"NÃO SOU FEMINISTA, SOU ANTROPOLOGICAMENTE LÚCIDA" Ana Hatherly

sábado, julho 09, 2011

A TENTAÇÃO DA CONFUSÃO...

PARA MULHERES SEM AMOR-PRÓPRIO,
MULHERES SEM AUTO-ESTIMA


'"Sê e diz e faz o que queres ser e dizer e fazer. Se te apetece abrir os braços a quem te magoou: abre; se te apetece abrir as pernas a quem te fez sofrer: abre; se te apetece enfiar a língua na boca de quem devias odiar: enfia. Despreza as desprezíveis leis do amor-próprio. O amor-próprio é uma treta. Só te amas se te sentires bem contigo. E só te sentes bem contigo se estiveres bem com tudo aquilo que és. E se amas quem amas só te sentes bem com tudo aquilo que és se te sentires bem com aquilo que amas. E quando se ama quase tudo (ou tudo) aquilo que és é aquilo que amas." (Pedro Chagas)  


Pois é, conheço mulheres que se deixaram levar por essa suposta liberdade quando mais novas e hoje nenhuma está satisfeita com o rumo que sua vida amorosa tomou. Acho que existem mulheres, principalmente as jovens, que se deixam seduzir por este tipo de homem por causa da educação repressora que impera, e rivaliza com seus desejos mais internos de liberdade, aliada às mensagens confusas que se recebe (somos santas, somos putas, somos nada) num ambiente hiper-sexualizado. Quando vêem uma chance de mandar tudo 'pró inferno' e liberar toda essa energia doentia que se formou, acho que é como um alívio. Já que não instrumentalizamos mulheres para lidarem com tanto assédio e deturpação de sua moral feminina particular (seja ela qual for, para cada uma de nós) muitas tombam. O peso é grande demais para ombros que se enxergam frágeis. Não é difícil entender o apelo.

Homens assim tem um campo vasto de atuação enquanto houver mulheres confusas e sobrecarregadas. Lembro de ter sido sondada e ter achado toda aquela conversa estranha a minha pessoa. Pagamos um preço muito alto por nos recusarmos a fazer esse papel, só que um preço maior ainda por fazê-lo.


Lina


1 comentário:

Ana Nazaré disse...

Muito bom !!!!!!!!!!