"NÃO SOU FEMINISTA, SOU ANTROPOLOGICAMENTE LÚCIDA" Ana Hatherly

sábado, dezembro 26, 2015

O QUE É QUE MUDOU NO MUNDO?


Uma família americana - a "maravilhosa" (e bélica) família da deputada Michelle Fior - que é a favor do armamento das pessoas, ilustra bem o que de "fantástico" nos vem dos USA...Esta imagem não há duvida que reflete o espírito americano e aquilo que eles propagam no mundo...guerra e violência, alienação e estupidez natural...
Que evolução é esta e a nossa, que civilização, que cultura (a de morte?) perante esta imagem da família americana e do seu espírito "universal"? Como está tudo no mundo?



Que consciência é a desta "mulher", esta coisa loura e a sua metralhadora sofisticada, que defenda o armamento das populações para se defenderem do inimigo...?

Sem dúvida, que ela, como todos "os psicopatas afirmam, com palavras bem colocadas, que se importam muito com sua família (pai, mãe, irmãos, filhos), mas suas atitudes contradizem totalmente o seu discurso. Eles não hesitam em usar seus familiares e amigos para se livrarem de situações difíceis ou tirarem vantagens. Quando dizem que amam ou demonstram ciúmes, na realidade têm apenas um senso de posse como com qualquer objeto. Eles tratam as pessoas como "coisas" que, quando não servem mais, são descartadas da mesma forma que se faz com uma ferramenta usada.`*
*Do livro Mentes Perigosas, da psiquiatra Ana Beatriz Barbosa Silva, Editora Fontanar.

MAS é caso de se perguntar: "O que foi que mudou de realmente importante nas nossas vidas? Que mudanças foram efectivamente operadas no nosso foro íntimo, se ainda há fome, se ainda há guerras, se ainda proliferam homicídios, latrocínios e estupros ao redor de todo o planeta? Que mérito acumulou essa humanidade ensandecida do nosso tempo e de todos os tempos para que lhe sejam reveladas verdades perigosas nas mãos da incompetência?"*


*(autor desconhecido)
 

Sem comentários: