segunda-feira, maio 05, 2014

O ÚTERO É SAGRADO


 “Os médicos exercem um controlo fenomenal sobre os humanos e muitos deles sabem que a sangria intensifica tremendamente a vitalidade. (…) B. M.

Deus disse à mulher: ”parirás com dores e sofrimento”…agora os médicos dizem: serás humilhada e  rasgada  no teu ventre…romperemos à faca a tua barriga e cortaremos a tua pele porque isso é mais fácil para nós…do que te deixar parir naturalmente. Porque nós queremos o teu dinheiro…nós somos os mercenários do Sistema..
Esta é a segunda escravidão da mulher.

O ÚTERO É SAGRADO
Em todo o mundo e em todos os países houve e há ainda a perseguição ou a manipulação da mulher nas mais variadas formas. Na Europa e na idade média pelos padres e pelo clero culminando com a Inquisição e agora digamos a “ciência”, com os média e os médicos à cabeça.
As farmacêuticas e os médicos e são os modernos guardiães negros (vestidos de branco...) que mantêm o controlo do corpo da mulher…os partos por cesariana são disse um exemplo para além da ligeireza como operam perante a qualquer sintoma de cancro e “limpam” as mulheres dos ovários e útero ou dos seios…sem nenhuma hesitação ou reserva perante o diagnóstico…”vale mais tirar tudo para prevenir”, dizem…
Por tudo e por nada eles cortamos seios os ovários o útero e o mais que podem…

A publicidade das farmacêuticas e os seus slogans a bem da saúde da mulher ou da sua beleza… levam as mulheres a consumir químicos (pílulas) como ninguém mais e eles sabem que a mulher é uma presa fácil…
Como já não era possível aos padres exercerem o medo das fogueiras sobre elas, aparecem os médicos e os cientistas que falam das doenças das mulheres e da velhice, impregnando as mulheres de medo e insegurança, obrigando-as a tomar químicos por tudo e por nada ou a fazer operações plásticas, o que as mina de outras doenças potenciais e paulatinamente as matam…

Os químicos são minas que explodem silenciosamente no corpo das mulheres ao longo dos anos. Começou com a pílula em nome da liberdade sexual. Continuou na menopausa com anti-depressivos perigosos, com vacinas para prevenir o cancro do colo do Útero a adolescentes, aos milhares e “oferecidas” pelo Governo…e agora o bombardeamento é total: químicos para impedir a menstruação e “libertar” a mulher da escravidão do sangue…

Agora é o sangue menstrual que está a ser alvo de ataque pelas farmacêuticas; a publicidade é uma ameaça às mulheres…querem-nas “limpas” sem cheiros e seguras … querem libertar a mulher dessa sujidade…
Como se tudo na mulher o que é natural se tornasse ameaça de doença na mulher. Como se a doença na mulher fosse endémica e as causas não existissem e não fossem sócias e psicológicas…
Tudo isto afinal são formas variadas de manipulação "genética" e não só que visa a destruir o poder interno da mulher sediado nos ovários – o correspondente na mulher à força que os testículos representam para os homens – assim como os químicos de “prevenção” visam a anulação do instintivo e a natural evolução da mulher!

Em nome da doença e do perigo da possível doença, atacam o sistema imunitário e os ciclos naturais da mulher quer a ovulação quer a evolução da sua consciência. Esta Identidade perdida dos ciclos lunares e a força vital do sangue a que a mulher está ligada é progressivamente destruída.
“A escola de medicina é um processo para lhes tirar a sensibilidade. Ensinam-lhes que as pessoas não conseguem ver sangue “(…)B.M.

“Eles”, OS QUE CONTROLAM, sabem que o sangue contém o mistério da vida humana, nomeadamente o das mulheres que sangram com a lua…esse é o mais antigo e temido mistério da mulher. Por isso esses magos negros - que são os médicos em geral, ELES PRÓPRIOS MANIPULADOS, tudo fazem para destruir o poder inato da mulher cortando a eito as suas entranhas e agora preparam-se para as convencer a tomar uma pílula para não menstruarem…como inventaram uma pílula para não ficarem grávidas e as mulheres ignorantes e divididas em si mesmas estão convencidas que foi um grande avanço para elas não ficarem grávidas enquanto iam ficando doentes do colo do útero e tendo cancros da mama e por todos o corpo…
Enquanto isso em África e no Oriente a barbárie é total. Faz-se a excisão dos genitais da mulher por um lado – para não ter prazer independente do homem – é  por outro a mulher sistematicamente violada e torturada como no Congo. Lá não é só a violência doméstica, é a guerra total cujo principal inimigo a destruir é a mulher…tratada pior do que os animais e acossada por todos os lados.

Por tudo isto, eu acho de facto urgente que comecemos a perceber o porquê das doenças "femininas" e a sua perseguição no mundo...e cabe às mulheres mais lúcidas esse papel. Denunciar por todas as formas e feitios este abuso da "ciência"!

A ferida da humilhação da mulher no seu âmago como mulher e como mãe é a que provoca o cancro e todas as doenças tipicamente femininas…
Sim, cabe portanto às mulheres que ao moverem-se na procura da essência divina devem encontrar primeiro a sua essência feminina que já é divina... esse é o segredo que foi escondido e causa do ataque cerrado à sua natureza por parte do SISTEMA de controlo pelo homem, para que a Mulher não se cumprisse e desse a verdadeira dimensão da nossa Humanidade homem-mulher...

Como eu já disse aqui a causa da violência sobre a mulher é a mesma da doença que a mata…
A mulher é ferida de morte todos os dias pela sociedade patriarcal…

rlp

Sem comentários: