quinta-feira, abril 19, 2012

Quem criou a separação entre homens e mulheres?


Quem está certo e quem está errado?
(...)

A sensação de que lhes falta algo para se tornarem inteiros os fez criar uma situação de separação tal que parece exterior a vocês. O vosso drama equipara-se à relação de um homem muito for­te contra uma mulher muito forte. Quem será a vítima? Quem está certo e quem está errado? O que este drama interior signi­fica realmente? Que espelho exterior é esse, que reflete o que se passa em seu interior? Para acessar a multidimensionalidade é necessário a fu­são do masculino e feminino.

A separação, a luta entre homens e mulheres que se arrasta há milhares de anos não pode barrá­-los. Quem criou a separação entre homens e mulheres? Os deuses criadores estabeleceram este paradigma e instigaram tais frequências de várias formas. A história da separação serviu-­lhes muito bem, pois criou a destruição almejada. As vibrações masculinas chegaram ao poder recente­mente, há cerca de cinco mil anos. Para se identificar, provocaram a dissociação total e completa de tudo o que estava no poder: o matriarcado e as mulheres. As mulheres operam tradicionalmente através dos níveis da intuição e do sentimento.

 Os homens também eram portadores de intuição e sentimento em diversas épocas, mas nesta recente separação perderam tais qualidades. Houve um grande cisma, que desencadeou um tremendo conflito entre homens e mulheres. Foi provocado pelos deuses criadores que dominaram o planeta e invadiram a realidade - alimentando-se, mantendo-se vivos, executando suas funções e nutrindo-se do desequilíbrio emocional. Este planeta foi sujeito a todas as espécies de planos e atividades projetados para criar um desequilíbrio emocional cada vez maior.

Quanto maior o número de pessoas envolvi­das nestas atividades, maior o potencial para o desequilíbrio emocional. Vocês se comprometeram a destruir esse paradigma, e para isso, é necessário mudar muitas das estruturas separatistas que foram estabelecidas. Toda e qualquer separação - entre homem e mulher, brancos e negros, orientais e caucasianos - tem de ser mudada. Como membros da Família da Luz, vieram a este planeta com o propósito de se inserirem em situações arquetípicas.

(…)

Bárbara Marciniak, Mensageiros do Amanhecer



CONTINUAR A LER EM:

Sem comentários: