"NÃO SOU FEMINISTA, SOU ANTROPOLOGICAMENTE LÚCIDA" Ana Hatherly

segunda-feira, dezembro 20, 2010

Pensamentos soltos...



***

As almas voam em uníssono... quando as asas se tocam....


***

Para mim de todas as doenças a mais grave é a mentira porque é dela que nascem todas as doenças...

***
A maior OBRA que uma mulher pode realizar ou a maior dádiva da Mulher ao mundo é voltar a ser ela mesma!

4 comentários:

Maruska disse...

Obrigada por ter lido as minhas palavras.
Não é de todo fácil revolver terra escura. Mais do que a busca da Luz, tem esta questão da Sombra que impera na Alma... é que à Luz todos descansam e o demónio faz a cama silenciosamente! No entanto, à Sombra quando se discute, ela emerge e imerge dilacerando. Porque considero que este conceito de distanciamento da emoção, é apenas pegar nela e colocá-la numa zona árida de difícil acesso onde funcionará sem nunca se ter resolvido. A evolução da humanidade revela isso, não se resolveu nada e apenas que freud, jung e tantos que lhes sucederam – até mesmo na antiguidade – a emoção parece uma espécie de algoz!! O meu conceito é que há uma resignação e uma evitação, e tal como uma negaçao!! Acredito que o mundo está fechado para qualquer resolução ou evolução a este nível, por mais que se pregue na freguesia, a verdade é esta!!
Todos fugimos, e alguns, amordaçam de tal forma a emoção que deixam de senti-la, mas que não resolvem…
Há uma constante violência à nossa integridade subjectiva. Porque é aí, onde somos todos assaltados, assassinados. Esse núcleo subjectivo somos nós na nossa inteireza, e há chaves que estão na fechadura mas não rodam, mas há seres que conseguem rodar a chave e injectá-la com vírus e esvaziar o equilibro que permite que evoluamos ou sejamos nós. Nem sempre somos os nossos assassinos, quando esse ‘’estupro’’ é feito através da subjectividade!! Talvez a única responsabilidade é a nossa própria ignorância em relação ao facto de como foi que deixamos que isso acontecesse ou o que é que provocou a ferida que deixou tudo à mercê…
Abrç Maruska

Maruska disse...

Desculpe, a meio do comentário enganei-me no dissertar como o coração colado ao estômago!!

A evolução da humanidade revela isso, não se resolveu nada e apenas que freud, jung e tantos que lhes sucederam – até mesmo na antiguidade – estiveram a falar para a parede, já que a emoção parece continuar a ser uma espécie de algoz!!

Já fora do comentário interior...
«O que é que realmente se esconde no núcleo da emoção?? Ela serve realmente o quê?? Não se tem emoções apenas para ter? Porque deveria o vazio, que é nada, desencadear emoção de lágrimas ou revolta? Não será a emoção o verdadeiro caminho para a evolução, porque se ela nos dói ou incomoda é porque temos um problema! Não será ela que denuncia as nossas fraudes e as dos outros? Não será ela que diz que algo está errado? Já que a Mente por si mesma, não sente e além de apenas albergar conhecimento e conhecimento, cujo 80 por cento não serve para nada!! A maioria é que desenvolve a mente, desenvolve-a como faz o ginástica, desenvolve os músculos por vaidade ou usar poder ou influencia e que serve mais o Ego do que a evolução!! Talvez seja cínica, sarcástica ao dizer isto, mas se a Mente é tão libertadora porque não vejo iluminados??»

Maruska disse...

''Como o coração colado = com o coração colado...

comentário interior = comentário anterior ''

enfim, desculpe, mas a pressa é inimiga do meu parco raciocino e fica esta dislexia tão desconexa.

Maruska disse...

o curioso, é que negam a emoção toda... mas actualmente, o desvario pela posse da economia não é uma determinada emoção elevada ao extremo?? A Posse do dinheiro, do império, dos bancos, da industria?? A falta de criatividade, já que copia-se tudo ou reinventa-se sobre o que já foi feito numa procura de sucesso?
Alguém julgará que é matando toda e qualquer emoção que se conquista o IMPÉRIO DO SOL? Matam a emoção para conseguir vencer os fortes?? Ou para se julgar tão arrogante e navegar que nada lhe toca?? É isso a libertação da emoção??

- estou zangada!! afinal sou a emoção!! -