"NÃO SOU FEMINISTA, SOU ANTROPOLOGICAMENTE LÚCIDA" Ana Hatherly

quinta-feira, dezembro 10, 2009

O NOVO MUNDO


“Então, o Novo Mundo, consiste em desenraizar o Sistema de dentro de nós. E finalmente o Sistema que tem raízes até no código genético e no fundo de cada célula, porque nós somos os filhos do pai que era o filho dos antepassados dos nossos pais que eram…toda a santa igreja e todo o seu Santo Horror. Tu compreendes a dimensão da Batalha?"
(...)
La Vie Sans Mort – Saprem – Luc Venet


"Este mundo de insinceridade que existe dentro de nós, é uma coisa assustadora – nas nossas células, nas…oh! …"


Mère


"Nos pálidos confins onde a Matéria e a Vida se reencontram…

um sinistro mundo pigmeu…

Onde essa maldito feitiço tem a sua origem"


Sri Aurobindo


Sem comentários: