quinta-feira, março 18, 2010

RESPOSTA A UMA LEITORA


Eu não sabia então que a flor estava tão perto de mim
Que ela era minha, e que essa perfeita doçura

Tinha desabrochado no fundo do meu coração.
Rabindranath Tagore


"Venho acompanhando seu blog há anos sem nunca ter escrito uma palavra sequer.

Não sou dada às letras, e penso que escrevo muito mal, desculpe.

No entanto, achei injusto te deixar ignorante do quanto seus textos já me ajudaram. Me sinto muito sozinha, Rosa... E é com lágrimas nos olhos que te digo: nunca pare de escrever, pois suas palavras mudaram minha vida para sempre.
Eu já acreditava em tanta coisa que eu lia aqui, mas nunca havia encontrado alguém para compartilhar... Tenho poemas que escrevia quando eu era criança, que, hoje vejo, são a síntese de muito o que é dito no seu blog. Na verdade eu escrevia para aliviar meu sofrimento (eu tinha 16 anos apenas). Hoje, casada, me sinto mais livre do domínio de minha família machista (…) e de tudo que eles me fizeram sofrer. Não encontro ainda, no meu meio social, ninguém que entenda estes meus pensamentos. Só tenho vc para me fazer acreditar que o que eu penso não é desatino...

Obrigada do fundo do meu coração"

(uma leitora)

»»»»


Minha querida amiga:


As suas palavras, tão verdadeiras, inundaram o meu coração de alegria e fé renovada na Deusa e…nas mulheres!

Gostaria antes de mais nada de manifestar a minha gratidão pelas suas palavras e pelo seu testemunho porque ele me dá força e coragem para acreditar nas mulheres e ver que afinal não é em vão que escrevo e apesar de tantas vezes o fazer sem esperança, de cada vez que sei que alguém sente o mesmo que eu, dá-me força renovada para continuar a escrever.

Infelizmente, no meu País, não vejo essa consciência florescer e não recebo praticamente nenhuma manifestação de interesse da parte das mulheres portuguesas…

Também eu minha amiga estou sozinha e sinto imensa pena por as mulheres em Portugal não acreditarem senão nas suas ideias de acordo com a educação que tiveram e quando muito acreditam, vá lá, numa certa espiritualidade ou na luta política, na cultura ou na valorização das suas vidas profissionais, pelo estatuto e pelo dinheiro, sem se aperceberam da sua sujeição, da sua divisão interior nem da sua “eterna” rivalidade com as outras mulheres, vivendo sem se indagarem das causas profundas dos seus conflitos e lutas, das suas doenças e depressões, sem saber ao certo o que as move dentro delas, sem sequer se conheceram ou darem valor a essa força interior, a parte delas que normalmente negam ou não querem ver.


Obrigada pelas suas preciosas palavras e por se ter manifestado com tanta sinceridade. Conte sempre comigo e nunca deixe de se expressar como é. Pense que a beleza das palavras e a sua grandeza está sempre na verdade que contêm e na coragem com que as dizemos.


E não se deixe convencer pela ideia que escreve mal! Essa é só mais uma ideia generalizada pela cultura patriarcal que quer dar as mulheres como incapazes e incompetentes em quase todos os aspectos da vida. Sejam filósofos, sejam intelectuais desacreditam ainda as mulheres e muitas vezes até grandes escritores, em cujos livros as mulheres são quase sempre denegridas pela sua forma intuitiva de viver e sentir, pois elas não se regem pela mesma lógica que os homens. As mulheres sempre se caracterizaram falando mais de sentimentos e da Alma, sendo mais sensitivas e por isso mesmo menos racionais, agindo de acordo com a inteligência do coração, essa sim a verdadeira inteligência, a inteligência emocional… que tanto faz falta aos homens no nosso Planeta!

Se os homens tivessem mais sentimentos a Terra não estaria a passar por esta tão grande destruição…


Rosa Leonor pedro

6 comentários:

SolBarreto disse...

Faço coro as duas...
A sua leitora, porque concordo com ela, seus textos são de uma sensibilidade que acho que nem você mesma te noçao, sim suas palavras ajudam, ensinam, inspiram e dão muita esperança...
A você porque como sempre concordo com o que disse...não comento tudo...porque você veria ,uitos comentarios dizendo concordo com cada palavra! rsrsrs
Sabia que o momento de dizer o que penso e o que sinto iria aparecer...
Espero que continue com seu Blog porque venho aqui a cada nova postagem....

simonelar disse...

Que bom então que o que escrevi te fez bem, Rosa! Consegui te retribuir um pouquinho...

Vou imprimir esta postagem endereçada a mim, e a guardarei, como um presente valioso, no meu caderno de memórias.


Mil beijos da amiga que continuará sempre por aqui, mandando vibrações positivas para vc e para melhoria da humanidade.

Ah, e conte comigo também qdo a solidão der o ar da graça... Fique à vontade para me escrever.

bjs

Simone

Não consegui localizar a página para onde vc gostaria que eu enviasse a mensagem que escrevi. Fico aguardando o endereço desta sua página.

Rosa Leonor disse...

Obrigada mais uma vez sim porque é muito importante receber a opinião de mulheres para quem este blog é referência. Estimula-me muito pensar que pode ajudar muitas mais mulheres.Não sabia se devia por o seu nome... mas já agora gostaria que me dissesse; gostava de saber ao certo quem é...porque acabei confundindo as duas. A minha cabeça anda péssima...
- Simone não estou a perceber também do que me fala, em relação a um endereço...já não me lembrava do que se trata.
Enfim, devo acrescentar que a idade não perdoa... Se poder esclareça-me.

muitos beijinhos

rosa leonor

Rosa Leonor disse...

solbarreto:

muito obrigada pelas suas palavras de apreço e carinho.

eu acho que a estava a confundir com a simonelar...deu-se aqui uma confusão. Mas já fui ao seu site e já tenho uma imagem de si.

Um grand eabraço

rleonor

Enajer disse...

Como disse lá em cima a sol Barreto:"Faço coro as duas..."
Bjos

Astrid Annabelle disse...

Que bonito!!!
De ambas as partes...
Beijos às duas
Astrid Annabelle