segunda-feira, dezembro 05, 2011

A DESTRUIÇÃO PAULATINA DA MULHER ATRAVÉS DOS MIDEA...



IMPORTANTE VER E ENTENDER ESTE VÍDEO...
A FORMA COMO O MUNDO ATRAVÉS DA PUBLICIDADE, DA MODA E DO CINEMA, CRIA UMA IMAGEM FICTÍCIA DA MULHER, PARA ALÉM DA VIOLÊNCIA IMPLÍCITA OU EXPLÍCITA DE QUE É A MULHER ALVO!

Não consigo perceber como há mulheres ainda que não percebem ou não querem compreender - será que não querem ver? - a forma como a Mulher é tratada sitematicamente pelo Poder e o Domínio dos homens e do dinheiro no mundo ocidental. Digo ocidental não porque o oriental não faça o mesmo, mas fá-lo de outra maneira menos evidente ou mais cruel...Não a expõe nua, tapa-a toda mas mata a pedrada e chicotei-a por suspeita de traição ou se é violada...

Este vídeo mostra muitos dos aspectos em como a mulher é submetida à mais nefasta e perniciosa influência da propaganda e dos meios de comunicação da moda e se deixa manipular por eles e acaba servido ela própria de  marioneta, boneca insuflada, não de vida, mas de vento, e como serve de mero objecto sexual e de "prazer visual" para não dizer mesmo de crime contra natura...
Como é que é possível que a mulher se julgue emancipada quando se sujeita e é tratada deste modo pela imprensa, pela televisão, pelos anúncios e pela moda. Como é que milhares de mulheres e garotas seguem este modelo de mulher e se deixam explorar e degradar pelo Sistema que as usa em todas as frentes para diversão do cliente e da comunidade Homem? 

Os escravos eram acorrentados...as mulheres não o são à aprtida...não se vêm as correntes...salvo o sado-masoquismo ou na pornografia...mas mesmo assim elas não querem ver que todas as mulheres estão sujeitas, embora não sejam elas as "actrizes",  pois todas elas serão olhadas pelo mesmo olhar promíscuo do predador. homem..As mulheres não são acorrentadas por correntes dizia eu, mas são forçadas a plásticas ,a operações de "estética"... a tirar peito a acrescentar peito e bunda...por mero capricho da moda e do prazer visual que dão aos homens...fazem-no por "vontade própria" dizem os homens e muitas mulheres...como se alguma vez na vida as mulheres tiviessem tido vontade própria...quando a sua vontade é simplesmente amestrada como os cães (ou cadelas) para servir e obedecer ao dono...que as traz pela trela do dinheiro, da fama, da cama, do casamento, ou do prazer que elas nunca vão ter por vontade própria porque tudo o que sentem e pensam e fazem é segundo o moldelo do homem....e elas nem se apercebem disso...Há dias um meu conhecido dizia que as mulheres abrem as pernas por vontade própria...esse é o termo preferido, a idea...sim, esta é uma definição da mulher que paira na cabeça de todos os homens e este até era bem intencionado...
As mulheres ocidentais foram totalmete exploradas e enganadas neste processo dito de emancipação...tudo o que elas fizeram foi  entregar a sua verdadeira autonomia e liberdade ao prazer do homem que deixou de ter qualquer responsabilidade (no acto sexual: ela toma a pílula, sofre as consequências  e o homem descansa) e na igualdade, levou-o a não ter qualquer respeito por ela,  pondo o seu corpo em risco pelas doenças e pelas pílulas e servi-los de quatro com eles gostam tanto de dizer e apregoar entre si...
Ah! é chocante, mas eu não vos digo nem vos conto o que eu ainda ontem li de um doente mental, um extripador virtual de mulheres...porque a sua linguagem é de puro vómito e horror...mas explicita o que vai na cabeça da grande maioria dos homens que não se atreve a verbalizar o que realmente pensa da mulher e como a vê, uma inimiga...Claro que eu sei e dou sempre o benefício da dúvida aos homens de bem, que os há...mas a questão não é apenas uma questão de homens e mulheres, uma questão de sexualidade...é uma questão de princípio e de espécie em que uma metade da nossa espécie está escravizada de forma moderna, "civilizada", sendo ainda oprimida e explorada pela outra metade...e o próprio homem que é o carrasco a partida acaba vítima do sistema que o defende como seu herói. 

Ainda ontem ouvi na televisão uma entrevista ao suposto extripador de Lisboa...que a polícia nunca chegou a apanhar,  dizer à jornalista como tinha esfaqueado ...3 ou 4  prostitutas e a polícia não vai fazer nada porque o crime já prescreveu...É esta a justiça dos homens...e claro nós mulheres pensamos "mas eu não sou prostituta" não corro esses riscos...mas acreditem que esse risco é constante e muito evidente na violência doméstica...menos evidente no abuso e na exploração diária, seja na propaganda médica (sim parece impsossível, mas incutir o medo das doenças está lá, subtil, como forma de manipulação...) na moda e nos cosmético, nas bebidas e até na comida...a mulher aparece sempre de preferência oferecida, nua ou quase nua,  em quase todas as publicidades como coisa comestível...
rlp

3 comentários:

Astrid Annabelle disse...

Olá Rosa!
Vi o vídeo até a metade, confesso...:)
No início do segundo milênio ministrei um curso para mulheres para que pudessem aprender a ser mulher. Foi uma experiência incrível que me tornou muito mais mulher também. Aprendi e apreendi tanto!!!!
Então, creio que essa situação relatada por você só poderá começar a desaparecer a partir das novas mulheres, das novas cabeças...mesmo porque a massa coletiva feminina nada sabe sobre este assunto que estamos tratando.
E o amor é a chave...pois atrás de cada rosto, cada corpo existe um apelo enorme: me amem...me valorizem...
Tenho fé que viverei o suficiente para ver essa transformação. Até lá vamos reinventando.

Beijos...sou sua fã e faz tempo!
Astrid Annabelle

Rosa Leonor disse...

...eu também confesso que não vi até ao fim...que bom tê-la aqui!


- Que bom sabê-la por perto! pena ter perdido a sua estadia em Portugal...esteve cá faz tempo, não esteve?
Da próxima vez que vier, vamo-nos encontrar e fazer algo de relevante...

grande beijinho

rosa leonor

Astrid Annabelle disse...

Olá Rosa.
Estive quarenta dias em Portugal ...de 22/05 até 03/07 de 2011.
Devo estar voltando em setembro de 2012, se tudo ficar como está combinado. Aí nos falaremos ao vivo, que ainda é a melhor maneira de troca que eu conheço...não sou muito fã das modernidades para certos assuntos...nada como o encontro de olho no olho!
Por ora um beijo e continuo te seguindo....rsss
Astrid Annabelle