"NÃO SOU FEMINISTA, SOU ANTROPOLOGICAMENTE LÚCIDA" Ana Hatherly

segunda-feira, dezembro 23, 2013

Como cantar o amado ou a amada?




NÃO VOS VOU DESEJAR NADA...

Hoje, confesso que quis vir aqui e deixar algo de substancial...de épico...ou de eterno. Qualquer coisa tão bela e tão verdadeira que não houvesse mais nenhuma palavra a acrescentar depois, nunca mais...
Tenho muitas vezes este sentimento, foi ele que me marcou na minha ansia de poesia desejo/sede de amor e morte...mas hoje queria palavras puras de eternidade e do AGORA...
Procurei, procurei nos arquivos de Mulheres & Deusas e nos livros que mais gosto...e nem no Livro do Esplendor ou no Louco de Shakti encontrei a palavra chave...
Não seria o Amor essa PALAVRA...porque essa é a palavra mais traída de todas as que pronunciamos...
As palavras estão tão gastas, os sentidos que lhes dão são tão estéreis, tão banais e vulgares os dizeres...

Hoje como ontem e tantas vezes acontece fiquei enjoada com o lixo tóxico das palavras prostituídas, das imagens de deuses e santos e dos jogos viciados, da mentira e da falsa vida...

Como cantar o amado ou a amada?

"Quem ama
Fica cheio de não-saber
Não pára de procurar..."*

 

*Ana Hatherly - Rilkeana

Rosa Leonor Pedro

1 comentário:

Ana Nazaré disse...

Ilumina minha mãe esse medo por favor
Me mostra a liberdade de viver no seu amor
Me leva as profundezas das minhas emoções
Para eu ver com clareza inconscientes negações
Que me deixam dormindo em distorcido prazer
Seguindo distraído tão distante de você
Como vós eu quero ser como a lua clarear
Refletindo a luz do Sol para a noite iluminar
Rumo ao oceano nas suas águas brincar
Sua beleza apreciando para a vida celebrar (Repete)
Óh mãe, óh mãe de Deus, Proteja os filhos seus
Óh mãe, óh mãe de Deus, Perdoe os filhos seus
Deixa a luz brilhar, alvo alvorecer
A vida revelar a verdade do meu ser
Deixa o sol nascer dentro do meu coração
O amor manifestar a mais pura gratidão
Deixa a luz brilhar, alvo alvorecer
A vida revelar a verdade do meu ser
Deixa o sol nascer dentro do meu coração
O amor manifestar a mais pura gratidão
Óh mãe, mãe natureza mostrai-nos vossa beleza
Óh mãe, mãe natureza Lembrai-nos a nossa essência
Interceda junto ao pai levando a minha oração
O pedido é a benção que me trás a aceitação
A vós quero servir, junto a ti quero seguir
Aprendendo a dizer sim para tudo que a de vir