quinta-feira, maio 19, 2011

EVOCAR A DEUSA


A DEUSA ADORMECIDA...


Quando evoco a Deusa ou falo da Mulher exaustivamente não é para fazer a apologia de uma mulher em especial nem da sua sexualidade em particular. Não se trata de sexualidade como não se trata de espiritualidade. Trata-se de VIDA vivida no seu potencial máximo.

Sonho a reconstrução do Templo da Deusa na Nova Era, dentro de cada Mulher.

Portanto o que eu escrevo e defendo aqui é uma essência comum a TODAS as mulheres independentemente das suas maneiras de ser, de vidas vividas, de serem mães ou filhas, esposas ou amantes ou de terem diferentes preferências sexuais.

Faço este esclarecimento porque directa ou indirectamente o saibam e para que não restem dúvidas que não há nem rituais nem tradições, não há religião, nem fé…e quero sublinhá-lo bem, dizer que isto  me parece ser da maior premência para o mundo; trata-se de a mulher voltar a ser Mulher plena, viver a partir da sua ESSÊNCIA, a viver a sua BELEZA natural e a sua SABEDORIA ancestral e inata; trata-se de devolver ao seu SER Mulher, a Mulher Eterna ou o ETERNO FEMININO, completamente perdido da mulher moderna.

Esse Templo Sagrado, que eu vislumbro há muito, não tem pilares nem paredes que o sustentem nem altares ou padres ou deuses de pedra…mas é toda a Terra e a Natureza viva e sacerdotisas secretas, iniciadas, em cada mulher que se resgata do ostracismo social a que foi votada, que resgata a sua força primordial o seu poder intrínseco... acorda a sua Voz do Útero aquela que é Oráculo…

Esse trabalho é essencialmente da mulher, esse resgate, mas é no Centro do Coração e na Consciência de um novo SER, homem-mulher, o Indivíduo - aquele que não pode ser dividido - que a Deusa se há-de manifestar em pleno! Para que isso aconteça é urgente a integração do Feminino por excelência, no interior da cada ser – homem ou mulher para que assim se possa manifestar no mundo exterior... Só assim a Mãe será uma realidade em todo o mundo! E o Mundo poderá ter Paz…
rleonorpedro


UMA RECEITA DE ALQUÍMICA DE SOLUCIO

Dissolve então sol e lua em nossa água solvente, que é familiar e amigável, cuja natureza mais se aproxima deles, como se fosse um útero, uma mãe, uma matriz, o princípio e o fim de sua vida. E esta é a própria razão pela qual eles são melhorados ou corrigidos nesta água, porque o semelhante se rejubila no semelhante... Assim, convém te unires aos consaguínios ou aos da tua espécie... E como o sol e a lua têm sua origem nesta água, sua mãe, é necessário, portanto, que nela voltem a entra, isto é, no útero de sua mãe, para que possam ser regenerados ou nascer de novo, e com mais saíde, mais nobreza e mais força."

 In Secret Book of Arthius

Sem comentários: