terça-feira, agosto 11, 2015

A moral e a não moral imposta as mulheres pelos homens

 
A DIVISÃO DA MULHER E A SUA CRUCIFICAÇÃO

ESTE É UM COMENTÁRIO DE UMA LEITORA ANÓNIMA


"Para os homens é apenas assim: "A vadia que faz sexo. A vadia que não faz sexo. A vadia que faz sexo oral. A vadia que não faz sexo oral." No sistema de valores deles, a mulher nunca é um ser humano, é apenas um objeto de satisfação. Se faz o sexo nos moldes porno, é a vadia liberada que vai servir de chacota quando estiverem reunidos entre seus amigos e contando em detalhes tudo o que fez nela. Se não faz o sexo nos moldes porno, é a vadia moralista, reprimida que não sabe dar prazer a um homem. Nos dois casos, não passa de uma escrava sexual.
Infelizmente as mulheres, hoje se sentem na obrigação de provar que são liberadas, sexuais e livres como antes tinham que provar que eram virgens puras. Em nenhum dos casos foi uma escolha livre, foi sempre uma moral imposta pelos homens."


(leitora anónima)

Ele comentário responde efectivamente à questão principal que debatemos da face da mulher falsamente liberta - e que representa a face da mulher puta aqui - e vadia no Brasil...A outra face, agora banida dos filmes e manuais e credos, "a santa" , ou a mulher honesta (a casta esposa fiel) que perde lugar para esta vadia em todo o mundo, a suposta "mulher emancipada" como já temos aqui afirmado, a mulher que se transformou numa nova escrava sexual...por "vontade" própria...
rlp

"No Brasil da Lei Maria da Penha, homens brasileiros matam 15 mulheres por dia, a cada 15 segundos uma mulher é agredida e ano passado 50.000 mulheres foram estupradas; os homens brasileiros estupraram mais mulheres do que cometeram assassinatos. Eu sou brasileira e sei que vivo num dos países mais machistas e misóginos do planeta.
Não percebo nenhuma mudança no comportamento machista dos homens brasileiros, infelizmente."

Leitora anónima

Sem comentários: