segunda-feira, outubro 14, 2013

ÁS MINHAS AMIGAS LEITORAS


VERDADEIRAMENTE...


É com muita gratidão que publico um email enviado por uma leitora ao meu pedido de há dias solicitando que as minhas leitoras se pronunciassem ou dessem um alô...
Assim, a sua resposta e a minha é válida para todas as amigas que não obtiveram respostas minhas por uma razão ou por outra.


- Olá Rosa, não sei se sou bem-vinda na ultima vez que enviei um e-mail não obtive resposta, talvez as minhas palavras não fossem ao seu encontro, peço perdão se fui intrusa. Deixei de lhe enviar msg com todo respeito, de quem não gostou, pelo menos eu entendi assim, mas não fiquei zangada, eu sou assim sincera e também intrusa.  Quando gosto de alguém.
Quero responder ao comentário no blog  " às minhas amigas leitoras", eu não sou tão antiga assim,a minha consulta ao blog deve ter um ano ou mais. Mas  continuo e continuarei a a consultar este blog porque para mim o que a Rosa faz é serviço publico;é politica . A  Rosa é voz da sabedoria que ficou  perdida, desligada da sociedade plástica, consciente ou inconsciente, nós a criamos ou deixamos que instala-se.
Continue Rosa, porque eu todos os dias ou quase todos ligo-me ao seu blog. E não me aborrece pelo contrario faz-me acordar, reflectir nas minhas acções e palavras. O seu discurso é incomodativo para muitas pessoas mas necessário para o futuro para o nosso futuro, tem que existir a voz ou as vozes que acordem as mulheres desta abstinência. 
O meu coração está apertado em  ver mulheres não  honrarem o seu género! Perdidas! Iludidas! Confiantes na estupidez que as rodeiam, espero que os meus olhos estejam embaciados para que a realidade não seja esta.
Obrigada Rosa pelo seu trabalho.
Bj
V. Santa-Rita
 
V.
 
De maneira nenhuma nunca foi uma  intrusa...bem pelo contrário, e deu-me e dá-me imenso feedback que bem preciso...Peço imensa desculpa. Mas perdi o seu contacto...Mudei de PC nessa altura e fiquei sem os endereços, alias já não uso  o mesmo forncedor...e assim também perdi as mensagens guardadas. Creio que posso falhar um pouco nas respostas a algumas leitoras, mas não pense de maneira nenhuma que não tenho o maior apreço pelas suas palavras, nem pense que estou a exagerar para atenuar a minha falta...é sincero o que digo e estou-lhe muito grata por não se susceptibilizar e escrever-me na mesma. Garanto-lhe que gostaria de manter e preservar todos os contactos mas de todos os que prefiro são os mais próximos de uma consciência que eu tanto queria ver disseminada  e você manifesta. Pena não estar por perto senão íamos beber um cafezinho...
E olhe estamos em perfeita sintonia...porque o que você diz é o que eu sinto profundamente:
 
“O meu coração está apertado em  ver mulheres não  honrarem o seu género! Perdidas! Iludidas! Confiantes na estupidez que as rodeiam, espero que os meus olhos estejam embaciados para que a realidade não seja esta.”
 
Então hoje ele sangra mesmo...
Um abraço grande e não deixe de  me escrever sempre que sentir!
rleonor
 
PS.
Importa-se que eu publique parte ou se deixar a totalidade do seu email?

Sem comentários: