"NÃO SOU FEMINISTA, SOU ANTROPOLOGICAMENTE LÚCIDA" Ana Hatherly

domingo, abril 22, 2012

...quase não há mais mulheres....



O CULTO DA FEMINILIDADE


"... Mas não basta que a mulher seja igual ao homem: ela deve voltar a ser a verdadeira mulher, que desapareceu. Como e porquê? Louis Pauwels - gostem ou não gostem - disse-nos, em sua
"Conferência imaginária" intitulada:

A MULHER É RARA 

"O problema é que quase não há mais mulheres. Sustento que as mulheres desapareceram, que houve uma catástrofe, que a raça das mulheres foi dispersada, aniquilada sobe os nossos próprios olhos, que não puderam ver.
Senhores, a mulher, a descendente do paleolítico e do neolítico, a nossa fêmea e nossa deusa, o ser que chamaria de mulher do homem, e que já não sabemos o que é, foi perseguida, atingida em seu corpo físico e em seu corpo mental, e devolvida ao nada!"

"Senhores, o ser que chamamos de mulher não é A mulher. É uma degenerescência, uma cópia. A essência não está aí, nossa alegria e nossa salvação não estão aí"...Chamamos mulheres a seres que dela não têm senão a aparência, tomamos em nossos braços imitações de uma espécie inteiramente ou quase destruída."
(…)
Mas examinemos esse crime. Extermínio físico em fogueiras: evocarei as centenas de milhares de mulheres, chamadas de bruxas e queimadas como tais, e os outros milhões de mulheres vencidas e transformadas pelo medo.
(...)
Extermínio pela propaganda, arma mais certeira que todas as outras...Guerra revolucionária empreendida pela Cavalaria contra a mulher verdadeira a favor de um novo ídolo. E enfim num plano mais amplo, mais misterioso e concomitante, mutação decadente da espécie. De tal forma que o ser fêmeo autêntico foi substituído por um ser diferente. "

in TANTRA - O CULTO DA FEMININLIDADE - de André Van Lysebeth

6 comentários:

Gaia Lil disse...

Tenho andado meio afastada,meio louca, meio atribulada...
E tenho dito umas bobagens tambem, rs mas antes dee tudo isso tenho sentido muita saudade de estar aqui, de falar contigo, de partilhar informaçoes...

Beijos

Joel Munhoz de Oliveira disse...

Concordo plenamente. A fêmea (SHAKTI) em toda a sua pureza é muito rara, tanto nas mulheres quanto nos homens. Vivemos o império do machismo. O Tantra é o resgate do feminino que foi acorrentado às masmorras dos subterrâneos do inconsciente. À medida que a iluminação vai acontecendo SHAKTI vai despertando, ou vice-versa...

Rosa Leonor disse...

Querida Gaia! Não se preocupe...são precisas as experiências da vida para consolidar a nossa consciência e amor da Deusa Mãe e da Terra...você é jovem...não tenha medo de viver mesmo sendo louca...
grande abraço e já sabe que nos encontramo sempre por aqui...

rosa leonor

Rosa Leonor disse...

É verdade Joel...o ser Mulher é raro...e a falta de pureza e autenticidade também. Mas façamos nós o esforço e a diferença!
Aconselho-lhe esse livro que é absolutamente extraordinário.
Muito obrigada por comentar!

um abraço
rosa leonor

Joel Munhoz de Oliveira disse...

Olá Rosa, valeu a dica do livro. Já dei uma pesquisada na Internet e li alguma coisa. É realmente extraordinário. Veio bem a calhar neste momento da minha vida. Um abraço e muito obrigado!

Rosa Leonor disse...

Fico contente com isso e sei que você vai adorar ler...estimo muito tê-lo aqui presente connosco neste caminho do ser mulher e do feminino integrado...precisamos de si...
abraço

rleonor