sexta-feira, março 13, 2015

A IGUALDADE DE GÉNEROS...


"Esta coisa da igualdade de géneros e uma enorme falácia. Isto só e possível numa sociedade falocratica onde a mulher e tratada e usada como se fosse uma coisa a...o serviço do marketing e minorizada ao ponto de perder as características intrínsecas do seu género. Igualdade de direitos sim. Igualdade de géneros só demonstra o paternalismo hipócrita que reina nas sociedades baseadas no paradigma judaico/cristão.
Tirar a mulher a sua natureza e querer transforma la num homem e um crime que está bem documentado na foto desta revista ou no livro e filme as 50 sombras de Grey.


Esta coisa dos saltos altos....


Vocês sabem que muitas mulheres, embora não gostem ou lhes seja desconfortável , os usam para se protegerem e conseguirem que os homens tenham que olhar para cima ou no mínimo a mesma altura, isto no trabalho? Sim eu tenho perguntado. Como normalmente as mulheres são mais baixas que os homens , elas para não se sentirem em situação de inferioridade usam esse estratagema. A maquiagem também muitas vezes e usada como máscara de guerra. Há ambientes de trabalho onde uma mulher que não usasse saltos altos ou não aparecesse maquiada seria de imediato posta de parte. Exemplo: hospedeira de bordo na maior parte das companhias aéreas para já não falar nos cargos executivos das grandes empresas. Chegamos aqui e não e de hoje. O hábito poderá ter vindo dos coturnos , sapatos com sola mais alta usados na tragédia grega, para dar importância a uma "persona". Portanto a uma mascara. E e justamente a mascara que, hoje, conta...!"

- Também Luís - também pode ser  isso tudo, mas a exploração dos saltos altos como fetiche tem mais a ver com a exaltação de uma sexualidade que os homens inventaram para a mulher também...as chinesas não esqueçamos e era muito erótico na época tinham os pés apertados e quebrados...e os motivos eram os mesmos...absurdos e manipulatórios ...para a mulher não se mover em liberdade...? Bem ao contrário da igualdade..



CEM HOMENS SEM PRECONCEITOS?

Como se a igualdade das mulheres tivesse a ver com SALTOS ALTOS e não com o sofrimento e a dor das mulheres, o abuso e a violência, a falta de respeito e a exploração sexual  e laboral  - e não os sapatos que simbolizam o seu sacrifício para agradar aos homens...e à moda que dita essa escravidão tal como as mulheres antigamente na China tinham que apertar os pés...

Desculpem lá os "Homens" (os verdadeiros homens) mas como se diz, o que é que "o c...tem a ver com as calças?" - no fundo no fundo ...mais uma manobra do lobby gay - eles adoram o filme, ver os homens de salto alto e esta é mais uma oportunidade para muitos que não se assumem; no fundo adoram o fetiche...Isto não passa de mais uma manobra ridícula para distrair e vender e desgraçadamente em nome e defesa da mulher? OU ENTÃO, POR "IGUALDADE", ENTENDERIAMOS QUE OS HOMENS TAMBÉM QUEREM USAR SAPATOS ALTOS?


O que é que isto tem a ver de facto com "igualdade" e com a verdadeira MULHER?  Será que estes homens famosos, actores e cantores e desportistas, se mostram assim por causa da violência doméstica ou da mulherzinha lá da aldeia que leva porrada do marido, da operária da fábrica de sardines, da pobrezinha que anda a pedir esmolas, da prostituta da estrada de sapatos rotos, da drogada miserável, da vendedeira da praça, da camponesa ou da concierge de Paris, ou de qualquer mulher banal e comum sujeita a todo o tipo de infortúnio e abusos? Confesso que não sei...
O que sei é que isto não tem sentido nenhum e não passa de mais uma manobra de diversão estúpida de uma revista estúpida e uma imitação do que já ocorreu há uns anos atrás algures, mas em que os homens caminharam nas ruas de saltos altos, esses sim...e não para vender uma revista que só estupidifica as Mulheres e nós achamos o máximo!!!
rlp

1 comentário:

Anónimo disse...

O backlash é insidioso em todos os campos, em todos os sentidos. As mulheres não querem ser iguais aos homens e vice-versa. O que as mulheres querem, notadamente as feministas, é que as mulheres não sejam tratadas de forma diferente pela única razão de termos nascido com vulvas, vaginas, úteros e ovários. Nós queremos a humanidade que é concedida aos homens no momento em que nascem e que nos é negada no momento em que se constata que somos do sexo feminino. Não queremos ser silenciadas, desmerecidas, julgadas, colocadas em segundo plano por sermos mulheres. É isso.