quinta-feira, novembro 24, 2011

“Os ciclos da natureza são os ciclos da mulher.


OS HOMENS, MALTRATARAM A NATUREZA MÃE
DA MESMA MANEIRA QUE MALTRATARAM A MULHER...

Os ciclos da natureza são os ciclos da mulher. A feminidade biológica é uma sequência de retornos circulares, que começa e acaba no mesmo ponto. A centralidade da mulher confere-lhe uma identidade estável. Ela não tem que tornar-se, basta-lhe ser. A sua centralidade é um grande obstáculo para o homem, cuja busca de identidade é bloqueada pela mulher. Ele tem que se transformar num ser independente, isto é, libertar-se da mulher. Se o não fizer acabará simplesmente por cair em direcção a ela. A união com a mãe é o canto da sereia que assombra constantemente a nossa imaginação. Onde existiu inicialmente felicidade agora existe uma luta. As recordações da vida anterior à traumática separação do nascimento podem estar na origem das fantasias arcádicas acerca de uma idade de ouro perdida. A ideia ocidental da história como movimento propulsor em direcção ao futuro, um desígnio progressivo ou providencial que atinge o seu apogeu na revelação de um Segundo Advento, é uma formulação masculina. Não creio que alguma mulher pudesse ter concebido tal ideia, já que a mesma é uma estratégia de evasão em relação à própria natureza cíclica da mulher, na qual o homem teme ser aprisionado. A história evolutiva ou apocalíptica é uma espécie de lista de desejos masculinos que desemboca num final feliz, num fálico cume”*

* PERSONAS SEXUAIS - CAMILLE PAGLIA

4 comentários:

guiomar disse...

Por serem masculinos, os homens se acham superiores às mulheres.Só que eles são submisso a elas, pois de alguma maneira eles precisam delas para saciarem os seus desejos. A mulher é uma mãe natureza, e de uma forma ela tem poder sobre os homens. E é aí que está o medo deles, e esse medo faz com que eles as maltratam. Na verdade são os homens que dependem das mulheres de alguma forma, mais elas não. Só que mesmo assim eles âs maltratam, mesmo sabendo que irão procurar por elas, e elas sempre prontas para recebê-los.E quem sabe se elas fizessem o contrário? Não saciar os seus dezejos?

Rosa Leonor disse...

Sim tem toda a razão...e a sua sujestão também é boa...mas as mulheres estão prisioneiras do sexo e dos homens. Muito dicícil libertarem-se. É um peso milenar e toda a educação machista que ainda impera por todo o lado.
um abraço rleonor

antonio junior disse...

O discurso polarizado onde diz quem é superior, ajuda ao propósito de termos um mundo melhor e mais humano? Até quando o ser humano vai se pautar em sexo, raça, religião etc. ...o corpo é veiculo de transporte para a alma, temos corpos diferentes para nos complementar e nos unirmos, a não aceitação desse respeito pelas diferenças é que gera este eterno conflito da criação. ..

Rosa Leonor disse...

O Ser Humano enquanto encarnado e em evolução é feminino e masculino, tem polaridades assim como tudo o que existe ao cimo da terra e a alma sendo o propósito de cada ser para além do sexo da raça e da religião, só é possível depois de integradas essas polaridades ao nível da psique...depois do caminho percorrido e de cada ser cumprir o seu papel...antes disso é apenas uma idealização, um fim não ALMEJADO...
rlp

rlp