"NÃO SOU FEMINISTA, SOU ANTROPOLOGICAMENTE LÚCIDA" Ana Hatherly

quarta-feira, agosto 22, 2012

É URGENTE E PRECISO




É URGENTE E PRECISO QUE A MULHER ACORDE!

A mulher vejo-a de novo a caminhar pés nus sobre a terra sagrada...se Ela quiser salvar a Terra...não tem outra hipótese...É tempo de a mulher amar-se a si mesma eamar  a vida na terra e não o deus no céu e o homem como sua escrava ou esposa, serva, mãe dos seus filhos...com a promessa de vida eterna, durante séculos e agora de uma viagem em nave espacial...

A mulher tem de retornar à sua origem Ma, Matriz,  e assumir a sua ligação visceral com a terra e as suas raízes e as forças telúricas. A mulher não pode continuar a servir o Homem nem os seus Mestres...A mulher tem de encontrar o seu próprio caminho dentro dela. É urgente e preciso. A terra não pode contiuar a arder por incúria e ambiçãos homens...a guerra não pode ser furjada em nome dos mercados e dos Bancos...Os homens não podem continuar a matar os filhos da Mulher...em nome do seu deus o dinheiro!

Por causa dos homens e dos seus deuses as mulheres foram alienadas da sua essência e da sua Natureza profunda. Elas foram alienadas e escravizadas pelas forças do patriarcado e dos seus profetas, banidas dos seus púlpitos e condenadas a serem apenas mulheres objectos, mulheres abjectas na sua linguagem e nas suas leis, nas suas sociedades onde as exploram violam e matam sem sequer se questionarem, bestas amestradas ensinadas a matar  nas suas guerras...esvaziados também de toda a humanidade.
Nenhum deus do céu, nenhum patriarca e  nenhum homem célebre deu à mulher em tempo algum, tanto em séculos precedentes como actualmente, nenhum homem de poder líderes ou mestres, deram  à mulher o seu lugar, o respeito e a dignidade.
Toda a Humnaidade se formatou na aceitação  de uma condição de pecadora e do predador homem, pai/marido/filho com direitos sobre a mulher. E desta condenação/inferiorização a humanidade desviou ao longo dos tempos a sua atenção da natureza Mãe e esqueceu a Deusa...


Todos/as desviámos demasiado a nossa atenção da Terra e dos animais, da natureza e dos elementos. A intelectualidade e a Razão, pelo domínio da força, destruiram a flora e a fauna em busca da ciência e do conhecimento a fim de se libertarem da doença e da morte...A fé cega disse-nos que a terra e a Mulher eram pecado e o Paraíso no céu...e Todos nos virámos para o céu e as estrelas e agora pagamos o preço: acabamos todos na loucura e insanidade em que vivemos hoje...Essa é a diferença entre o DEUS dos Homens em nome de quem se matam e a Deusa Mãe Terra...Gaia que nos continua a dar em abundância tudo o que precisamos e que eles destróem em nome da sua economia de mercados...deixando milhares de pessoas morrerem de fome...
rlp

2 comentários:

Else disse...

Nossa mãe fértil e generosa não é devidamente valorizada, assim como nós, mulheres.

Rosa Leonor disse...

pOIS NÃO ...a Natureza e a mulher foram igualmente aviltadas e completamente destruidas pela mão do homem...