segunda-feira, novembro 16, 2015

ESTA GUERRA NÃO É NOSSA


A VIDA DIVINA E O NOVO SER

"Esse ser, “é o futuro, será o ser supra-mental (o ser que viverá para além do mental*), é o ser impossível de ser “fabricado” com todo esse tecido de mentira mortal. É um ser que será construído… divinamente.
(…)
Quero dizer que a “vida divina”, começa quando começamos a desenraizar esta impostura (de nós*), a ter uma base que seja de vida PURA. É aí que a vida divina começa. Essa vida que…eu não sei, não a vejo ainda, mas ela virá. Não será de certeza uma via divina filosófica! Será uma vida divina muito…material.
(…)
Ele nasce seguramente das súplicas de um certo número de pessoas – ou talvez mesmo de muitas… Súplicas, (orações?) digo. Há muita gente com coragem apesar de tudo que se diz:
“Verdadeiramente, meu deus, isto não é possível!”
Enfim há tanta gente que sofre, não é verdade? Então há súplicas ignorantes e outras mais conscientes. Com certeza que todos os pedidos (e orações *) contribuíram para isso. Se não houvesse ninguém desde lado a chamar o que haja de mais verdadeiro, porque é que o Divino se daria ao trabalho de se manifestar? Nós podemos chamar-lhe O Divino…O movimento de chamamento é precisamente o movimento que nos começa a libertar. Não há “indivíduos” aí – há chamamentos. Há chamamentos PUROS – talvez não muitos, mas há. Sim, há. E há os outros que sofrem.” *


*Satprem – La vie sans mort -

Sem comentários: