"NÃO SOU FEMINISTA, SOU ANTROPOLOGICAMENTE LÚCIDA" Ana Hatherly

domingo, março 14, 2010

O DESPERTAR DE UMA NOVA CONSCIÊNCIA


"Os seres humanos sofreram mais nas mãos uns dos outros do que em decorrência de desastres naturais. Em 1914, a mente humana altamente inteligente inventou não só o motor de combustão interna como também bombas, metralhadoras, submarinos, lança-chamas e gases venenosos. A inteligência à serviço da loucura! Nas trincheiras estáticas da guerra na França e na Bélgica, milhões de homens pereceram para ganhar alguns poucos kilometros de lama.
No fim do século XX, o número de pessoas mortas violentamente pela mão de outras chegou a mais de 100 milhões. Essa mortes foram causadas não apenas por guerras entre países, mas também pelo extermínio em massa e o genocídio, com a execução de 20 milhões de “inimigos de classe”, espiões e traidores” na União Soviética, durante o governo de Stálin, e o Holocausto na Alemanha nazista, que deixou um registro de horrores indescritíveis.

Basta assistirmos ao noticiário para ver que a loucura não arrefeceu, ela continua no século XXI. Um dos aspectos do distúrbio coletivo da mente humana é a violência sem precedentes que estamos infligindo a outras formas de vida e ao próprio planeta – a destruição de florestas, que produzem oxigênio, e de outros seres vegetais e animais; os maus-tratos aplicados a animais em propriedades rurais voltadas à produção comercial; e o envenenamento de rios e oceanos e do mar. Motivados pela cobiça, ignorantes da nossa interdependência do conjunto como um todo, persistimos nu comportamento que, se continuar indiscriminadamente, resultará na nossa própria destruição.
As manifestações coletivas de insanidade que se encontram na essência da condição humana constituem a maior parte da história da nossa espécie. E, em grande medida, essa história é de loucura. Se ela fosse o relato do caso clínico de uma única pessoa, o diagnóstico seria: ilusões paranóicas crônicas, propensão patológica para cometer assassinato e atos de extrema violência e crueldade contra inimigos imaginados – sua própria consciência projetada exteriormente. Um insanidade criminosa com breves intervalos de lucidez.
Medo, cobiça e desejo de poder são as forças motivadoras psicológicas que estão por trás não só dos conflitos armados e da violência envolvendo países, tribos, religiões e ideologias, mas também do desentendimento incessante nos relacionamentos pessoais. Elas produzem uma distorção na percepção que temos dos outros e de nós mesmos. Por meio delas interpretamos erroneamente todas as situações, o que nos leva a adotar uma ação equivocada para nos livrarmos do medo e satisfazermos nossa necessidade interior de alcançar mais, um poço sem fundo que nunca pode ser preenchido.
Numerosos ensinamentos espirituais nos dizem para abandonar o medo e o desejo. Mas, em geral esses métodos espirituais não atingem esse objetivo. Não chegam à verdadeira causa do distúrbio. Medo,cobiça e desejo de poder não são os fatores causais supremos. Tentar ser uma pessoa boa ou melhor parece algo recomendável e evoluído a fazer; ainda assim, não é um empreendimento que alguém consiga realizar com total sucesso, a não ser que ocorra uma mudança em sua consciência.
Ninguém se torna bom tentado ser bom, e sim encontrando a bondade que já existe dentro de si mesmo e permitindo que ela sobressaia. No entanto essa qualidade só se distingue quando algo fundamental muda no estado de consciência da pessoa. "




Ekart Tolle

6 comentários:

Mamae Dydy disse...

Vc ia gostar dos meus blogs. tem mto a ver. rs
Bjks

jozahfa disse...

Gosto também de Ekart Tolle.

Gaia Lil disse...

Todos temem o poder da Deusa ou a capacidade da mulher tanto que é comprovado pelo que os crsitãos falam desse assunto hoje e dia. Sem o redespertar da mulher e da Deusa verdadeiras não haverão força cosmica matriz energetica ou consciencia desperta quebaste para despertar mos.Digo isto porque estou sofrendo uma chuva de criticas catolicas e evangelicas e não consigo compreender o motivo porque visitam meu blogue se não gostam do conteudo.E você Rosa compreende?
Porque as pessoas so para validarem o caminho que escolheram tentam provar que todos os outros são falsos?

Rosa Leonor disse...

Jozahf, sem dúvida que se trata de um homem iluminado!!! Há poucos tão verdadeiros e honestos.

um abraço

rl

Rosa Leonor disse...

Mamae, muito obrigada pela sua sugestão.
irei verificar com muito gosto as nossas afinidades!

abraço
rosa leonor

Rosa Leonor disse...

Gaia lil, já respondi à sua questão...na página do Blogue...

obrigada pelas sua persistência!

um grande abraço

rosa leonor