"NÃO SOU FEMINISTA, SOU ANTROPOLOGICAMENTE LÚCIDA" Ana Hatherly

quarta-feira, janeiro 20, 2016

NASCER DE SI...



A NOSSA MÃE...

“A mãe é tudo na vida. Ela é o consolo na tristeza, o socorro na dificuldade, a força na nossa fraqueza. Ela é a fonte de toda a ternura, da amizade e do perdão. Aquele que é privado da sua mãe perde um coração para o suportar, uma mão para o abençoar e olhos para o proteger…
Tudo na natureza fala da nossa mãe. O sol, mãe da terra, abraça-a, alimenta-a como seu calor, ilumina-a até ao seu crepúsculo, embala-a para ela adormecer ao ritmo das ondas do mar, dos cantos das aves e dos rios. A terra, mãe das árvores e das flores, fá-las nascer, alimenta-as com a sua seiva e, por sua vez, estas tornam-se mães ternas para com os seus frutos suculentos e as suas sementes vivas. A mãe de todas as coisas é a alma universal, eterna, repleta de beleza e de amor…
(…)
A palavra “mãe” esconde-se nos nossos corações como se esconde o núcleo no fundo da terra e aflora aos nossos lábios tanto no momento da maior dor como no de alegria, tal como o perfume que a rosa exala na atmosfera mais pura ou pluviosa” in Les Ailes Brisées – Khalil Gibran

MAS QUANDO A NOSSA MÃE NOS FALHA...

"O remédio está em obter cuidados de mãe para nossa própria mãe interna. Isso se obtém com mulheres reais no mundo objetivo que sejam mais velhas, mais sábias e que, de preferência, tenham sido temperadas como o aço. Elas se tornaram calejadas por terem passado por tudo o que passaram. Independente do custo, mesmo agora, seus olhos vêem, seus ouvidos ouvem, suas línguas falam, e elas são gentis. Mesmo que tivéssemos a mãe mais maravilhosa do mu...ndo, ainda poderíamos acabar tendo mais de uma. Como muitas vezes disse às minhas filhas: "vocês nasceram de uma mãe mas, se tiverem sorte, terão mais de uma. E entre todas elas encontrarão quase tudo que precisarem". Nossos relacionamentos com las todas madres, as muitas mães, serão com maior probabilidade relacionamentos permanentes, pois nunca passamos da idade de necessitar de orientação e conselho, e isso também não deveria ocorrer, a partir do ponto de vista da profunda vida criativa das mulheres"

Clarissa Pinkola Estes

Sem comentários: