível de se concretizar, de tomar uma forma real. "A média" capta a vossa atenção, para depois programam a vossa imaginação. De um só golpe eles anulam definitivamente o vosso poder criativo único, capaz de manifestar a vossa própria realidade.
Aliás eles conseguem abolir a vossa vontade de se conhecerem.

Condicionando-vos a acreditar que tudo o que tem necessidade de saber se encontra no universo mágico das caixas electrónicas, com as suas informações e os seus divertimentos. Assim, o
jornal de notícias aparece sempre no sentido de vos informar acerca de uma guerra incessante, seguindo-se um sentimento de desespero e de impotência. O vosso poder é assim paralisado porque vocês são persuadidos de que a única realidade é aquela que eles descrevem e prescrevem por detrás da caixinha da televisão. "

Isso impede-os de ver que
"De facto, a realidade é produzida por cada um de vós sem excepção, e aqueles que querem dominar o mundo esconderam muito bem esse segredo de vós."


Impede-os de ver que: "A vossa imaginação é uma ferramenta muito válida, capaz de desenvolver a vossa atenção e de a aplicar àquilo que querem criar. Através da imaginação todos os pensamentos são reais.”


Energias e frequências
A Sabedoria das Plêiades - Barbara Marciniak

2 comentários:

Gaia Lil disse...

Que a Grande Mãe fonte de toda a sabedoria nos guie nestes tempos obscuros que se seguem...Mas (dizem) os proximos anos serão da Imperatriz, da Grande Mulher e da Deusa, espero que criemos uma nova realidade baseada na inteireza e na verdade em sua essência, na justiça do coração, na justiça de Maat.Ah por falar nisso ( eu sou curiosa) qual seu signo egipcio Rosa?


Abraços

Rosa Leonor disse...

Penso que sim, pois mais do que nunca precisamos da justiça e da verdade de Maat, a minha deusa preferida...
Penso que essa nova realidade virá devagar, mas virá...

obriga pela sua fé!

um abraço
rosa leonor