quinta-feira, junho 11, 2015

NO INÍCIO ERA... A MÃE



"Afinal não é do ventre das fêmeas que nascem todos os seres? O Princípio Feminino como chave para o mito da criação." 
Mª de Lourdes O. Pinto


"O tema principal do simbolismo da Deusa é o mistério do nascimento e da morte, mas também da renovação da vida, não só da vida humana, mas de toda a forma de vida na Terra e no Cosmos. Os símbolos e as imagens que se reúnem em volta da Deusa partenogenética (autogeneratiz) e das suas funções fundamentais - dar a vida e dar a morte, assegurar a regeneração - e em volta da Terra Mãe, a Deusa da fertilidade, jovem e velha, que cresce e morre com a vida vegetal. Ela era a única fonte de toda a vida, que extraía a sua energia das fontes e dos poços, do Sol, da Lua, da terra húmida. Este sistema simbólico representa o tempo mítico, cíclico, não o tempo linear."


In A Linguagem da Deusa ( título original: The language of the Goddess )
de Marija Gimbutas

1 comentário:

Ana Nazaré disse...

SIM !!! Em termos arquetípicos, como pode ser outro alguém, senão a Mãe !!?!?