"NÃO SOU FEMINISTA, SOU ANTROPOLOGICAMENTE LÚCIDA" Ana Hatherly

quarta-feira, maio 20, 2015

OS CONSELHOS DOS HOMENS...



A FORMATAÇÃO DO SUPOSTO FEMININO PELO "HOMEM"...
O que eles dizem por aí...

"Nasça. Nasça mulher, ou pelo menos torne-se uma depois. Viva a sua vida, experimente, faça o que qualquer um pode fazer. Seja apenas você mesma. E não tropece! Se cometer qualquer erro. Pronto, essa vagabunda já está fazendo cagada.
Seja difícil, não fique com qualquer um, e quando alguém tentar ficar com você, a força ou não, resista, continue com a sua filosofia de vida e diga não quero. Pronto, essa vagabunda não quer ficar comigo. (Se você só quer permanecer com alguém legal, leia esse meu outro texto)
Seja fácil, fique com qualquer um. Se der vontade vá mais longe, explore seu apetite sexual, mesmo que seja favorável ou não a você. Encontre alguém, converse um pouco, transe com ele. Pronto, transei fácil com essa vagabunda.
Namore um homem egoísta e machista, dedique-se a ele. Submeta-se e respeite sua autoridade fictícia. Tenha apenas ele como exemplo de masculinidade. Converse e seja simpática com algum amigo seu que seja homem. Pronto, essa vagabunda já está dando moral pra esse cara!
Case-se. Viva intensamente a relação até perceber que o homem da sua vida é chato, rotineiro, sem graça, preguiçoso, egocêntrico. Sinta-se mal por isso e depois decida por romper o que não mais dá certo. Busque vida nova. Recomece. Pronto, essa vagabunda quer me largar depois de tudo o que eu fiz por ela.
(...)"
http://lounge.obviousmag.org/…/manual-pratico-de-como-ser-u…


Quando um homem escreve isto, o que é que eu posso dizer ou pensar? Não sou feminista, não, além de velha, sou como digo e cito: "antropologicamente lucida", mas este continuo Olhar do homem sobre a mulher - desde o clássico da cultura e da história e da arte aos nossos modernos jovens intelectuais e jornalistas, é abusivo... foi e é uma praga...demolidora da natureza intrínseca da Mulher. Que nem eles sonham qual é nem as mulheres que ai a-bunda-m - sim, que são só o que os homens projectam e sonham sobre elas e são fiéis ao imaginário masculino que as deturpa avilta e mistifica no bom ou no mau sentido.
Sim, ouvir ou ler um homem a falar assim sobre a mulher faz-me urticária...Estou farta, dá-me nervos - um ataque de nervos...- como se algum homem a sério pudesse perceber (se nem Freud o entendeu ao fim de 30 anos de pesquisas, e disse-o) ou saber o que é e o que sente uma MULHER de verdade - não dessas mulherzinhas feitas pelos Mídea e pelas telenovelas, e filmes cheias de silicone e formatadas pelas opiniões ligeiras e sarcásticas dos homens da "cultura" ou da pornografia...e que para ai pululam...mas A Mulher - Autêntica, a Mulher inteira...se eu fosse um Homem, um homem a sério mesmo - ficaria mas é calado. E respeitava - uma vez na vida buscava uma mulher a sério, não aquela que é sempre a santa ou a puta ou a vadia...etc - esse quadro foleiro e pervertido da moral católica. E porque será que os homens tem tanto empenho em falar das mulheres, em perseguir as mulheres sempre em função deles - e se para variar falassem deles mesmos - será que tinham alguma coisa para dizer, sem falar da mãezinha e da amante e da vadia?
Sim, gostaria de ver e ouvir os homens a falarem deles, deles próprios e com propriedade e não mais das mulheres - digam lá o que sentem, como se sentem...sem querer meter sempre as mulheres no seu saco...etc.

rleonorpedro

Sem comentários: