"NÃO SOU FEMINISTA, SOU ANTROPOLOGICAMENTE LÚCIDA" Ana Hatherly

sexta-feira, abril 18, 2014

O EQUILÍBRIO...



Alguém me disse há dias: "nunca vi mulher tão doce e tão irada" e eu fiquei a pensar...e respondi: a integração dos opostos dá na excelência dos extremos...não na sua supressão.

Compreender isto é essencial ao equilíbrio da psique no percurso interior no caminho da individuação...

 rlp

Sem comentários: