sábado, janeiro 03, 2015

A ENERGIA SEXUAL...E A SUA DISTORÇÃO

 
" A distorção/viés tem a ver com a falta de entendimento sobre a energia sexual/kundalini shakti que existe per si e independentemente de qq parceiro/a. No entanto, na medida em que fomos induzidas/os a crer que a função básica da energia era a reprodução, lá nos detiveram por longo tempo. Sabe-se hoje que ela é muito mais que reprodutora, mas ainda em níveis de mera distração e entretenimento, infelizmente ainda a sevir o sistema .. A Energia Sexual é uma e única e não se confunde com a sexualidade - esta sim individual. A Energia Sexual é a fonte da Vida, da criatividade e da Supraconsciência e pode ser ativada pelo casamento interior, sem a premissa de um parceiro/a. Ativá-la significa inundar o sistema endócrino com seu poder e despertar nossa dimensão (supra)humana." 

Malu Moreira



AINDA As  MARIAs CAPAZes...

Uma amiga  comentou o assunto aqui abordado acerca das Marias Capazes num grupo no Facebook...e sobre o texto "fodamos..." chamando a atenção para a necessidade de compreensão e amor e empatia pela Silvia Baptista, sua autora, e de a não crucificarmos e eu concordo em absoluto, nunca o faria, nem nada tenho contra ela, só não concordo que este texto seja da parte dela apenas uma coisa ocasional um engano ou  um erro  da revista...mas uma intenção e uma determinação em escrever sobre o tema sexo, porque infelizmente a mulher só vende e é promovida se falar ou escrever sobre sexo desabridamente...

Por isso submeto à vossa apreciação as nossas posições que de algum modo se complementam e digo com todo o amor, e sem nenhuma pecha contra a menina em questão...e a sua liberdade de escrever como sabe, quer e pode, enfim como ela é CAPAZ; só não posso deixar passar uma coisa que é grave:

A difusão de uma ideia que é em si a negação daquilo que entendo como uma Mulher Consciente. Isso eu não perdoou a nenhuma mulher...porque se trata de publicamente disseminar ideias nocivas e redutoras (limitar e circunscrever a mulher a um destino biológico e sexual) com uma intenção  deliberada ou não,  contrariando assim o despertar emergente do SER MULHER CONSCIENTE, como um todo e sobretudo como alma.


O que a minha amiga disse: "O caminho não é fácil e todas cometemos erros e acertos. Todas vamos fazendo caminho ao caminhar (como dizia o poeta)!
Todos os "erros" são necessários para acertar.
Por exemplo se não fosse o "erro" da crónica FODAMOS! escrita pela Sílvia Baptista, não se tinha debatido aqui no grupo, não se tinham trocado impressões, não se tinha procurado informação, conhecido pontos de vista, tentado fazer diferente.
Coloco "erro" entre aspas por duas razões a primeira é pq ainda não li a crónica e por isso ainda não opinei directamente sobre ela (só fiz ligeiramente sobre o projecto # Maria Capaz) e segundo porque será que é mesmo um "erro"?!?!? O que é certo e o que é errado? Cada uma de nós esta numa etapa diferente do caminho (mas acredito que todas queremos chegar ao mesmo sitio mas cada uma vai ao seu ritmo e com a sua pp história) e por isso vê as coisas de perspectivas diferentes, comete erros diferentes... não estou com isto a quer dizer que devemos deixar passar... ou passar a mão pela cabeça. Mas sim que do outro lado, esta alguém que tropeça mas esse alguém é uma mulher como nós e por isso acho que o julgamento, a crucificação etc...etc... não deve ser a nossa linguagem. Devemos falar desde o amor, desde a compreensão... mostrando o nosso ponto de vista com respeito e empatia para que este se misturo com o dela e crie um novo... e assim vamos crescendo juntas. Naif eu sei!!! Juventude que tenho, também sei!!! Mas as pauladas que já levei (e que para 33 anos vos digo serem mais do que muitas) não conheço outro jeito de caminhar junto das minhas irmãs porque eu sou todas e sou uma."




Eu, como já disse,  concordo inteiramente com a minha querida amiga Aida Suárez Gutierrez...e sei que é assim que devíamos à partida fazer - abranger e compreender "todas as mulheres", tal como as Maria Capazes afirmam no seu desafio, mas afinal nem isso é verdade, elas não aceitam mulheres diferentes...que falem em alma ou em espírito e feminino sagrado...


Capazes para elas são só as deputadas e  as jornalistas da televisão e radio ou cantoras da moda...não as mulheres reais como nós, sem assento parlamentar ou sem show na TV....Mas o mais grave é que no dito texto e nas intenções da autora, não há "erros", nem é uma interpretação diferente da nossa  apenas, nem tem a ver com as diferentes idades...mas sim com concepções de vida, formatação mental, e uma alienação muito perigosa do que é ser Mulher hoje e como digo também no texto anterior e em definitivo, clamar por "fodamos" e toda a linguagem usada no texto não é inocente porque elas defendem-na e defende-se a autora no seu blog como se o seu discurso fosse perfeito...E não é a única a usar a sexualidade como ponto de partida dos seus textos. Eu pergunto o que fariam as feministas se fossem homens a escrever assim sobre o sexo - tanto problema com os "piropos"  -  como nestes  textos eróticos e na sua crónica dessem a entender ou sugerissem que enquanto escreviam se estavam a masturbar... alguém leria?  As mulheres estão a ficar doidas ao colocar o sexo no seu discurso (ah la petit mort!)  como se fosse a sua arma letal e tornaram-se todas ou mulheres fatais  ou como prostitutas e tal como as usaram a elas como objectos sexuais durante centenas de anos os homens, agora são elas que o fazem  de moto próprio...
Quero salientar porém que  não é a pessoa ou as mulheres que escrevem esta e outras crónicas que é visada  nesta abordagem ou análise dos conceitos e das palavras,  mas a perigosa posição de influência que essas mulheres  podem ter noutras mulheres ignorantes...

Não fosse isso esta era só mais uma menina ou uma mulher a dizer asneiras para agradar a um editor ou a uma moda sado-maso, ou a uns arruaceiros ilustrados, dos muitos machos que as defendem a elas e à sua linguagem, de forma agressiva e ofensiva para as outras mulheres que ousaram pronunciarem-se por outros valores. Para mim  o drama é que que elas querem sim afirmar-se...como mulheres capazes, mas só de foder com tudo e todos... ?
E realmente para mim a sua linguagem é a antítese do feminino profundo e não responde de forma alguma à natureza inteira da mulher, não corresponde à sensibilidade e ao sentir profundo e do coração de uma mulher autêntica. Não falo de pudor nem de preconceito...falo de integridade e nobreza...de grandeza de SER MULHER, que é muito mais do que um sexo...
Além de que nesse texto particularmente é com se a autora  fizesse  na verdade e por fim, a apologia da violação, uma vez que foder significa etimologicamente: ferir, perfurar, deixar magoada, investir,  destruir a mulher ...
É isso portanto que ela veiculou, sabendo-o ou não, no seu texto de forma subliminar porque está bem influenciada e instruída pela cultura geral que pertence a uma modelo padrão de controlo e redução da mulher ao sexo assim como todos os conceitos patristas que imperam sobre a mulher moderna e livre! Torná-la acessível e livre e igual para ser usada pelos homens de todas as formas ...e por vontade própria e já sem preço!
Com estas mulheres modernas e intelectualizadas, ditas feministas, não creio que se possa fazer nada de verdade ou em profundidade, em essência ou ir  para além desta obsessão sexual - daí o ter desacreditado totalmente na ideia de sucesso da Mulher Capaz que não vai senão servir para alienar mais a mulher do seu sentido profundo como ser humano ontologico e sagrado.
Sim, fale-se  de sagrado a essas mulheres e ela mandam-nos logo "foder..." tal como "os cavalheiros" o fizeram nos comentários do texto  "...tu precisas é  (foi afirmado para uma amiga) de uma boa fod..." bem à macho latino...certamente algum impotente...

Não acredito que a Silvia B. tenha outra vontade que não seja ter sucesso na vida,  e seguramente entretanto até é bem capaz de ser convidada a escrever um livro, como eu já disse algures, como as "50 gravatas de Gray"...ou vir a  ter muito sucesso na TV...

A Ribalta do Poder de Controle não me engana - a Televisão é um antro de gente a servir essa matriz, digo antes Patriz de controlo para a anulação da Mulher Verdadeira.
É isso que está em marcha, mais uma vez...eu a bruxa velha e má... o afirmo, sem medo...
rlp

Sem comentários: