terça-feira, fevereiro 23, 2010

AVÉ MARIA

 



O CHAKRA DO CORAÇÃO


"É já no próximo dia 24, às 00.00h (hora em Portugal) que, em todo o mundo, uma enorme corrente de Amor é posta em marcha para que o Chakra do Coração dos Homens se abra ao Perdão, à Verdade, à Compaixão e a todos os valores que irradiam da Consciência fundada na Luz.


Admito que, embora todos nós partilhemos a vontade de assistir à Vitória do Amor, ainda existam fracturas e divergências sobre como deve ser alcançada essa derradeira etapa da Evolução da Consciência Humana. Este é também um caminho a trilhar por todos nós – a unificação, a Unidade.

Mas a verdade é que, cada um de nós tem, antes de mais, o seu próprio caminho a percorrer. A caminhada da Família Humana é maior do que a soma dos nossos percursos individuais, mas é deles que ela é feita. Podemos falar línguas diferentes, podemos guiar-nos por símbolos distintos, podemos até situar-nos em alegadas correntes divergentes. Não importa. Cada caminho é um caminho e não existem caminhos melhores ou piores – só existem caminhos, assim como existem rios… Todos desaguam no Grande Oceano.

É por isso que, independentemente dos nossos percursos, das nossas escolhas e até das nossas crenças, prevalece a intenção. É a intenção que põe em marcha uma acção. Mesmo de olhos fechados, mesmo na quietude do nosso sono, mesmo ausente de qualquer cerimónia ou ritual, podemos entregar a nossa de intenção de Amor à corrente que energia que há-de juntar-se ao fluxo de cura e despertar da Consciência, pelo qual todos nós temos trabalhado. É pela força da intenção e pela pureza depositada nela que, anonimamente, todos nós agimos enquanto tecelões da Luz e do Amor.

Só a força de um coração pode abrir outro coração. E basta colocar em marcha essa intenção de Amor…

Enviaremos a cerimónia traduzida a quem o solicitar.

Por ser uma Quarta-feira e a partir de agora em diante, às 21.00h, estaremos unidos em Sintonia Saint Germain que se encontra em destaque na página principal de Ventos de Lys. Se desejar participar nesta corrente da Chama Violeta todas as Quartas-feiras escreva-nos a solicitar o envio dos Decretos e respectivas instruções.

Ao serviço com amor e por amor"

Eu Sou Lys

lys@ventosdelys.com

3 comentários:

Luíza Frazão disse...

Questão que me perturba o espírito ultimamente: por que não está o livro LA FEMME CELTE, de Jean Marckale traduzido para a língua portuguesa? Alguém saberá responder?

Trata-se duma obra lindíssima, duma importância crucial... de que nós, grandemente influenciados pela cultura celta, ainda por cima, estamos injustamente privadas/os.

Abraço,
Luíza

Rosa Leonor disse...

Pois é Luiza, porque será? Também achei um dos livros mais esclarecedor de tudo o que nos foi oculto...e continua a ser! De Jean Markale editados cá, só livros sobre o rei artur...
Há um outro livro dele, Melusine ou L'Androgine, também muito importante sobre as nossas memórias celtas.
Uma sociedade católica, masculina e consumista não tem interesse em traduzir e publicar livros semelhantes.
Um grande abraço

rosa leonor

Rogério Maciel disse...

Julgo que falam , mas em desconhecimento da Riquíssima Tradição Portuguêsa do Sagrado Feminino ,Memória plêna da Espiritualidade de Pôrto-do-Graal , ancestral e anteriôr ao mito "celta" a qual tem sido (como muitas outras coisas que dão Côrpo e Existência Real a Portugal ...a Gente Sabe porquê , e por quem ...Os que querem destruir , eliminar , apagar Portugal do Mapa do Coração do Mundo ...) ESCONDIDA , destruída até... o celtismo é algo muito mal explicado ...recentes análises genéticas dizem que , ao invés do mito contado , a história oficial mentirosa , não somos nós Portugu~eses e Hispânicos que devêmos procurar raízes nos "celtas" das Ilhas , mas que são os Irlandêses ,Escocêses e Galêses que o devem fazêr aqui , na Sagrada Península ... as histórias míticas "celtas" que êles têm , são afinal , originárias da Sagrada e Ancestral Hispânia .


É MUITA PÊNA QUE ESQUEÇAMOS A NOSSA RIQUÍSSIMA TRADIÇÃO ...


Mas voltando á Rica Tradição Lusa do Sagrado Feminino :

http://cvc.instituto-camoes.pt/literatura/bernardim.htm

«Bernardim Ribeiro e a Menina e Moça

Menina e Moça, romance de Bernardim Ribeiro, editado por três vezes no séc. XVI: 1554 (Ferrara, com o título História de Menina e Moça), 1557-58 (Évora, com o título Saudades) e 1559 (Colónia, a partir da 1.ª edição), incluindo a 2.ª edição um prolongamento, que se costuma aceitar como sendo do autor, até ao cap. XXIV.

O texto representa uma convergência de tópicos ficcionais, quer no plano da história literária (agregando ingredientes da novela de cavalaria, do romance pastoril e da novela sentimental), quer no plano do conteúdo (pela conversão a um lugar de encontro, feminino e lamentoso, da Menina - que inicia o livro com um monólogo de evocação de deslocação e de mudança de vida - com uma Senhora, com a qual discute histórias de amores infelizes, que se intercalam na acção central da ficção).

Lugar e mudança convertem-se em pólos de uma comum nostalgia amorosa e do fatalismo do sofrimento, que fazem das histórias intercaladas, ex. Aónia e Bimuarder, Arima e Avalor, desdobramentos insistentes de uma mesma e infinita dor de constantes desencontros amorosos. Amor, natureza, mudança e distância são as constantes semânticas deste livro, o primeiro na literatura portuguesa a desprender-se relativamente das convenções da ficção coeva para assumir o estatuto de narrativa feminina da solidão e da saudade, e de texto de análise incisiva e minuciosa do sentimento amoroso, na sua faceta de consagração dedicada e dolorida. »

http://www.gutenberg.org/files/27725/27725-h/27725-h.htm

Do original : «Em que a donzela começa a sua historia

Menina e moça, me levaram de casa de meu pae para longes terras. Qual fosse então a causa d'aquela minha levada,—era eu pequena,—não na soube. Agora, não lhe ponho outra, senão que já então, parece, havia de ser o que depois foi.

Vivi ali tanto tempo, quanto foi necessario para não poder viver em outra parte.
... »


http://cvc.instituto-camoes.pt/conhecer/biblioteca-digital-camoes/doc_details.html?aut=106



https://www.google.com/webhp?sourceid=chrome-
instant&ix=sea&ie=UTF-8&ion=1#q=As+Mouras+encantadas+
%2C+as+Serpentes++e+a+Tradi%C3%A7%C3%A3o+
de+Portugal&hl=en&prmd=imvns&ei=mtd6T9PWC8_
48QPKy_mxCA&start=0&sa=N&bav=on.2,or.r_g


AS LENDAS ANCESTRAIS PORTUGUÊSAS das MOURAS/MOIRAS ENCANTADAS

http://lendasdamouraencantada.blogspot.pt/

http://www.lendarium.org/new_category/16/?page=2

http://ocastelodeochusbochus.blogspot.pt/2011_06_01_
archive.html

QUIZ APÊNAS CONTRIBUIR PARA QUE NÃO NOS LAMENTÊMOS DO QUE NÃO EXISTE ( A TAL TRADUCÇÃO), MAS REJUBILÊMOS COM O QUE SÔMOS E TÊMOS : UMA VASTA E RIQWUÍSSIMA TRADIÇÃO DO SAGRADO FEMININO em PORTUGAL , HERANÇA DIRECTA da ATLÂNTIDA da QUAL SOMOS DESCENDENTES e FIEIS DEPOSITÁRIOS(AS).