"NÃO SOU FEMINISTA, SOU ANTROPOLOGICAMENTE LÚCIDA" Ana Hatherly

sábado, fevereiro 28, 2015

Ainda sobre as 50 Sombras de Gray



Ainda sobre as 50 Sombras de Gray e o meu espanto de haver mulheres que gostam e acham natural e não se sentem aviltadas, mas sim "estimuladas"...gostei muito de um comentário de uma mulher no facebook e que reproduzo aqui na integra...

"...Assinam-se petições para pessoas do outro lado do mundo não serem chicoteadas mas essas mesmas mulheres permitem que o seu "companheiro" as chicoteie?"


"Agora está na moda ser aberto à experiência... A única coisa que parece old fashion é mesmo o respeito... Aconselho todos a deixar de ver televisão! A lavagem para e o cérebro retorna! Amor não é Ódio. Amor não castiga... Assinam-se petições para pessoas do outro lado do mundo não serem chicoteadas mas essas mesmas mulheres permitem que o seu "companheiro" as chicoteie? as espanque? em nome do... AMOR?? Não entendo o limiar do permissivo ou não... Parece-me apenas que não pensam livremente, não se vêem no espelho e se sentem MULHERES. Entristece..
...nem consigo entender como é que as mulheres ainda permitem esta subjugação e subversão do amor... Parece-me uma jogada illuminati para fazer com que a ascenção do poder feminino seja ela própria subjugada... Chegar às massas em crescimento, influenciáveis... com valores em formação e deturpar o sentido da essência e poder feminino... É baixo e sem carácter!...

Quero ver amor, amor e respeito estampado nos corpos das mulheres! Nos seus sorrisos glamorosos e nos seus génios fecundantes! Que haja paz, luz e respeito no coração de todas nós! Por nós mesmas!"


COMENTÁRIOS NO Face de Luz Yoga

4 comentários:

THAÍS MARINO disse...

Olá Rosa, tudo bom? Sigo seu blog já há alguns anos, mas nunca comentei... Eu estava pensando exatamente nisso esses últimos dias... Republiquei no meu blog, devidamente creditado e linkado, tudo bem? Se tiver alguma objeção é só me avisar que retiro... Obrigada por seu trabalho, é inspirador saber que existem mulheres como vc e reconfortante saber que não estou sozinha com minhas opiniões "adversas"... Um abraço, Thaís

rosaleonor disse...

Obrigada Thais! tudo bem - pode publicar o que sentir pois faz falta fazermos a divulgação do nosso sentir! Um abraço e grata por comentar!rl

Ana Nazaré disse...

Muito obrigada por postar !

Maria Helena Marques disse...

Já nos idos anos setenta do século XX houve uma mulher escreveu um livro bastante perturbador, chamado "A História de Ó", que virou filme de sucesso entre homens e mulheres. Hoje, decorrido quase meio século, assistimos à apoteose da "masculinidade" graças a outra mulher. Afinal, para onde caminham as mulheres emancipadas? Lamentavelmente, tenho de concordar com a Rosa, quando diz que não evoluímos coisa nenhuma. Porém, estás nas mãos das mulheres, mudar o mundo....