quinta-feira, setembro 24, 2015

AS MULHERES ESTÃO CEGAS...


ESTAMOS TOLDADAS...

Sei e SINTO que estamos a ficar divididas com toda esta questão humanitária...e nisso há uma falta de discernimento aflitivo, há uma espécie de cegueira colectiva acerca deste mesmo assunto, pela qual nos deixamos levar...somos levadas por esta ONDA de "amor colectivo" e apocalíptico...como se fossemos salvar o mundo...da catástrofe final!
 
Sempre pensei que as mulheres tivessem mais discernimento...ou mais intuição...

E afinal estamos, nós aqui mulheres, a ficar completamente dominadas pela ideia e pelo velho ideal católico de "amor ao próximo" - e descentramo-nos completamente de nós mesmas,  com o nosso drama muito particular que é o de vivermos numa sociedade que nos é adversa...que nos fere e calunia, que nos explora e nos usa, que nos mata todos os dias...e depois essa mesma sociedade, que não nos integra e nos despreza, convida-nos a ser solidárias com os homens...com as suas questões de fundo que partem sempre de uma guerra qualquer deles e de um sistema injusto e criminoso não só com os seres humanos mas sobretudo com as mulheres.
E é esta Onda ingénua de suposta "solidariedade" que cobre a perfídia e o caos da guerra e tudo o que está por detrás e "eles" nos querem ocultar...e nós mulheres deixamo-nos mais uma vez enganar...na tentação do grande amor pela humanidade, uma humanidade que nos divide e nos condena por nada...
Isto É uma Egrégora muito forte do colectivo que nos apanhou e a força da Matriz de controlo que nos domina ainda - para se sair dela é muito, mas muito difícil... e aqui vemos que todo o trabalho feito (ou não) nestes anos todos sobre a Consciência do Feminino, de pouco nos adiantou porque agora nem sequer temos o discernimento de perceber que estamos a ser ameaçadas, não por um povo qualquer, não por um povo pacifico - mas por homens cuja índole, religião e educação passa  pela agressão à Mulher e pela anulação do ser mulher em todas os aspectos e de todas as maneiras. E é só isto que me faz recuar e pensar no que está acontecer como uma AMEAÇA A TODAS AS MULHERES DO MUNDO - esta invasão, não é o que parece nem se compreende esta politica...porque se a União Europeia não deixou a Turquia entrar na União Europeia porque os riscos da cultura e religião eram um perigo para a nossa estabilidade...agora é precisamente algo que está a ser promovido pela UE e os Governos que perpetram as suas  guerras nesses países por interesses obscuros.
DE facto a cultura e a religião muçulmana ou a mera educação do menino e do homem é obviamente desde logo repressora da mulher e a anula sem lhe dar qualquer possibilidade de expressão e pior ainda mata-a de qualquer maneira em nome da sua honra e das suas leis e de alá. Países onde a menina e a mulher não tem quaisquer direitos...
Eu pergunto-me sinceramente se eu não defendesse a Mulher se estaria do lado dos refugiados...sim, certamente estaria se eles não fossem esta ameaça potencial e óbvia pelo seu comportamento  intolerante e fundamentalista, mesmo os que vivem na Europa há décadas, sobretudo com as mulheres que desprezam e maltratam mesmo dentro da sua casa e família, etc. se eu teria esta reacção...Sim, eu pergunto-me se não fossem as mulheres eu não estaria do seu lado, como toda a gente...mas não creio! Eu nunca poderia estar ao lado de qualquer tipo de patriarcalismo-fundamentalista que reduz a mulher a ínfima espécie. Contudo nunca fui xenófoba e menos ainda racista! mas todas as duvidas e suspeitam se levantam face a esta "invasão" repentina e claro, sei e sinto que são gente como nós que sofre...mas estes homens...são quase todos de origem árabe e muçulmana e não trazem nada de bom para a Europa - eles não saíram da Idade Média nem dos seus ódios milenares contra os infiéis e as mulheres...isso é o que não queremos ver na nossa Utopia de um mundo justo e melhor.
A verdade é que estou preocupada e apreensiva com o que vejo e vejo a longo prazo;  por outro lado custa-me imenso ver  estas mulheres inteligentes, por suposto - dentro da área do feminino sagrado  - a saudar os imigrantes e a dizer que Portugal se cumpre (o 5º Império??) neste acto de solidariedade para com o povo Sírio...(enquanto  deixa morrer o seu povo de miséria e vergonha, gente ignorante e sem emprego, sem abrigo, mulheres sós e idosos sem qualquer protecção social e de saude).
Não, não vou falar mais das contradições nem da loucura e alienação geral das massas e as ideias e os ideias humanos, das ideologias nem das crenças, mas apenas destas mulheres que defendendo a Deusa estão cegas e não vêm o perigo que elas mesmas, filhas e irmãs, correrão a curto prazo - e não veem  como isto nos está afectar interiormente e a dividir-nos  a nós mulheres nesta mesma terra à partida. Mesmo  nos grupos de trabalho, somos afectadas pela hostilidade ou pelo afastamento e pelo silêncio das mulheres que se julgam defensoras do amor incondicional....
Só vos peço a vocês mulheres para ver o quão distantes estão dessa Mulher integral, dessa Essência feminina e do nosso centro e VER - como mulheres -  como estão a ser  inconscientes do que nos estão a fazer -  ver o que está por detrás destas politicas - e como isto faz parte do movimento de destruição da liberdade da Mulher num futuro próximo - vejam como os homens são todos sempre tão solidários com os homens:  sejam os afogados, os refugiados das guerras, os seus heróis,  MAS  das mulheres mortas e ultrajadas por esses homens nunca disseram nada.
Não há solidariedade alguma para com as mulheres mortas e espancadas etc.

Se isto não serve de nada para nos chamar a nós, não à razão - porque todas temos razão - mas chamar a nós  a nossa INTUIÇÃO...a nossa percepção profunda, chamar a nós a nossa Vidente...  pois  se não o fizermos ...então estamos perdidas...completamente perdidas de nós mesmas e de tudo o que seja o nosso propósito aqui e  na vida. Seremos uma vez mais vencidas pelo Sistema e pela Patriz de Controle - o Homem domina  e nós submetemos-mos em nome do amor de deus e do Pai...agora não me venham falar da Deusa...por amor de deus...ou devia dizer de Alá?

rlp

Sem comentários: