sexta-feira, junho 29, 2012

DEVOLVER ÀS MULHERES O SEU PODER INATO



“Primeiro, trabalhem no sentido de devolver poder às mulheres, porque se o fizermos em todo o mundo, é óbvio que estamos a fazê-lo também  a nós próprias. Criamos não apenas oportunidades para as outras, mas para nós mesmas e nossas filhas e filhos, porque só dando mais poder às mulheres podemos alterar o sistema de domínio que hoje nos ameaça. Que o nosso objetivo seja estarmos activamente envolvidas. Arranjem uma maneira de ser auto-suficientes do ponto de vista económico – independente. Em todas as relações deve haver reciprocidade, E DEVEMOS IMPORTAR-NOS CONOSCO PRÓPRIAS. TENTE CEDER PERANTE SI PRÓPRIA. Escrevi em The Power of Partnership que a regra de ouro era maravilhosa. Fazer aos outros o que querem que te façam a ti. Mas que tal se fizermos a nós próprias aquilo que gostaríamos que nos fizessem...rs...(risos dela...rs...)

- Um dos melhores conselhos é: não aceite muitos conselhos! rs... Procure a resposta em si própria. Tente perceber o que a tem retraído, ouça a sua voz autêntica e procure seguir os seus conselhos. Esse pode ser um dos maiores desafios paras as mulheres...”

 NÃO DE VEMOS CEDER QUANDO NOS DIZEM QUE:

“... não devemos QUERER... não devemos desejar, devemos é ser desejáveis, desejadas pelos outros, Não devemos ter objectivos, nosso objectivo deve ser ajudar os outros. Bem, fomos mesmo bem ensinadas a renunciar!

Uma grande parte da nossa alegria como seres humanos está em empenhar-se, em desejar, em antecipar. Mas a propaganda dominadora diz-nos "Não se preocupe, está tudo em ordem, só precisa estar alheio e renunciar ao prazer e à alegria."...”


excerto de entrevista a riane aisler

1 comentário:

Ana Nazaré disse...

"Eu vou ; eu não vou de vestido de noiva, tampouco vou como uma prostituta......Se a sra deixou de tecer, não importa a roupa.... EU VOU COMO EU SOU........."

EU ESCREVI.