"NÃO SOU FEMINISTA, SOU ANTROPOLOGICAMENTE LÚCIDA" Ana Hatherly

terça-feira, outubro 19, 2010

UMA HOMENAGEM À LEALDADE FEMININA

ONDA VERMELHA COM MATER MUNDI

Tenho escrito algumas vezes que a mulher na política, dentro do Sistema Patriarcal, está sempre encurralada e por isso pode não ser um exercício do feminino por inteiro, mas é de certo e neste caso, pela dignidade da mulher em si, e pelo seu passado, que considero que uma
MULHER para a Presidência de um País magnífico como o Brasil pode fazer toda a diferença! E entre o fascista ignóbil como todos os fascistas o são, definitivamente uma mulher de coragem e com sentido de justiça faz todo o sentido VOTAR NELA.

TODA A MINHA SOLIDARIEDADE PARA COM OS AMIGOS E AMIGAS BRASILEIROS QUE PARTILHAM DESTA CONSCIÊNCIA.
rlp

3 comentários:

Nana Odara disse...

Obrigada Rosa...
beijinhos

Gaia Lil disse...

Muito obrigada por todas nós! É importante ver este texto aqui já que todos tem atacado a Dilma até os misticos.Tem até pragas e profecias de morte...O temor do governo da MULHER é impressionante

doodsxd disse...

Sou brasileira e aviso: Dilma Roussef não pretende nada mais do que ser um enxerto de seu antecessor, do mesmo partido. A mulher de quem você gostaria de discorrer chama-se Marina Silva, que foi ridicularizada com seus planos de mudar a legislação em prol da natureza e da população.Ela era uma candidata humanizada, e não capitalizada. Dilma só promete continuar o que Lula fez, que por um lado foi bom, mas por outro foi muito ruim (ele fez assistencialismo, e como a maioria da população é pobre, vota nele por gratidão). Acho um absurdo desrespeitarem a glória de mulher dela, mas ao mesmo tempo, como política, não a considero digna de confiança. Fica o aviso do que vejo e sinto sobre essa candidata, beijos abençoados.