quarta-feira, setembro 21, 2011

SENHORA DA MINHA ALMA...



“Senhora da Harmonia toma conta de mim”

"Enquanto a alma não nascer só há conflito. E os conflitos existem para nos dizer: “ainda não és alma o suficiente, ainda não trabalhaste na criação da alma” porque a alma no plano dela é plena, é uma lua, uma receptora, uma mediadora, uma diplomata e é uma Grande Senhora da Harmonia. Ela é a única entidade que não pertence a nenhum território, nem o do mundo terrestre nem o do mundo celeste, é uma gueixa porque ela tem de agradar a um senhor e ao outro, e quando se diz que ninguém serve a dois senhores ao mesmo tempo, isso refere-se às coisas do divino e às coisas anti divinas. Agora, o problema da alma é adaptar o potencial dos corpos superiores (corpo crístico, corpo monádico e regente avatar) ao potencial dos corpos inferiores – o potencial da imortalidade do físico, o potencial da Bem Aventurança do nosso emocional e o potencial da iluminação do nosso mental.

Esta Senhora raramente é compreendida, raramente é invocada e consciencializada e nós estamos com os olhos postos em Deus, e noutras coisas, e nunca temos os olhos postos nela. E todo o nosso sofrimento acontece porque a alma ainda não atravessou o suficiente para o lado de cá porque nós não olhamos para ela. Nós olhamos para a mónada com muito mais facilidade do que olhamos para a nossa humilde alma.

A alma é a fonte de toda a Humanidade e de toda a Paz e eficiência integral porque ela não pertence nem ao mundo dos deuses nem ao mundo dos homens.

Há milénios que ela faz o trabalho secreto sem que o Homem consciente a reconheça. A tarefa incrivelmente simples, descomplicada, de uma pessoa se sentar e dizer: “hoje nem Deus nem a Terra, mas a minha alma”. É conseguir cultivar a alma, dar à luz a sua própria alma, reconhecê-la e dizer: “Senhora da Harmonia toma conta de mim” porque a lei da iniciação da Humanidade é a Lei da Harmonia. Nós não somos iniciados nem para cima nem para baixo, mas, ao meio."

ANDRÉ LOURO DE ALMEIDA

2 comentários:

Gaia Lil disse...

É preciso opaz para que aja responsabilidade e é preciso responsabilidade para que se aja paz. Sinto que o período estático da minha vida está acabando e que vou enfrentar novas dificuldades e novas reponsabilidades logo...E estou felix por isso.
Hoje procurarei minha professora de artes e pedirei a ela se poderia me ajudar com um teste vocacional...Tenho sido muito acomodada. Acho que esse é o meu maior defeito mas sou jovem e a tempo para mudar. Sabe quando penso nisso sinto como se não fosse realmente infeliz e sim simplesmente uma mulher jovem que se equivoca com as coisas extamente por ser inesperiênte eao mesmo tempo madura....E como um choque de duas partes de uma mesma personalidade...Mas eu acho que pela propria esperança que nutro em relação ao meu futuroeu sou feliz.Ah muitos momentos em que não estou feliz mas sempre que concentro por dentro evejo quem sou com minhas singularidades, quando me respeito, minha inteligencia, eu vejo que sou feliz. Penso o mesmo de você Rosa, sinto que toda vez que olha para dentro sente orgulho da mulher que foi, que é e que ainda virá a ser pois ainda vai mudar já que está viva. E esse orgulho é bom, não se esqueça que quem pregou que o orgulho de nossas conquistas é ruim foi a santa madre igreja, que se esquecia desse mesmo conceito quando lhe era conveniente...
E há outra coisa que não preciso escrever porque você já sabe.

Beijos

Rosa Leonor disse...

PENSEI EM SI, SABIA QUE FAZIA ANOS...gostava de lhe ter escrito...mas tenho andado adoentada, cansada com este mundo virtual... e sem vontade para aprofundar as coisas...
Mas acho que você deve continuar a fazer face ao seu ser profundo, encarar a sua natureza como ela é e desse ponto de partida reconsiderar a sua vida e o que a vida quer de si e você da vida...vejo-o a caminhar há alguns anos e acho que tem avançado muito e mantendo o seu foco...e na raíz desse ser feminino que sente ser essencial, predominante, amante...
Para mim como sabe a felicidade não passa de um mito e a única coisa que existe é a nossa verdade e a nossa liberdade de SER quem somos sem medo dos outros e sem precisar do seu aval, do seu olhar...e isso é o mais difícil de tudo na vida.
Encontre-se a sim mesmo cada dia mais no centro do seu ser para lá da aparência e da forma ou do género...o mais importante em si é a sua alma mas isso se calhar ainda não sabe e a alma é neutra e imensa...não se cinge a forma nem a sexo...e depois há o ser andrógino que são seres que não são bem uma coisa nem outra mas a fusão dos dois...em um...via interior. Mas a vida está aí e você tem de a viver primeiro. Escolha sem medo. Decida por si. Não para ser feliz...isso é um engano, mas para ser você mesmo e quem sente que é...um SER ESPECIAL que nasceu com um proósito único. Descubra-o e ame-se a si mais do que tudo...e a Deusa...
um abraço enorme

rosaleonor