sexta-feira, março 07, 2014

A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA, VERSUS VIOLÊNCIA MÉDICA...

 
"O INVISÍVEL HOLOCAUSTO DAS MULHERES...
E A MÁFIA MÉDICA!
 
Há a violência doméstica e a VIOLÊNCIA MÉDICA, camuflada de ciência...

Com o propósito de "desventrar" as mulheres sistematicamente e a qualquer pretexto (de doença?) se tiram os ovários e o útero e os seios às mulheres - depois da pílula, agora, e depois do ataque ao Útero através de vacinas chamadas de "prevenção"  "contra o cancro", vem esta investida brutal nas jovens, mais uma vez, (isto começou em 2007) para as anular as mulheres no seu potencial de fêmeas, a fim de suprimir a MENSTRUAÇÃO NAS MULHERES; com isto estão de facto a querer, os médicos, ginecologistas, sempre em nome da ciência e das farmacêuticas que lhes pagam a publicidade e venda dos seus produtos - não esqueçamos que a medicina é a Escola da desumanização e guerra ao sangue, diria uma carnificina que se diz "salvadora" de vidas, mas mais não faz do que "monstrualizar" seres humanos, decepando e cortando o corpo - anular o poder e a natureza selvagem da mulher por todos os meios...

Isto é um AVANÇO DA CIÊNCIA CONTRA A NATUREZA DA MULHER E DA VIDA. Esta é uma forma velada da matriz de controlo - através desta MÁFIA MÉDICA - já denunciada num livro pela médica  Ghislaine Lanctot -  que visa manter a mulher na sua inconsciência de si ...porque a mulher, quando em sintonia com os seus ciclos e o seu sangue, não só é poderosa como a vidente primordial...
A mulher integrada, a mulher consciente de si e do seu poder interior, pode ser um perigo enorme para o domínio exclusivo do Homem...Este ataque esta agressão à Mulher faz-se há séculos e de muitas maneiras; o que foi a Inquisição da Igreja católica que matou mais mulheres do que seres humanos foram dizimados no Holocausto por Hitler?
Hoje é a dita medicina de prevenção e os seus macabros cientistas que fazem da mulher cobaia e a visam destruir na sua essência e natureza intrínseca do ser feminino e as suas característica biológicas.
Devia ser feito um ALERTA GERAL e as mães e as avós, as irmãs e as amigas devem despertar essas jovens que se sentem tentadas a usar esses processos em detrimento da sua saúde e em nome de uma falsa liberdade e "higiene" (medo do sangue, ódio ao seu corpo e alienação da natureza) e não as deixar nas mãos das médicas e médicos formadas na escolas de medicina que são escolas de total desumanização do SER HUMANO! Na sua arrogância e petulância de julgarem dominar a ciência exercem um poder ridículo sobre as populações nomeadamente as mulheres sempre mais frágeis e carentes. Eles/as Não salvam nem curam ninguém! Eles remedeiam...e disfarçam os sintomas da doença...adiam a morte...como se a morte não fosse tão natural como a vida...Esta confiança cega nos médicos deve ser contestada...de que eles têm poder de vida e morte sobre o ser humano e esta influência além de macabra é manipulação pura dos nossos medos! Eles/as NÃO SABEM NADA da vida verdadeira e muito menos da MULHER!!!
RLP 
“A escola de medicina é um processo para tirar a sensibilidade aos médicos. Ensinam-lhes que as pessoas não conseguem ver sangue “(…)
“Os médicos exercem um controlo fenomenal sobre os humanos e muitos deles sabem que a sangria intensifica tremendamente a vitalidade. (…) B. M.

Sem comentários: