quarta-feira, junho 05, 2013

A CONSCIÊNCIA DE SI



SER MULHER INTEGRAL

Fico profundamente triste quando me apercebo de que a mulher que se busca muitas vezes confunde o seu poder pessoal e desejo de ser ela mesma, com o exercer esse poder como mulher seja a nível sexual seja a nível mediúnico e emocional ou até religioso sobre os outros e que isso é cultivado em grupos xamânicos ou wiccas...e outros, sem que ninguém se aperceba da diferença abissal entre ser Mulher integral, TER ESSA CONSCIÊNCIA DE SI ...e usar os seus dons e a intuição ao serviço dos interesses mais primários e do ego...
Sim, essas mulheres, agem tal como as prostitutas, e é errado falar em "prostitutas sagradas" porque o sagrado é incompatível com o comércio, e a confusão gerada por essa função sexual/iniciação das sacerdotisas da Deusa nada  tem  ou tinha a ver com que se acha e julga nos nossos dias. As sacerdotisas iniciavam os homens na sagrada arte de amar...mas as prostitutas podiam  usar o seus conhecimentos sexuais e o seu charme apenas para seduzir e prender os homens sem qualquer consciência do seu ser, nem da dimensão sagrada da sua sexualidade...Agiam de acordo com as suas manhas (artifícios) e aproveitavam-se da sexualidade para aprisionar e ter poder sobre os homens.

Assim, muitas mulheres hoje que se dizem na dita "via espiritual" seguem os seus "mestres e guias" e deixam-se usar ou usam os seus dons e capacidades para prender e seduzir quer homens quer outras mulheres através da lisonja e do culto da persona...apenas para se projectarem e satisfazerem os seus complexos e medos...
Essas mulheres estão muito longe da Integralidade da Deusa e do Caminho da Serpente...


rlp

Sem comentários: