quarta-feira, maio 16, 2012

PORQUE HÁ PERVERSIDADE...


*E AS MULHERES SÃO AS PRINCIPAIS VÍTIMAS...
 
Caracterizam-se pela maldade, pela ausência de sentido moral, pela aptidão pelas relações sociais – que ajuda à manipulação e mesmo à subordinação dos outros -, pela tendência e facilidade em mascarar as suas intenções.

Nas relações sociais do perverso de caráter, a dominação e a influência ocupam um lugar privilegiado. Ele manobra habilmente para submeter o outro a pouco e pouco. Animada pelo ódio, a sua vontade procura apagar aquilo que o outro tem de singular. Cada uma das suas formas e variantes da perversão moral responde a apetites particulares: o escroque procura o despojamento económico do outro; o sádico moral centra a sua ação na crueldade, o masochista moral na submissão; o voyeurista moral deseja provocar a vergonha e o exibicionista moral, o escândalo. Quanto ao perverso-narcísico, ao jogar com a necessidade de afirmação de si, deseja alterar o valor do amor-próprio do outro. Daí que estabelecer relações íntimas com um perverso e ligar-se a ele é pura perda. Quem o faz nunca sai incólume: perde o sorriso, torna-se amargo, sente-se fraco. Aliás, atenção: a perversão moral joga-se muitas vezes na relação, e a vítima pode também ser cúmplice, tirando daí vantagem…apenas durante algum tempo.” (porque depois da sedução, vem o desprezo, sem contudo abandonar jamais a sua vitima, acrescento eu).

Alberto Eiguer Pequeno Tratado das Perversões Morais, Climepsi

Sem comentários: