"NÃO SOU FEMINISTA, SOU ANTROPOLOGICAMENTE LÚCIDA" Ana Hatherly

quinta-feira, outubro 04, 2012

sem título




Uma grande e gigantesca fúria interna...uma profunda náusea por todas as mentiras geradas no mundo...um asco enorme dos gestos falsos, dos sorrisos compadecidos, das palavras adocicadas, das pretensas verdades, de tudo o que de viscoso cobre a terra e a impede de dar o último grito de liberdade...

Que a terra e a mulher se libertem das  pequenas e vis criaturas que destróem o planeta...



RLP

Sem comentários: